23.3 C
São Paulo
sexta-feira, julho 1, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Colheita de cebola antecipada gera maior rentabilidade

Colheita de cebola antecipada gera maior rentabilidade

 

Na região do Cerrado Mineiro, os cebolicultores estão antecipando o plantio de cebola para dezembro e iniciando a colheita em maio. O resultado é a comercialização do produto na entressafra nacional, alcançando assim maior rentabilidade

 

Colheita de cebola - Crédito Shutterstock
Colheita de cebola – Crédito Shutterstock

A colheita antecipada de cebola no Cerrado Mineiro, apesar de apresentar vantagens como a maior rentabilidade, exige critérios técnicos dos produtores. O primeiro é realizar o plantio na segunda quinzena de dezembro até a primeira quinzena de janeiro. “Geralmente os produtores mais tecnificados são mais especializados em manejar a cultura nessa época, e desta forma conseguem colher mais cedo“, explica Marcos Mamoro Sekimura, engenheiro agrônomo especialista em hortaliças.

Segundo ele, há grande risco envolvido nesta época, devido às chuvas e temperaturas mais altas, o contrário do que prefere a cebola, que é uma cultura de inverno.

Entretanto, os produtores já contam com híbridos que podem ajudar nessa época, facilitando o manejo e o acompanhamento das lavouras. “Não que esses materiais não exijam preparo de solo, nutrição, pulverizações e controle de pragas e doenças, mas com eles se consegue colher a cebola de março a maio, coincidindo com a safra do Sul do Brasil“, diz.

Já as cebolas vindas da Argentina, tiveram queda na exportação, devido à quebra de 30% na produção ocasionada por chuvas na época do plantio, enquanto Suíça, Holanda e Austrália foram desfavorecidas pela alta do dólar, que empatou com o preço da cebola brasileira, beneficiando o produtor nacional.

Clima favorece o sistema

Marcos esclarece que todo o planejamento de plantio para que a colheita seja antecipada tem a seu favor o clima do Cerrado Mineiro (Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba), que tem temperaturas mais frias.

Outro fator importante é contar com híbridos certos, sendo que essa região conta com uma média de cinco materiais se destacando no plantio.

Manejo diferenciado

Para colher antecipado, Marcos lembra que o produtor terá maiores custos com fungicidas, bactericinas e produtos fitossanitários. “Em Uberaba estamos conseguindo fechar uma área, plantada no dia 14 de janeiro, com 50 toneladas por hectare, com um híbrido específico, uma produção excelente para essa época de plantio. Já em Perdizes, próximo dali, fechamos com 70 ton/ha. E já observamos produtores que plantaram nessa mesma época, mas que alcançaram apenas 20 toneladas por hectare, o que torna o sistema inviável, tendo em vista que o custo por hectare está na média de R$ 32 mil. Já o valor de comercialização fica em R$ 2,20/kg na roça“, pontua o agrônomo.

O custo de produção aumenta, no final das contas, de 30 a 35%, e por isso é preciso planejamento e tecnologia para alcançar alta rentabilidade.

Viabilidade

Marcos afirma que a tecnologia de colheita antecipada é viável, mas muitas vezes o produtor tem que contar com a sorte. “Ainda assim eu recomendo que se faça. Trabalho com consultoria a produtores tecnificados em 230 hectares de cebola na região mineira de Santa Juliana, Perdizes, Nova Ponte e Uberaba, e consegui altas produções, fechando com uma média boa em todas as lavouras“, orgulha-se.

E Minas Gerais é favorecido por essa janela de plantio, algo que nenhuma outra região do país tem. “Então, é aproveitar!“, conclui Marcos.

Essa matéria você encontra na revista Campo & Negócios Hortifrúti, edição de junho. Adquira a sua.

 

Inicio Revistas Hortifrúti Colheita de cebola antecipada gera maior rentabilidade