Capim Day traz ciência, inovação e visão de futuro para a agropecuária brasileira

Pesquisadores apontam tendências e sinalizam porque os produtores rurais devem se manter atentos às soluções integradas, tecnológicas e sustentáveis nos próximos anos.

0
373
Crédito Grupo Bom Futuro

Estações experimentais do Campus Tancredo Neves, da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ – MG), receberão, nesta sexta-feira (18|11), pecuaristas de todo o País para avaliar, junto a pesquisadores, o resultado de estudos com híbridos de forrageiras, que se destacam pelo investimento em pesquisa e desenvolvimento, aliadas às melhores práticas de manejo, para garantir qualidade, produtividade e sustentabilidade no campo. É a primeira edição do Capim Day, que tem o objetivo de oferecer conhecimento, ciência, inovação e visão de futuro para produtores rurais.

Cruzamento da Brachiaria brizantha com a Brachiaria ruziziensis, a Brachiaria híbrida Mavuno estará na estação de experimento. Após quase dois anos de testes na fazenda modelo da Universidade, uma equipe de pesquisadores – liderada pela Profa. Dra. Janaina Martuscello, zootecnista especializada em forragicultura e pastagens, e autora dos livros “Seu dinheiro é capim!” e “Todo ano tem Seca! Você está preparado?” – observou a facilidade de manejo do material, a boa cobertura de solo, bem como as folhas longas, largas, arqueadas e pilosas, de aspecto aveludado, que propiciam maior aceitação, consumo, e podem auxiliar na pecuária nacional.

A capacidade de adaptação do híbrido proporcionada pelo sistema radicular amplo e robusto, com rebrota rápida após períodos de seca, também chamou a atenção para a forrageira, que pode ser utilizada tanto em sistema de lotação contínua, como rotativa (com altura de entrada de no máximo 40 cm e de saída de 20 cm). Segundo os especialistas, a braquiária híbrida, com manejo adequado do solo, apresenta alto potencial produtivo, girando em torno de 25 toneladas de matéria seca por hectare no ano.

Durante o evento, haverá ainda a apresentação do experimento do híbrido Mavuno com a bactéria Azospirillum brasiliense para fixação de nitrogênio, com fins de adubação. Mestre em Ciência do Solo, o engenheiro agrônomo, gestor ambiental e Coordenador Técnico da Wolf Sementes, Edson de Castro Júnior, explica que, além da evolução trazida pelo híbrido em campo, esta é mais uma iniciativa conduzida junto aos pesquisadores em busca de uma pecuária produtiva, sustentável e que colabore para a segurança alimentar, um desafio global.

“Daqui em diante, a agropecuária vai requerer muito planejamento e um pacote de soluções integradas, tecnológicas e sustentáveis para contribuir na eficiência do pasto, o que inclui a escolha de insumos, boas práticas de manejo, profissionalização da gestão e acompanhamento desta ponta fundamental da cadeia de produção. Não dá mais para pensar em ações isoladas, pontuais e que podem ter sido efetivas no passado, mas já não correspondem às demandas atuais e futuras do campo”, enfatiza Janaina Martuscello.  

Para a docente e pesquisadora, outro ponto importante é compreender cenários. “Nos próximos dez anos, a expectativa é de que o grande polo agropecuário do Brasil seja a região Nordeste e isso exige que o setor esteja preparado para projetar soluções específicas diante de condições climáticas adversas, como os baixos índices de chuva da região.”


Serviços

Capim Day 

Data: 18 de novembro (sexta-feira)
Horário nas estações experimentais: a partir das 13h30

Local: Campus Tancredo Neves da UFSJ – Av. Visc. do Rio Preto, s/n – Rodovia 494 – Bairro Colônia do Bengo – São João del-Rei (MG)


Sobre a Wolf Sementes
Há mais de 47 anos, a Wolf Sementes investe em pesquisa, inovação e tecnologia para contribuir com o avanço da agropecuária brasileira. Possui amplo portfólio de sementes de pastagens, ultrapassando 40 cultivares de forrageiras e leguminosas que abastecem o mercado interno e são exportadas para 65 países. Foi pioneira no mercado ao apresentar a Brachiaria híbrida Mavuno, líder no segmento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!