19.6 C
Uberlândia
domingo, junho 16, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiAlface para todas as épocas

Alface para todas as épocas

Marla Sílvia Diamante

marlasdiamante@gmail.com

Natália de Brito Lima Lanna

Doutorandas do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Horticultura – UNESP/Botucatu (SP)

Marília Caixeta Sousa

Mestre em Agronomia/Horticultura e doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas – UNESP/Botucatu

Vinícius Ribeiro Arantes

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Agricultura – UNESP/Botucatu

Crédito Eduardo Miyayaciki
Crédito Eduardo Miyayaciki

A alface, entre as hortaliças folhosas, é a mais consumida no mundo, fato relacionado ao seu sabor suave e agradável, bem como à praticidade em seu preparo nas refeições (principalmente na forma de saladas), seu baixo teor de calorias e alto teor de vitaminas e sais minerais. Esta hortaliça é originária do Sul da Europa e da Ásia Ocidental, regiões de clima temperado, e foi trazida ao Brasil em 1650, com a vinda dos portugueses.

Atualmente, a produção de alface é realizada em todo o País, no entanto, seu cultivo apresenta limitações, especialmente em razão de sua sensibilidade a condições adversas de temperatura, sendo geralmente mais adaptada a locais de temperaturas amenas, tendo melhor produção em épocas mais frias do ano. O ciclo pode variar entre 60 a 90 dias, desde a semeadura até a colheita, podendo ser influenciado pela cultivar escolhida e a época de plantio.

Obstáculos

A especialização crescente do cultivo de alface vem provocando a expansão da escala produtiva dessa folhosa. Espera-se que o produtor garanta boa qualidade, diversidade e regularidade de produção, especialmente no verão, quando a demanda por esse produto é maior.

Condições climáticas são as principais causas de perdas para os agricultores. As chuvas e alta umidade relativa do ar e do solo proporcionam um ambiente propício à proliferação de bactérias e fungos, que podem causar queda na qualidade e produção da alface, assim como as temperaturas elevadas também podem prejudicar o cultivo.

Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

Fique de olho

A cultura se desenvolve melhor no período do frio, mas não suporta a geada, sendo possível ser plantada durante o ano todo. Para se obter qualidade e regularidade na produção dessa hortaliça, é necessária atenção especial na escolha de cultivares adaptadas e técnicas de manejo adequado, visto que variações climáticas, como as altas temperaturas e fotoperíodo longo, afetam o desenvolvimento das plantas.

A cultura é mais problemática no período do verão, quando ocorrem mais intensamente problemas de pendoamento e podridão.

Quando plantar

Esta hortaliça tem maior produção nas épocas mais frias do ano, por ser uma cultura originária de clima temperado (em condições de campo). Considerando a qualidade como fator importante na comercialização, para produção de cabeças e folhas ditas saudáveis e adequadas para o mercado, a melhor condição de cultivo é necessariamente dias curtos com temperaturas amenas, que favorecem a fase vegetativa.

Seu florescimento ocorre sob dias longos e altas temperaturas, dando início à época reprodutiva, emitindo seu pendão floral.

 A variação ótima de temperatura para o seu desenvolvimento está em torno de 12 a 22°C, podendo atingir 18 a 25°C durante o dia, e 10 a 15°C durante a noite. Temperaturas acima de 22°C aceleram o ciclo, favorecendo a precocidade no mesmo, conferindo sabor amargo em função do acúmulo de látex nas folhas, provocando ainda o alongamento do caule, redução do número de folhas e afetando a formação da cabeça comercial, tornando estas hortaliças impróprias para o consumo e comercialização, resultando na colheita de plantas de pequeno porte, com menor peso, menor número de folhas e baixa qualidade.

 

Atualmente, o cultivo de alface pode ser realizado em todas as regiões brasileiras - Crédito Shutterstock
Atualmente, o cultivo de alface pode ser realizado em todas as regiões brasileiras – Crédito Shutterstock

Adaptação

Apesar da intensidade de luz afetar diretamente o crescimento e desenvolvimento da alface, esta é uma planta que não possui complicações na adaptação às condições de pouca luminosidade.

Esses pontos a favor da cultura podem ser explorados com o uso de telas, no intuito de reduzir a incidência direta dos raios solares, e com um manejo adequado o rendimento comercial torna-se maior.

A utilização de ambientes protegidos (telados, casa de vegetação e hidroponia) podem ainda atuar na redução dos efeitos nocivos das baixas temperaturas, no controle da quantidade de água sobre a cultura, na proteção das plantas da ação dos ventos e das chuvas de grande intensidade, como também do granizo.

Essas estruturas permitem o cultivo da alface em épocas que normalmente não são indicadas para a produção a campo, tornando possível a comercialização o ano todo.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de Agosto 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Cultivo de berinjela japonesa em estufas

Douglas José Marques Doutor e professor de Olericultura e Melhoramento Vegetal da Universidade José do Rosário Vellano-UNIFENAS glauciogenuncio@gmail.com   Nos últimos anos, o cultivo da berinjela vem se...

Estufas: cultivo de pepino japonês

Segundo a Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSEM), foram comercializadas em 2017 aproximadamente 34,3 milhões sementes de pepino japonês. Considerando uma densidade populacional média de 25 mil plantas por hectare, a área cultivada com esse tipo de hortaliça foi em torno de 1,37 mil hectares.

SANTENO PRO Cenoura oferece economia de água de até 50%

A Santeno, localizada no município de Simões Filho, Bahia, é a fabricante exclusiva no mercado nacional, utilizando tecnologia de irrigação por microaspersão, uniforme e...

Microquimica conclui investimentos de R$ 1,7 milhões em fábrica de inoculantes

Produtos são vendidos para agricultores de todo o Brasil e atualmente é exportado para o mercado paraguaio    A Microquimica, empresa brasileira que atua na produção e...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!