23.3 C
São Paulo
terça-feira, julho 5, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Condicionamento das propriedades biológicas do solo melhora resultados na agricultura

Condicionamento das propriedades biológicas do solo melhora resultados na agricultura

Carla Verônica Corrêa

Doutoranda em Agronomia/Fisiologia Vegetal e Metabolismo Mineral – UNESP

cvcorrea1509@gmail.com

Luís Paulo Benetti Mantoan

Doutorando em Ciências Biológicas/Fisiologia Vegetal – UNESP

 

Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

Diante a necessidade de aumentar a produtividade e, dessa forma, fazer uma intensa exploração agrícola, tem-se observado um maior desgaste dos elementos minerais e da matéria orgânica do solo, pois, na maioria das culturas, apenas uma pequena parte da matéria orgânica produzida permanece no solo durante a colheita.

Os microrganismos presentes no solo dependem dessa matéria orgânica como fonte de alimento. Em contrapartida, os microrganismos atuam de forma a promover o retorno dos elementos minerais que estavam presentes na palhada ou nos restos culturais para o solo e, dessa forma, novamente serem absorvidos pela cultura instalada.

Essa ciclagem de nutrientes possibilita o aumento da fertilidade do solo, beneficiando o produtor no sentido da redução dos custos, com a aplicação de adubação química tanto no plantio como na de cobertura.

Outro aspecto que causa problemas aos produtores em relação ao manejo convencional do solo é a compactação do mesmo, o que leva à redução do sistema radicular, da absorção de nutrientes e de água, o que resulta também em menor resistência da cultura em condições de seca.

Além disso, microrganismos como bactérias e fungos micorrízicos necessitam do oxigênio para a respiração. Em condições de solo compactado e, dessa forma, sem oxigênio, há prejuízos de forma expressiva na diversidade microbiana.

Exigências dos vegetais

 As culturas são dependentes de uma boa condição biológica do solo - Crédito Miriam Lins
As culturas são dependentes de uma boa condição biológica do solo – Crédito Miriam Lins

Em geral, as culturas são dependentes de uma boa condição biológica do solo, como é o caso da soja. Esta cultura apresenta raízes que fazem associação com bactérias pertencentes ao gênero Bradyrhizobium, as quais realizam a fixação biológica do nitrogênio do ar.

Entretanto, com o frequente uso do solo para a atividade agrícola e o manejo inadequado deste, há prejuízos às populações destes microrganismos, dificultando a possibilidade do produtor alcançar à máxima capacidade produtiva.

O plantio de monoculturas também contribui para a redução da diversidade de microrganismos benéficos. Ao se implantar uma cultura, há maior preocupação com a adubação e calagem da área, porém, não se leva em consideração a necessidade de restabelecer a população microbiana do solo, a qual pode ser alcançada por meio da adubação biológica.

Benefícios

Aplicação de adubação biológica proporciona aumento de produtividade de 12,9 sacas /ha - Créditos Shutterstock
Aplicação de adubação biológica proporciona aumento de produtividade de 12,9 sacas /ha – Créditos Shutterstock

Por meio desta adubação é possível aumentar a produtividade de todas as culturas, uma vez que todas as espécies vegetais apresentam algum tipo de relação com microrganismos do solo.

Além disso, o aumento da diversidade e da quantidade de microrganismos no perfil permite a melhoria das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo. Como exemplo, podemos relatar a decomposição da matéria orgânica, extremamente necessária inclusive para o aumento da fertilidade do solo.

Outra vantagem é que essas melhorias nas propriedades do solo, quando se mantém esse tipo de manejo, permanecem a longo prazo. Assim, quando se aplica apenas a adubação química, observa-se que a fertilização do solo é temporária, enquanto que a biológica é contínua.

No entanto, o interessante é conciliar os dois tipos de adubação, o que acarretará na conservação das propriedades do solo, redução de perdas de nutrientes por lixiviação, como ocorre com o potássio, e a adsorção, como é o caso do fósforo, nutriente extremamente crítico nos solos brasileiros, principalmente em cultivos no Cerrado.

Adubação biológica propicia solo com maior aeração - Crédito Ademir Torchetti
Adubação biológica propicia solo com maior aeração – Crédito Ademir Torchetti

Opções

Uma das opções bastante destacada é o emprego de produtos biológicos, como alguns que apresentam a capacidade de estimular o início da fermentação e o crescimento dos microrganismos, garantindo a continuidade da multiplicação dos microrganismos e da produção dos metabólitos primários e secundários. Estes, por sua vez, podem atuar na redução e inibição de organismos patogênicos, na melhoria no desenvolvimento radicular e aumento de microrganismos benéficos.

Além disso, restabelece a vida dos solos, devolvendo a biodiversidade microbiana adaptada ao local de uso, estimula o microbioma nativo do solo, condiciona as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo. É constituído por microrganismos, além de nutrientes e metabólitos primários e secundários.

Apresenta grande diversidade de microrganismos, como bactérias, fungos e leveduras. No Brasil, estudos conduzidos por instituições como a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP), a Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho“ (UNESP) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) indicam que o manejo do solo com o adubo biológico auxilia no condicionamento das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo graças à constituição do produto por microrganismos, nutrientes e fitormônios.

A técnica promove maior desenvolvimento do sistema radicular - Crédito Luize Hess
A técnica promove maior desenvolvimento do sistema radicular – Crédito Luize Hess

É importante frisar que experimentos também apontam a ação na indução da sanidade vegetal. Com a instalação das denominadas biofábricas feitas na mesma área de produção agrícola, é possível a produção constante do adubo biológico, trabalhando com a biodiversidade microbiana do solo para promover benefícios multifuncionais, como a reestruturação do solo.

Essa matéria completa você encontra na edição de março 2018 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Grãos Condicionamento das propriedades biológicas do solo melhora resultados na agricultura