24.6 C
Uberlândia
domingo, maio 26, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesAlgas marinhas: antecipação do período de colheita da cenoura

Algas marinhas: antecipação do período de colheita da cenoura

Fotos: Shutterstock

Diandra Greyce Leal
Engenheira agrônoma – Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat)
diandra.agro@gmail.com
Fernanda Lourenço Dipple
Engenheira agrônoma, mestra em Ambiente e Sistema de Produção Agrícola e professora – Unemat
fernanda.dipple@unemat.br

A cenoura apresenta vantagens, pois permite auxílio do desenvolvimento de sua raiz de forma mais eficiente, com efeitos promotores de crescimento e auxílio na defesa da planta, com certa proteção contra patógenos de solo.

Esta cultura ocupa lugar de destaque no agronegócio de hortaliças no Brasil. Atualmente está entre as cinco mais importantes cultivadas no País, e ocupa aproximadamente 25 mil hectares, com produção estimada em mais de 7 mil toneladas.

As principais regiões produtoras de cenoura no Brasil são: São Gotardo (MG), Minas Gerais, Marilândia do Sul (PR), e Irecê (BA).

As algas

Fontes de várias vitaminas várias vitaminas e outras substâncias, como glicoproteínas, como o alginato e aminoácidos, as algas atuam como bioestimulantes vegetais. Reconhecido como sendo um produto versátil, pode ser usado na agricultura na forma seca ou de extratos, como fertilizantes bioestimulantes e/ou fitoprotetores.

A utilização de algas marinas no cultivo de cenoura proporciona diversos benefícios, como a redução de abortamento de flores e frutos, melhor desenvolvimento vegetativo, bem como de raízes, o que possibilita o melhor uso do solo, de água e de nutrientes.

Assim, o enraizamento será mais abundante e eficiente, com maior tolerância a estresses abióticos e bióticos, reduzindo as perdas por estresse hídrico.

As algas também aumentam a atividade fotossintética vegetal. Seus compostos são promotores de crescimento e estimulantes naturais, os quais aumentam os teores de clorofila, pigmento carotenoide antioxidante responsável pelo processo.

Estudos recentes mostram aumento do interesse pelas algas na nutrição das plantas e em solucionar problemas fitossanitários.

LEIA TAMBÉM:

Benefícios diversos

As algas atuam nas plantas de modo que o metabolismo delas desencadeia reações que fazem com que elas se tornem mais resistentes aos ataques de pragas e doenças e também a estresses nutricionais e hídricos. São variadas as espécies de algas utilizadas para este fim, se destacando as algas vermelhas e marrons, especialmente a Ascophyllum nodosum, que é uma das mais utilizadas.

O uso de extratos de algas também agrega outros benefícios às plantas, pela composição nutricional das mesmas, fornecendo boas quantidades de N e K, e também pelo fornecimento de fitohormônios reguladores de crescimento, como as auxinas e citocininas.

Em resumo, pode-se considerar que as algas marinhas são portadoras de hormônios e substâncias naturais indutoras de crescimento, complexo fornecedor de nutrientes e vitaminas que são cofatores de processos metabólicos vegetais.

Resultados na colheita de cenoura

Fotos: Shutterstock

Diversos estudos e produtores estão utilizando produtos naturais e biológicos, devido ao seu custo e benefícios na proteção de plantas e promotores de crescimento. Estes resultados positivos podem ser vistos desde o desenvolvimento da planta até a colheita da cenoura.

Isso se deve ao enraizamento mais rápido e abundante, refletindo no melhor aproveitamento de água e nutrientes pelas plantas, o que induz o maior desenvolvimento e acelera o ciclo, bem como a colheita será mais precoce.

Pode ocorrer, ainda, antecipação de colheita em até 10 dias, já que o crescimento é mais acelerado. Ainda, a produção será beneficiada com qualidade e quantidade. As plantas também serão mais resistentes ao estresse hídrico e a fatores bióticos (pragas e doenças).

A aplicação pode ser feita por formulados com algas marinas na cultura, por ocasião da semeadura (por fertirrigação ou drench) e durante o desenvolvimento da cultura (em aplicações espaçadas de 15 em 15 dias, por exemplo), via foliar, fertirrigação ou drench.

Contra doenças

As algas atuam como protetoras e promotoras de crescimento na cenoura, aumentando a resistência à incidência de podridão de raízes (patógenos de solo e de difícil controle) e pragas foliares, além de reduzir a severidade de ataques dos nematoides.

A utilização de algas, que promove maior resistência contra patógenos, pode ser aliada à utilização de produtos biológicos, reduzindo a utilização de fungicidas químicos.

A aplicação no cultivo da cenoura apresenta diversos benefícios, principalmente em regiões com clima ou solo desfavorável ao cultivo, possibilitando um manejo mais eficiente e aumento de produtividade, pois reduz a severidade de condições adversas ambientais, auxilia no crescimento e na proteção natural da planta às doenças.

ARTIGOS RELACIONADOS

DuPont Brasil premia produtores campeões de produtividade de soja na safra 2014/15

Empresa reuniu no dia 28 de agosto, em São Paulo, os 13 finalistas da etapa nacional do concurso de produtividade DuPont Colheita Farta  A DuPont...

Agricultura de precisão reduz custos no plantio

Em virtude da constante modernização na agricultura, exige-se que o produtor obtenha cada vez mais tecnologias inovadoras para acompanhar todo o processo produtivo e, consequentemente, obter maior produtividade, aliado ao menor custo de produção.

Agrofloresta: implantação do sistema de cultivo

Os sistemas agroflorestais estão ajudando famílias do Pará a diversificar a produção e ...

Como realizar o manejo eficiente de plantas daninhas nas cenouras?

Autores João Paulo Diniz dos Santos Graduando em Agronomia - Universidade Federal de Uberlândia (UFU) joaopaulo.conteagro@gmail.com Roberta Camargos de Oliveira Engenheira agrônoma e pós-doutoranda...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!