28.6 C
Uberlândia
domingo, maio 19, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosAminoácidos contra estresses na bananeira

Aminoácidos contra estresses na bananeira

Os aminoácidos propiciam menor perda de água nas células e potencializam o crescimento dos cachos da bananeira.

Diego Henriques Santo
Engenheiro agrônomo – Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (IDAM)
dh.agroengenharia@gmail.com

Aminoácidos são componentes primários de proteínas. Nas plantas eles atuam na composição de proteínas vegetais, como a metionina, a lisina, a glicina e o ácido glutâmico. Também são antiestressantes, capazes de agir em processos morfofisiológicos ou como ativadores de enzimas, disponibilizando compostos capazes de promover tolerância a estresses.

Foto: Depositphotos

Esses compostos permitem a redução do uso de fertilizantes químicos, elevam a produtividade, a resistência e a tolerância ao estresse causado principalmente por temperaturas extremas, déficit hídrico, salinidade e patógenos.

Em defesa da bananeira

Os aminoácidos agem como bioestimuladores, induzindo um efeito protetor na bananeira, por meio de um composto chamado glicina-betaína. A glicina-betaína, sintetizada nos cloroplastos, tem função de osmoproteção nas células vegetais.

Osmoprotetores são moléculas capazes de se acumular em células, evitando a perda excessiva de água para as células vizinhas, atuando no ajuste osmótico. O princípio de ação dos osmoprotetores é aumentar a quantidade de solutos dentro de uma célula para evitar que a água saia dessa célula para outra, por meio da osmose.

Portanto, os aminoácidos propiciam menor perda de água nas células e potencializam o crescimento dos cachos da bananeira.

Mais resistência

Um aminoácido importante para as plantas em condições de estresse salino é a prolina, que ajuda a planta a se preparar para enfrentar situações consideradas críticas. A prolina possui função de ajuste osmótico, que protege as plantas de compostos tóxicos produzidos durante períodos de escassez de água.

Quando aplicada de forma exógena nas plantas, estudos comprovam que a prolina promove maior tolerância à salinidade ao regular os processos fisiológicos, bioquímicos e enzimáticos.

Proteção térmica

Como já citado, o aminoácido prolina promove melhor aproveitamento hídrico pelas plantas, o que aumenta sua capacidade de resistência, contribuindo assim para a redução de danos causados por condições adversas, como falta de água e temperaturas extremas, permitindo que a planta tenha melhor aproveitamento hídrico, o que aumenta sua capacidade de resistência.

Diversos experimentos a campo mostram que, após o uso de aminoácidos, as plantas resistem melhor ao estresse térmico, tanto em altas quanto em baixas temperaturas, uma vez que os aminoácidos garantem melhor desempenho nos processos fisiológicos, além de modular os níveis hormonais celulares.

Isso culmina na produção de hormônios que irão induzir a formação de raízes e melhorar o estabelecimento das plantas.

Resposta da bananeira

Plantas mais fracas e vulneráveis apresentam, como uma de suas características principais, maior acúmulo de líquido entre as paredes das células. Isso acaba favorecendo o acesso de insetos sugadores e também a proliferação de determinados tipos de fungos.

Uma ação positiva dos aminoácidos está ligada à ativação do sistema imunológico das plantas por meio da síntese de determinadas proteínas, como a fenilalanina. Desse modo, os aminoácidos promovem a redução de água e outros compostos solúveis nas plantas, proporcionando endurecimento das paredes celulares, criando uma barreira física que tem um importante papel imunológico contra invasores.

Formas de aplicação

A suplementação com aminoácidos é uma forma de estimular o crescimento da bananeira e aumentar a produtividade, uma vez que funciona como uma forma delas economizarem energia na realização de diversos processos metabólicos ao longo do seu ciclo.

Por isso, seu uso na agricultura vem se tornando mais frequente, principalmente como aditivo em aplicações foliares, associadas a micronutrientes, como formas de estabilizantes de formulação e durante a aplicação de defensivos sistêmicos (efeito complexante).

