26.6 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasCooxupé é contra o aumento do ICMS dos alimentos no estado de...

Cooxupé é contra o aumento do ICMS dos alimentos no estado de SP

Café – Crédito: Shutterstock

A Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé) oficializa seu posicionamento contrário ao aumento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) no estado de São Paulo, que já está em vigor desde 1º de janeiro.

A nova cobrança, além de ter a possibilidade de ajustar em até 13% os preços de alimentos básicos como carne, leite, frutas e vegetais praticados para o consumidor final, trará também um aumento de custo de produção nas lavouras em todas as culturas – alguns produtos e insumos agrícolas que antes não eram taxados, como adubos e fertilizantes, produtos veterinários, defensivos e rações, por exemplo, passam a ter uma taxa de 4,14%.

“O ano de 2020 foi atípico e juntos, com base no cooperativismo forte e unido, foi possível mostrar sinais de recuperação diante de uma das maiores recessões da história”, ressalta Carlos Augusto, presidente da Cooxupé, que é formada por mais de 15 mil produtores, em sua grande maioria pequenos e médios agricultores que empenham seu papel diariamente – com base na agricultura familiar – e que estão suscetíveis aos desafios do clima e outras adversidades na lavoura.

“Um aumento de custo de produção neste momento tão importante de nossa cultura pode comprometer diretamente a safra em curso e ainda gerar uma alta inaceitável nos custos para a manutenção”, completa Carlos Augusto. A Cooxupé acredita que este aumento, NÃO EFICIENTE, mostra com pesar a falta de comprometimento e planejamento dos poderes executivo e legislativo em equilibrarem as contas públicas

ARTIGOS RELACIONADOS

Exportação de café bate recorde de 3,96 mi de sacas em janeiro

Desempenho histórico para o primeiro mês do ano foi puxado pela disparada de 503,5% nos embarques de conilon e robusta; remessas de arábica subiram 31,1%.

Famcafé movimenta R$ 2,5 milhões

A Feira da Alta Mogiana de Cafés Especiais (Fancafé), criada em 2017, foi realizada neste ano de 23 a 25 de outubro, em Franca...

Gotejamento traz sustentabilidade ambiental e economia para lavoura de café

  Sistema de irrigação avançado evita desperdício de água ao irrigar direto na raiz da planta e economia pode chegar até 70%; conheça o case...

Startup leva tecnologias para o café em seminário internacional

O café é a segunda bebida mais consumida do mundo, ficando atrás apenas da água, e no Brasil a realidade não é diferente. Atualmente a cultura...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!