24.9 C
Uberlândia
sexta-feira, abril 12, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosConsórcio de abacate e café significa mais renda

Consórcio de abacate e café significa mais renda

Estudos esclarecem que o consórcio de café com espécies arbóreas é uma prática que vem trazendo bons resultados e um lucro extra ao produtor, pois otimiza a área utilizada pelo café.

Samuel Henrique Braga da Cunha
Engenheiro agrônomo e doutorando em Fitotecnia – Universidade Federal de Lavras (UFLA)
samuelhbraga@gmail.com

O consórcio de cafeeiros com abacate tem proporcionado uma maior otimização da área. São várias as vantagens obtidas, dentre elas a maior ciclagem de nutrientes, fazendo com que haja um maior aproveitamento dos nutrientes e das adubações realizadas.

O sistema de consórcio também reduz problemas com pragas e doenças, devido ao aumento da população de inimigos naturais. Consequentemente, há também uma redução do uso de defensivos agrícolas.

Outro fato importante é a possibilidade de o produtor diversificar a renda, que possibilita a otimização dos custos da lavoura, que podem ser amenizados.

Proteção contra a geada

O cultivo de abacate pode atuar na proteção contra geadas. Isso acontece porque, como a copa dos abacateiros são mais altas e ficam acima das copas do cafeeiro, o ar quente é mantido nesse espaço compreendido entre a copa das duas espécies.

Dessa forma, a massa de ar quente presente funciona como uma espécie de “estufa”, fazendo com que o café não sofra com as baixas temperaturas. Além disso, esse espaço é responsável por escoar o ar frio, nos casos de geada, evitando que ele fique represado sobre os cafeeiros.

Estresses térmicos

As espécies arbóreas nas áreas de café têm sido utilizadas visando adaptar as lavouras às novas realidades climáticas de aumento de temperatura e redução de disponibilidade hídrica.

O uso do consórcio tem sido muito utilizado visando aumentar o sombreamento das lavouras. No entanto, é importante ressaltar que esse sombreamento não deve ultrapassar 20% em lavouras em produção.

A arborização e consequente sombreamento tem causado a redução nas temperaturas das áreas de café. Tal sistema tem proporcionado a formação de um microclima com temperaturas mais amenas, o que reduz os problemas causados pelas temperaturas elevadas, como o abortamento floral.

Com isso, há uma menor variação de temperatura, que proporciona maior umidade da lavoura. Além disso, a deposição de material vegetal tem trazido uma redução nas temperaturas do solo, que ajudam a otimizar o uso da água.

Resultados práticos

Na prática, o aumento de renda para os produtores que adotam o consórcio é inegável. Nesse sistema ocorre uma diversificação da renda, onde se tem duas culturas produtivas.

A principal vantagem observada é que em um mesmo local é possível produzir duas culturas, otimizando a área, pois se tem uma maior produção em um menor espaço.

Outra grande vantagem que faz com que haja um aumento de renda é que a consorciação das culturas não afeta a produtividade das mesmas, desde que se faça o manejo correto em ambas.

Por fim, o sistema reduz custos da lavoura, especialmente com defensivos e fertilizantes. Ainda, como dito, o plantio de abacate nas lavouras de café proporciona um microclima favorável que reduz a incidência de pragas e doenças, e também a ciclagem de nutrientes faz com que as adubações sejam mais eficientes.

Recomendações específicas

São necessários alguns cuidados para que a implementação do consórcio seja bem-sucedida. Primeiramente, a escolha da área é muito importante – é necessário que a mesma seja adequada ao plantio de café, e que não ocorra com alta frequência a incidência de ventos frios.

A escolha da cultivar também deve ser preconizada, uma vez que essa deve ser adaptada a esse tipo de sistema – é interessante que se utilize cultivares de porte mais baixo e mais compactas.

O espaçamento entre as culturas deve ser cuidadosamente definido, para que não ocorra problemas de competição por água e nutrientes. Além disso, o espaçamento entre as plantas de abacate deve ser definido para que não haja mais de 20% de sombreamento.

A disposição das mudas também não pode atrapalhar a mecanização da lavoura, por isso, é interessante definir uma linha de árvores espaçadas no intervalo de seis a 10 metros, com espaçamento de 50 a 100 metros uma da outra, sendo que as plantas de abacate devem coincidir na linha de café.

Respaldo de pesquisas

Os estudos que respaldam a eficácia do consórcio de abacate e café em termos de aumento de renda mostram maior produtividade para ambas as lavouras. São pesquisas com relação a manejo, principalmente que evite a competição das culturas.

Outra linha de pesquisa que se faz muito importante é a de aproveitamento do uso da água em função do microclima e dos resíduos vegetais produzidos, que se torna importante para garantir que as lavouras não sofram com os efeitos das adversidades climáticas que estão cada dia mais se agravando no cenário atual.

Esses estudos têm por finalidade aumentar a produtividade tanto dos cafeeiros quanto dos abacateiros, refletindo na rentabilidade.

Incentivo

Os agricultores devem ser incentivados a praticar o consórcio em suas áreas, principalmente os pequenos e médios, pela diversificação e aumento da renda que o sistema pode representar, além das melhorias químicas, físicas e biológicas alcançadas no solo.

Sendo assim, é importante que cresça a atuação de órgãos extensionistas que levem o conhecimento para os produtores.

ARTIGOS RELACIONADOS

Como manejar as plantas daninhas?

Por definição, planta daninha é qualquer planta que ocorre onde não é desejada.

Albaugh traça estratégia para crescer na região do Cerrado

Em visita ao Brasil, CEO e CFO da empresa americana anunciam plano para reduzir custos de produção do agricultor e fortalecer relação com revendas São...

Como tornar um solo compactado em produtivo?

    Luís Carlos Hernani Pesquisador da área deManejo e Conservação do Solo da Embrapa Solos luis.hernani@embrapa.br A compactação é o estado de organização e arranjo espacial das partículas...

Dia de Campo Amipa 2018 – Algodão mineiro de qualidade

O evento aconteceu na Fazenda Amipa e contou com a presença de mais de 500 pessoas da cadeia produtiva do algodão No dia 27 de...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!