26.6 C
Uberlândia
quarta-feira, abril 24, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesCafé: Semana começa com suporte em mercado travado

Café: Semana começa com suporte em mercado travado

Semana começa com suporte em mercado travado e nova baixas nos estoques certificados.

O mercado futuro do café arábica encerrou o primeiro pregão da semana com valorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US).

Dezembro/23 teve alta de 80 pontos, negociado por 150,80 cents/lbp, março/24 teve valorização de 95 pontos, cotado por 152,40 cents/lbp, maio/24 teve alta de 90 pontos, valendo 153,60 cents/lbp e julho/24 registrou alta de 85 pontos, cotado por 154,45 cents/lbp.

Na Bolsa de Londres, o tipo conilon encerrou com estabilidade. Novembro/23 teve alta de US$ 3 por tonelada, valendo US$ 2366, janeiro/24 teve queda de US$ 1 por tonelada, cotado por US$ 2301, março/24 registrou queda de US$ 2 por tonelada, negociado por US$ 2267 e maio/24 teve baixa de US$ 2 por tonelada, valendo US$ 2256.

Apesar da valorização dos últimos dias, o produtor de café do Brasil pouco participa do mercado, aguardando por preços mais atrativos. Além disso, o mercado teve novo suporte com redução nos estoques dos cafés certificados.

“Os estoques de café robusta monitorados pela ICE na segunda-feira caíram para uma baixa recorde de 3.615 lotes (dados históricos desde 2016), e os estoques de café arábica monitorados pela ICE na última sexta-feira caíram para uma mínima de 8-3/4 meses de 513.665 sacas”, destacou a análise site internacional Barchart.

No Brasil, o mercado físico acompanhou e encerrou com valorização em algumas das principais praças de comercialização do país.

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 0,62% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 810,00, Machado/MG registrou valorização de 2,42%, valendo R$ 845,00 e Campos Gerais/MG teve alta de 0,60%, negociado por R$ 839,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 0,57% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 885,00 e Campos Gerais/MG registrou valorização de 0,56%, valendo R$ 899,00.

ARTIGOS RELACIONADOS

Qual a importância do boro e zinco para o cafeeiro?

AutorThales Barcelos Resende Mestre e doutor em Fitotecnia – Universidade Federal de Lavras (UFLA) thales_br@outlook.com A nutrição equilibrada de qualquer planta é uma premissa básica...

Alfaces bicolores são novidade no mercado

As alfaces bicolores estão conquistando o mercado com sua beleza e sabor únicos, oferecendo uma experiência gastronômica diferenciada.

DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO: Seminário debate a Segurança dos Alimentos Hortigranjeiros

 No Dia Mundial da Alimentação, 16 de outubro, aconteceu o Seminário “Alimentos Hortigranjeiros de Qualidade do Campo à Mesa“ na CeasaMinas. O seminário teve...

DuPont apresenta benevia

  A DuPont apresentou sua mais recente tecnologia desenvolvida para a lavoura cafeeira: o inseticida Benevia®. Trata-se de uma descoberta científica de ponta que resulta...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!