Desafios

A aplicação de aminoácidos no manejo de estresses na bananeira pode enfrentar alguns desafios específicos.

É importante ressaltar que a aplicação de aminoácidos pode ser uma estratégia promissora no manejo de estresses da bananeira, mas é necessário considerar fatores como a dosagem adequada, o momento da aplicação e a seleção dos aminoácidos mais adequados para obter os melhores resultados.

Tendências

O uso de aminoácidos na banana apresenta perspectivas interessantes. É possível destacar algumas possibilidades, como o potencial para melhorar o crescimento e desenvolvimento das plantas.

Espera-se que pesquisas adicionais sejam realizadas para explorar ainda mais esse potencial e identificar os aminoácidos mais eficazes para a cultura da banana. Outra possibilidade está ligada à melhoria da qualidade dos frutos.

Os aminoácidos podem influenciar a qualidade dos frutos, melhorando características como sabor, aroma e teor nutricional. No futuro, é provável que sejam realizadas pesquisas para entender melhor os mecanismos pelos quais os aminoácidos afetam a qualidade dos frutos de banana e como otimizar sua aplicação para obter resultados ainda melhores.

Pesquisas

A pesquisa contínua, tanto no uso de aminoácidos como de uma forma geral para a cultura da bananeira, é destacada como importante por promover maior produtividade e a sustentabilidade na produção, pois permite o desenvolvimento de novas técnicas e práticas agrícolas que elevam a eficiência e reduzem possíveis impactos ambientais.

O uso de aminoácidos melhora o crescimento da bananeira

Através da pesquisa contínua, os produtores de banana obtêm informações atualizadas sobre as melhores práticas de cultivo, manejo de pragas e doenças, uso eficiente de recursos naturais, como água e solo, e adoção de tecnologias sustentáveis.

A pesquisa contínua também contribui para a melhoria da qualidade dos produtos e a diversificação de variedades, o que pode elevar a competitividade dos produtores no mercado.

Além disso, ela permite o desenvolvimento de soluções inovadoras para desafios específicos enfrentados na cultura da bananeira, como o controle de doenças e pragas, a adaptação às mudanças climáticas e a redução do uso de fitossanitários, desempenhando papel fundamental na promoção da produtividade, fornecendo conhecimentos e informações que auxiliam os produtores a tomar decisões mais assertivas.

Mais benefícios

Além da proteção contra estresses, os aminoácidos desempenham um papel crucial na eficiência da absorção e aproveitamento de nutrientes pelas plantas, garantindo maior mobilidade desses componentes em seu interior.

Na cultura da banana, essas substâncias têm papel importante na prevenção de estresse abiótico, resultante de condições adversas do ambiente ou de deficiências nutricionais. Outro benefício trata da redução do ciclo em algumas culturas, caso da banana e da manga, onde os aminoácidos permitem a colheita de frutos em menor intervalo de tempo entre as safras, resultando em economia e aumento de produtividade.

Também, como já é de conhecimento, todos os organismos precisam de algumas substâncias que estimulam reações que resultam em manutenção, crescimento e reprodução. E as plantas não são exceção, sendo os aminoácidos elementos fundamentais da síntese proteica.

ARTIGOS RELACIONADOS

Aminoácidos: mais nutrição para a alface

Aminoácidos, o segredo por trás da nutrição excepcional da alface.

Fertilizantes e aminoácidos na alface

A aplicação foliar dos aminoácidos glicina e glutamina em alface var. Romana mostrou que a glicina aumenta a eficiência do uso de fertilizantes, melhora a qualidade e rentabilidade, facilitando a assimilação e translocação do nitrogênio nas plantas.

Aminoácidos melhoram absorção de nutrientes em cenoura

Aminoácidos melhoram absorção de nutrientes em cenoura.

Como o uso de aminoácidos pode contribuir para a recuperação do canavial pós-geada

Confira o artigo de Saymon Freitas no site da Revista Campo & Negócios

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!