18.6 C
Uberlândia
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasAgro registra saldo comercial recorde em 2020

Agro registra saldo comercial recorde em 2020

Lavoura – Crédito: shutterstock

A balança comercial do agronegócio brasileiro registrou superávit recorde no acumulado de janeiro a outubro deste ano, com saldo de US$ 75,5 bilhões. As exportações tiveram receita de US$ 85,8 bilhões, alta de 5,7% em relação ao mesmo período de 2019, com volume embarcado de 189,4 milhões de toneladas, aumento de 12,4%. A análise é da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com base nos dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia.

Os produtos mais vendidos em 2020 foram soja em grãos (US$ 28 bilhões), carne bovina in natura (US$ 6,1 bilhões), açúcar de cana bruto (US$ 6 bilhões), celulose (US$ 5 bilhões) e farelo de soja (US$ 5 bilhões). Estes produtos representaram 58,3% da pauta exportadora do agro brasileiro nos dez primeiros meses.

A China segue como o principal destino das vendas externas, com participação de 35,8%. União Europeia (16,2%), Estados Unidos (6,5%), Japão (2,4%) e Coreia do Sul (2,1%) completam o ranking dos cinco principais mercados no período, de janeiro a outubro.

Em queda

As exportações em outubro passado tiveram queda de 6,2% em relação ao mesmo mês de 2019, totalizando uma receita de US$ 8,2 bilhões e superávit de US$ 7 bilhões. O total embarcado foi de 18,1 milhões de toneladas, redução de 3,2%. O açúcar de cana bruto foi o produto mais exportado (US$ 1,1 bilhão em valores) e a China também foi o principal comprador dos produtos do agro (26,5% do total).

Lácteos

Os lácteos foram destaque entre os produtos analisados dentro do Projeto Agro BR, desenvolvido em parceria com a Apex Brasil para promover pequenos e médios produtores ao comércio internacional. As exportações em outubro de 2020 somaram US$ 8,5 milhões, 87,5% a mais que no mesmo período do ano passado, principalmente pelo crescimento de vendas do leite modificado e do leite condensado.

No acumulado de janeiro a outubro, o aumento nas vendas foi de 30% em receita (US$ 61,6 milhões) e 30,6% em volume (26,8 mil toneladas), puxado pelas exportações de leite modificado, leite em pó e creme de leite.

Produtos apícolas

Nos primeiros dez meses do ano, o setor registrou expansão de 34,7% nas exportações em valor e crescimento de 58,6% em volume, na comparação com o mesmo período de 2019. Essa variação foi impulsionada pela elevação de US$ 22 milhões nas vendas de mel. Os principais destinos foram os Estados Unidos e a União Europeia, com compras respectivas de US$ 57,1 milhões e US$ 15,4 milhões.

ARTIGOS RELACIONADOS

Embratel anuncia parceria para comercialização de solução para agronegócio

Campo Conectado oferece rede móvel 5G, 4G, CAT-M e NB-IoT no Broto, plataforma digital do Banco do Brasil e da BB Seguros para produtores rurais e demais integrantes da cadeia do agronegócio

Essere Group

Composto por quatro unidades de negócios, Bionat Agro, Floema, Kimberlit Agrociências e Loyder ...

Café: Semana começa com suporte em mercado travado

Semana começa com suporte em mercado travado e nova baixas nos estoques certificados.

Mercado de feijão na cidade de Lavras, MG

O Brasil é o maior produtor mundial de feijão (Phaseolus vulgaris L.), seguido da Índia e da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!