20.6 C
Uberlândia
sexta-feira, abril 19, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesCitrosuco inicia projeto para transporte de carga

Citrosuco inicia projeto para transporte de carga

Empresa avança em soluções inovadoras a fim de reduzir as emissões de CO2 e realiza testes para entender as viabilidades para eletrificar sua frota

A Citrosuco, uma das líderes mundiais em produção de suco de laranja, anunciou adesão aos testes do caminhão 100% elétrico da Volvo, FM Electric, para transporte de carga entre os municípios paulistas Matão e Santos. A rota Santos-Matão é crucial para a Citrosuco, uma vez que liga a maior fábrica de produção de suco de laranja do mundo ao Porto de Santos, onde o produto é exportado para mais de 100 países.

Créditos: Divulgação

Os testes são parte de um conjunto de ações da Companhia pela busca da descarbonização de suas operações e reitera suas metas ESG 2030, assumidas em 2022. A Citrosuco já contribui para a resiliência climática removendo mais de 400 mil toneladas de carbono por ano e ainda tem metas específicas que buscam redução de emissões CO2 nos escopos 1 e 2 em 28% até 2030 e aumentar as remoções líquidas, tendo o balanço líquido de remoções e emissões de GEE cada vez mais positivo.

De acordo com Claudemir Henrique de Oliveira, Gerente Geral de Logística e Terminais da Citrosuco, a busca por uma alternativa sustentável para a frota de caminhões começou na Fenatran 2022, onde iniciaram as negociações sobre o projeto. “Temos o compromisso de impulsionar as melhores práticas na Citrosuco. Nosso objetivo com esse projeto é avaliar as possibilidades para que possamos no futuro contar com uma frota totalmente elétrica. Para esse teste, contamos com toda a expertise e suporte da Volvo”.

O executivo complementa que durante toda a jornada, a resposta foi superpositiva. “No primeiro teste optamos por um peso intermediário e no segundo aumentamos para utilizar o peso máximo do caminhão, de 44 toneladas. Ambos os pilotos salientaram a excelência de desempenho do torque instantâneo e da autonomia de recarga dos freios regenerativos, importantes em trechos de subida e descida com carga, além de tempo e quantidades necessárias para carregamento do veículo. Mas o mais importante são os ganhos econômicos e ambientais que o veículo pode proporcionar a médio e longo prazo para a nossa operação”, complementa Claudemir.

De acordo com Marco Mildenberg, gerente de eletromobilidade da Volvo, o FM Electric pode ser equipado com pacotes de duas a seis baterias (180-540 kWh), dependendo do tipo de aplicação a que for destinado. Com suspensão a ar em todos os eixos, é dotado de freios de regeneração (recupera a energia quando o freio é acionado). Além disso, tem potência de até 490 kW (660hp). “Este é um veículo que atende bem o transporte de distribuição entre grandes centros. Além de zero emissões de gases, o caminhão tem baixíssimo nível de ruído”, comenta.

ARTIGOS RELACIONADOS

Uso mais sustentável da água

O Dia Mundial da Água (22/3) celebra a importância deste recurso natural em seus mais diversos ...

Com 55% de área preservada, setor de papel e celulose mostra eficiência ao aliar produção e sustentabilidade

Evento on-line desta semana do "Caminhos do Agro SP" destacou ainda como projeto no interior de São Paulo vai gerar energia suficiente para abastecer 750 mil residências

Implantação de sistemas agroflorestais

Lucia, Hilda, Nelison, Ney. Nomes de personagens reais. De carne, osso e um legado de pés no chão herdado

Ajinomoto do Brasil destaca atuação das mulheres em extensão rural

Engenheiras agrônomas compartilham conhecimento para ampliar o desenvolvimento do setor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!