23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasCombate inteligente de queimadas: o desafio da indústria de papel e celulose

Combate inteligente de queimadas: o desafio da indústria de papel e celulose

A atividade da indústria de papel e celulose sofre o desafio dos incêndios que podem ser combatidos de maneira inteligente

Gláucio Silva
Reprodução: AXIS

Por Gláucio Silva, Gerente Nacional de Vendas da Axis Communications

A área estimada de florestas plantadas no Brasil totalizou 9,3 milhões de hectares, mostra a pesquisa de Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Deste total, cerca de 36% são utilizadas para a indústria de papel e celulose, uma importante atividade comercial para o Brasil, maior produtor de fibra de celulose curta do mundo e um dos maiores produtores de papel. Para minimizar um desafio sempre presente no segmento, os incêndios florestais, a tecnologia de videomonitoramento evoluiu e se tornou uma ferramenta essencial para evitar danos comerciais e ao meio ambiente.

Hoje, as câmeras de vídeo em rede ajudam a evitar interrupções e a manter a qualidade do produto em todos os estágios do processo de produção, inclusive no cultivo da matéria-prima. Com foco nas queimadas, imagine que o fogo pode acontecer a qualquer momento e de diferentes maneiras, períodos de seca, raios, entre outras questões meteorológicas ou de ação humana, podem desencadear focos de incêndio que, quanto antes controlados, menor o impacto ambiental e econômico. Assim, quando o assunto é a preservação das áreas verdes da indústria de papel e celulose, a agilidade é um fator decisivo.

Nesse sentido, as imagens e as análises de vídeo inteligentes em tempo real fornecem cobertura ininterrupta e sempre alerta aos primeiros sinais de fumaça. A Axis Communications já aplica a solução de detecção de incêndio florestal precoce em algumas áreas onde o combate imediato às chamas é um pressuposto. Os equipamentos de alta-definição e térmicos (IR) captam detalhes mesmo com baixa ou nenhuma iluminação, equipados com SaaS (software como serviço) de detecção de incêndios florestais RoboticsCats AI-Cloud, identificam possíveis focos de incêndio a uma distância de até 5 km.

Para uma camada a mais de proteção, para cenários em que qualquer fagulha pode significar um acidente, são as câmeras à prova de explosão, colocadas em um invólucro resistente, geralmente feito de aço inoxidável ou alumínio, que elimina o risco de que qualquer possível faísca cause um acidente, sendo resistentes também as intempéries meteorológicas, desde altas temperaturas, à chuva ou poeira.

Deste modo, as câmeras de vídeo em rede são muito mais do que imagens ao vivo. Com o uso crescente de aprendizado profundo, os equipamentos detectam padrões, tendências e irregularidades. Em uma indústria que fornece material para diferentes segmentos econômicos, como na indústria têxtil para fabricação de tecido; na construção civil, como isolamento elétrico; na fabricação de biocombustível, entre outros; assegurar a produção é uma tarefa fundamental para diferentes verticais. A boa notícia é que a tecnologia está pronta para avançar na mesma medida do crescimento da indústria de papel e celulose, inclusive em termos de sustentabilidade e segurança.

ARTIGOS RELACIONADOS

Combate inteligente de queimadas

As imagens e as análises de vídeo inteligentes em tempo real fornecem cobertura ininterrupta e sempre alerta aos primeiros sinais de fumaça.

CESB anuncia os vencedores do Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja

Sojicultor João Lincoln Reis Veiga, da Fazenda Congonhal, de Nepomuceno (MG), é o campeão da categoria Sequeiro/Nacional, com produtividade de 134,46 sacas por hectare

Potencial do Cerrado pode levar o Brasil a ser autossuficiente em trigo

Avanço do cultivo do trigo no Cerrado é possível graças ao manejo e ganho tecnológico com cultivares adaptadas com maior nível de resistência as doenças de difícil controle, como a Brusone. Webinar discutiu os desafios e as perspectivas para a cultura na região

Desafios e oportunidades da Caatinga

O bioma da Caatinga cobre 75% da área do semiárido, que tem ao redor de 960 mil quilômetros quadrados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!