14.9 C
Uberlândia
quarta-feira, julho 17, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioAnimaisAutomatização na produção leiteira impacta na redução de casos de mastite

Automatização na produção leiteira impacta na redução de casos de mastite

Robô Lely Astronaut A5
Granja Família Rutz

A prevenção da mastite é uma luta constante de todos os produtores de leite. Além de influenciar a saúde da vaca, a mastite também significa uma menor produção de leite, maiores custos com médicos-veterinários e mais trabalho. Ao monitorar continuamente a qualidade do leite, o produtor tem a garantia de um alimento de alta qualidade no tanque. Ao fazer isso, ele também acompanha de perto a saúde de seus animais.

Preocupado com o seu rebanho, Eduardo Rutz, um dos proprietários da Granja Família Rutz, investiu, em março de 2020, na aquisição do Robô Lely Astronaut A5. Localizada no município de Westfalia, no Rio Grande do Sul, a propriedade conta hoje com 56 animais da raça holandesa em lactação e uma mão-de-obra 100% familiar.

De acordo com Eduardo, os constantes diagnósticos de mastite na propriedade estavam prejudicando a qualidade do leite e interferindo nas vendas do produto e no faturamento da granja, além disso, os gastos com medição e atendimento veterinário estavam impactando a saúde financeira da propriedade.

A mastite bovina é uma das principais doenças que atinge o gado leiteiro. Por isso, compromete de maneira drástica a produção de uma fazenda, impactando na gestão. Os prejuízos devido a mastite clínica envolvem descarte de leite, redução da produção a curto e longo prazo, custos com medicamentos e risco de antibiótico no leite.

“Antes da aquisição do Astronaut A5 da Lely, tínhamos em nossa propriedade um grande número de descarte de vacas, a mastite era a principal enfermidade, mas precisávamos lidar também com casos de problemas no casco. Hoje, quase três anos depois do início do uso do robô, as baixas mais significativas são de vacas que se machucam no freestall. Mas posso afirmar que esse problema também já está resolvido”, pontua o produtor.

Para Eduardo, a redução dos casos de mastite na Granja Família Rutz ocorreu porque o robô realiza uma ordenha bem-feita, não havendo contaminação de uma vaca para outra, principalmente por ser um equipamento higiênico.

Além de reduzir drasticamente os casos de mastite, uma vez que com o auxílio da automatização é possível entrar com a medicação mais cedo e coibir a evolução do quadro clínico, Eduardo afirma que, com o uso do robô da Lely, a detecção do cio ficou muito mais fácil.

Lely Astronaut A5: aliado da sanidade

O Lely Astronaut A5 reúne diversas vantagens que impactam positivamente no sistema de produção. As vacas manejadas em fluxo livre são atraídas para a ordenha pela oferta de ração individual, fato que deixa os animais mais calmos no manejo. A simplicidade, a funcionalidade e a praticidade da tecnologia são destaque no equipamento.

Além, claro, da reunião de informações precisas, computando índices de produtividade, dados do leite ordenhado como gordura, proteína e temperatura, e ainda informações estratégicas, como tempo preciso para inseminação e intervenção em enfermidades.  O Lely Astronaut A5 foi projetado com foco na durabilidade e confiabilidade.

Segundo o Farm Management Support, Leticia Martins, o monitoramento da qualidade do leite em cada quarto de úbere ordenhado e em todas as ordenhas, avaliando parâmetros como a cor do leite, sua condutividade, temperatura e a produção, são suficientes para indicar ao produtor um início bastante prematuro de uma mastite, por exemplo. “Isso permite que o produtor atue de maneira antecipada nos animais, economizando e reduzindo perdas e risco a qualidade do leite vendido”.

Com o Astronaut A5 o proprietário pode contar com vacas mais saudáveis, o que é fundamental para uma fazenda de produção leiteira. Um rebanho de animais saudáveis contribui para um negócio saudável. Assim, os produtores podem se concentrar em um futuro sustentável, lucrativo e agradável.

ARTIGOS RELACIONADOS

Automatização garante mais economia para propriedades leiteiras

Lely Astronaut A5, um dos robôs de ordenha mais modernos do mercado, se destaca novamente pela economia

Mastite pode dar prejuízo de até 1000 reais por vaca aos produtores de leite

O mais importante problema sanitário da pecuária de leite, a mastite, pesa muito no bolso dos produtores. Segundo dados da Embrapa, a enfermidade pode representar custos de até R$ 1.000,00 por vaca.

Mastite: enfermidade afeta a produção de leite

Os sinais clínicos comuns incluem lesões, sensibilidade ao toque, dor e aumento da temperatura do local acometido, devido à inflamação.

Alimentação das vacas controla mastite e moscas

A alimentação adequada das vacas pode contribuir positivamente para o controle da mastite e redução da infestação de moscas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!