13.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 29, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesConfinamento no Centro-Oeste teve menor custo alimentar do que no Sudeste em...

Confinamento no Centro-Oeste teve menor custo alimentar do que no Sudeste em 2023

Empresa de tecnologia, que conta com uma base de dados de 4,1 milhões de cabeças em sistemas de engorda intensiva, apresentou uma prévia do “Reort Confinamento 2023” durante o Encontro de Confinamento e Recriadores da Scot Consultoria

Pesquisa foi realizada junto a 2,065 milhões de cabeças de gado. Crédito: Ponta, divulgação

O Centro-Oeste tem avançado no confinamento em comparação à região Sudeste do Brasil, mostram dados da Ponta, empresa de tecnologia focada na gestão da informação e da precisão na pecuária, responsável pelo gerenciamento de informações de mais de 7 milhões de cabeças geridas por ano em todos os sistemas produtivos.

Pesquisa realizada junto a 2,065 milhões de cabeças de gado, machos Nelore, com 30 a 200 dias de cocho, apontam que, para se produzir um animal cabeceira na região Sudeste, com margem de R$ 706,22/cabeça, houve um custo alimentar de R$ 13,41/dia. Já no Centro-Oeste, para uma margem de R$ 741,23/cabeça, o custo foi de R$ 10,82/dia.

Os dados são do “Reort Confinamento 2023”, produzidos pela Ponta, e apresentados por Paulo Dias, CEO da empresa, durante o bloco de mercado no Encontro de Confinamento e Recriadores da Scot Consultoria, nesta quinta-feira (11/4).

Em relação à nutrição animal nos confinamentos, o estudo aponta que o milho (grão seco) foi o ingrediente mais utilizado e esteve presente em mais de 70% das dietas no Centro-Oeste. Já no Sudeste, buscando atingir os níveis energéticos, o uso de outros ingredientes, como a polpa cítrica, foi predominante. “Os dados apontam que, no Sudeste, é preciso ser um bom negociador de matéria-prima (insumos), e os consultores de nutrição têm um grande desafio de formular dietas utilizando esses ingredientes, que atendam às exigências nutricionais de cada fase produtiva. Já o Centro-Oeste trabalha com alimentos mais nobres, portanto, é mais fácil formular a dieta”, afirma Paulo Dias, CEO da Ponta.

Além dessas informações, o “Reort Confinamento 2023” (disponível neste link), está dividido em quatro partes, considerando a produção em engorda intensiva:

  • Panorama da pecuária intensiva brasileira: modelo de negócio (confinamento x TIP), sexo (macho e fêmea) e amostragem nacional e regional;
  • Apuração dos resultados de 2023: diferenças de resultados produtivos e econômicos nacional e entre regiões;
  • Análises detalhadas das principais variáveis produtivas: diferenças das estratégias nutricionais por região, a composição e custos das dietas, além de diárias alimentares e entrada e saída de animais;
  • Impacto da eficiência: impacto da tecnologia no resultado a partir das análises dos players que se destacaram em 2023.


Dados da pesquisa

2,065 milhões animais analisados

Tipo de animal: machos Nelore

Especificação: 30 a 200 dias de cocho

RC de saída de > 40 a <70%

Animais por região

Sudeste – 648.931

Centro-oeste – 1.274.154

Norte – 107.241

Nordeste – 32.455

Sul – 2.587

ARTIGOS RELACIONADOS

Evento no Centro-Oeste: imersão na cultura do algodão

G.A. Tec Algodão 2023, da Girassol Agrícola, que deve reunir mais de 600 pessoas, acontece no dia 24 de junho, no Sul de Mato Grosso, com a presença de lideranças referências em produção, pesquisa e desenvolvimento de tecnologias.

Centro-Oeste recebe aprimoramento da pecuária de corte

Executado pela SIA, LucraAA Pecuária atua nos biomas Cerrado e Amazônia.

Estiagem pode ter trégua no Centro-Oeste e MAPITOBAPA

Chuvas esperadas trazem alívio à estiagem prolongada na região do Centro-Oeste.

TMG lança cultivares de algodão para região Centro-Oeste e Bahia

Lançamentos ocorreram durante eventos realizados em Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste e Luís Eduardo Magalhães; em 2023, a empresa já realizou 76 horas de treinamento a 258 cotonicultores responsáveis por uma área de 374.242 hectares de algodão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!