Adubação de plantas frutíferas

0
376

Pedro Maranha Peche Engenheiro agrônomo, mestre, doutor e pós-doutorando em Fitotecnia – Universidade Federal de Lavras (UFLA)pedmpeche@gmail.com

Atemoia – Créditos: Shutterstock

A adubação racional e equilibrada é uma importante ferramenta para a produção de frutos em quantidade e qualidade, além de propiciar a perenidade produtiva do pomar, ou seja, produção estável por vários anos. Outro aspecto a ser considerado em relação ao manejo da adubação de plantas frutíferas é o econômico, pois essa prática corresponde a 30 a 50% do custo de produção total. 

Para construirmos um bom plano de manejo de adubações, precisamos responder quatro perguntas: O que adubar? Quanto adubar? Quando adubar? Como adubar?

O que adubar?

Tem a ver com a nutrição das plantas frutíferas, ou seja, os nutrientes que são essenciais para que elas cresçam e se desenvolvam. Caso ocorra a falta de um ou mais nutrientes a planta frutífera terá seu desenvolvimento comprometido.

A planta necessita de 17 nutrientes essenciais, os quais são adquiridos por meio do ar e da água, no caso do carbono (C), hidrogênio (H) e oxigênio (O), e o restante é adquirido via solo. Nesse sentido, podemos dividir os nutrientes absorvidos pelo solo em dois grupos, de acordo com a quantidade que as plantas necessitam:

; Macronutrientes: nitrogênio (N), fósforo (P), potássio (K), cálcio (Ca), magnésio (Mg) e enxofre (S). São os que a planta necessita em maior quantidade e normalmente a quantidade que aplicamos é em quilos do nutriente por hectare (kg/ha).

; Micronutrientes: boro (B), cloro (Cl), cobre (Cu), ferro (Fe), manganês (Mn), molibdênio (Mo), níquel (Ni) e zinco (Zn). São igualmente importantes aos macronutrientes, porém, a planta precisa desses nutrientes em quantidades menores – normalmente aplicamos gramas por hectare (g/ha).

Agora que já sabemos o que a planta necessita, precisamos de ferramentas para verificar a nutrição do nosso pomar. De maneira geral, um pomar sadio (bem nutrido e sem problemas com pragas e doenças) deve apresentar as seguintes características:

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.