18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos 23º Seminário do café tem balanço positivo

23º Seminário do café tem balanço positivo

 

Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess

Novas tecnologias para a cafeicultura dinâmica foram apresentadas no 23º Seminário do Café, uma realização da Acarpa ” Associação dos Cafeicultores da Região de Patrocínio, que aconteceu de 7 a 9 de outubro na cidade de Patrocínio (MG).

Nesse ano o evento inovou com a sua localização, e aconteceu no Parque de Exposição da cidade. Marcelo Queiroz, presidente da Acarpa, diz que a mudança aconteceu naturalmente para acompanhar as inovações da cultura. “A cada ano que passa a cafeicultura evolui e nós precisamos acompanhar essa evolução“, associa o presidente.

A data do evento também sofreu alteração para atrair um maior número de produtores. O evento, que antes acontecia em setembro, período em que o produtor normalmente colhe, passou para outubro, mês que o cafeicultor já não tem tantos compromissos.

No Parque de Exposição os estandes internos foram construídos em uma grande área. “Mais de 50 estandes, além do auditório, compuseram o espaço Arena Café“, contabiliza Marcelo. Os maquinários foram expostos na parte externa, dando maior amplitude aos expositores de máquinas pesadas. Considerando os estandes internos e externos, o presidente contabiliza mais de 100 empresas parceiras, entre expositores e marcas presentes.

Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess

Temas

 

Sobre os temas abordados em palestras, painéis e mesas-redondas, o presidente conta que houve influência de vários profissionais para chegar ao conteúdo apresentado no 23º Seminário do Café. “Tivemos participação efetiva dos grupos de campo, como da Emater, das cooperativas e do Sebrae, além de várias pessoas influentes e atuantes da cafeicultura. O resultado foram palestras importantes e voltadas para a tecnologia, renovação de lavouras, novas variedades, além do polêmico tema da broca, o qual até hoje não conseguimos resolver desde que o Endosulfan foi retirado do mercado. Mas estamos estudando alternativas“, afirma Queiroz.

O evento foi interativo e dinâmico, com várias atividades simultâneas para consolidar o que era tratado no auditório principal. Questões mais práticas foram abordadas no auditório secundário.

Marcelo avalia o 23º Seminário do café como positivo. “Tivemos uma abertura ao público que foi muito boa nesse ano, uma noite de pratos típicos e a presença maciça de produtores e sua família, para quem foram apresentados 110 pratos à base de café. Nas palestras, tivemos um ótimo público, positivo em relação ao ano anterior“, conclui o presidente da Acarpa.

Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess

 Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess

Marcelo Queiroz, presidente da Acarpa - Crédito Luize Hess
Marcelo Queiroz, presidente da Acarpa – Crédito Luize Hess

Essa matéria você encontra na edição de outubro da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

 

Inicio Revistas Grãos 23º Seminário do café tem balanço positivo