14.3 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiCultivo protegido agrega valor à berinjela

Cultivo protegido agrega valor à berinjela

Berinjela – Crédito: shutterstock

A espécie cultivada de berinjela no Brasil é a Solanum melongena L., originária da Índia, Birmânia e China. A planta, de ciclo perene, pertence à família das solanáceas, porém, é cultivada como anual por produtores de hortaliças (inicio de colheita 90-100 dias).
É uma espécie de clima tropical bastante exigente em elevada temperatura, sendo favorecida pelo calor. O plantio é recomendado para o início da primavera, entretanto, em regiões de clima quente com inverno suave, pode ser cultivada o ano inteiro.
O ambiente protegido, além de possibilitar a produção em regiões de clima ameno e proteção contra geadas, agrega valor, pois resolve grande parte dos problemas de manejo, como redução da umidade, o que reduz problemas de doenças e pragas, elevando a produtividade e qualidade.

Produção brasileira

No Brasil, a berinjela é cultivada em praticamente todos os Estados da Federação, com exceção do Amapá, Maranhão e Piauí. No entanto, não conseguimos registros oficiais atuais sobre a produção da berinjela no Brasil.
Contudo, informações de algumas entidades estaduais de extensão rural são de que a área cultivada em 2005 foi de 700 hectares nos Estados de MG, PR e DF, com produção de 18.500 toneladas e produtividade média de 27,4 t ha-1.
Em Minas Gerais, numa região de cultivo de berinjela em área de 195 hectares, a produção foi de 5,7 mil toneladas e a produtividade, de 29,2 t ha-1 (Emater-MG, 2005). No Paraná, a produção foi de 11,4 mil toneladas em uma área de 454 ha, com produtividade de 25,0 t ha-1 (Emater-PR, 2005).
No Distrito Federal, em uma área de 49,0 hectares, com produtividade de 28,0 t ha-1, foram colhidas 1,4 mil toneladas (Emater-DF, 2005). No Estado de São Paulo, maior produtor nacional de berinjela, segundo o Instituto de Economia Agrícola (IEA), a área cultivada em 2004 foi de 1,3 mil hectares, com produção de 46 mil toneladas e produtividade média de 35,4 t ha-1.

Brasil frente ao mundo

No mundo, a berinjela é cultivada numa área de aproximadamente 1,6 milhão de hectares. Em 2013, a produção estimada foi de 49,4 milhões de toneladas. A China, maior produtor mundial, contribuiu com 57% da produção global, seguida pela Índia com 27% da produção mundial.
Egito com 1.300.000 toneladas, Turquia com 854 mil toneladas e Irã com 676 mil toneladas, foram os demais maiores produtores de berinjela no mundo. No entanto, o Brasil, com produção de berinjela de aproximadamente 50 mil toneladas anual, não se encontra ranqueado entre os maiores produtores mundiais.

Em destaque

Os principais Estados produtores brasileiros são SP, MG, RJ e ES, os quais correspondem a 83% do total comercializado nas Ceasas (ProHort). Desses, São Paulo é o maior produtor do país, com 42% da safra.
As cidades que mais enviam berinjela para o Entreposto Terminal de São Paulo (ETSP) são: Elias Fausto, com área cultivada de 118 hectares, representando 27% da produção do estado, seguido por Mogi Guaçu com 114 hectares, representado 17%.
Dados da CEAGESP de 2017 mostram que a berinjela foi o 30° produto mais comercializado, com 31.413 toneladas. Confirmando esses valores, nos atacados brasileiros o valor médio de volume comercializado entre 2016-18 foi de 40,8 mil toneladas, ao preço de R$ 3,00/kg.

Crescimento em %

Com os dados disponíveis da produção de berinjela por órgãos oficiais, não é possível estimar um crescimento da cultura nos últimos anos, pois o último senso de cultivo da berinjela foi de 2012, divulgado pelo programa LUPA da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI-SP).
Nesse levantamento, São Paulo registrou produção de 1.324 toneladas, o que representa estabilidade de crescimento em relação aos dados do Instituto de Economia Agrícola (IEA) de 2004 da produção de berinjela.

Sazonalidade

A berinjela é uma espécie hortícola que cresce e produz bem em condições de temperaturas elevadas, possibilitando maior oferta nas estações de primavera-verão. Maior produção, assim como maior consumo da berinjela, se localizam na região sudeste do Brasil.
Nessa região, devido ao clima predominantemente tropical, é possível a cultivo da berinjela o ano inteiro, evitando cultivo em locais de temperatura baixa nas estações de outono/inverno.
Dados de sazonalidade dos produtos comercializados no ETSP em 2017 mostraram que o mês de novembro foi o de maior comercialização, enquanto fevereiro, março e dezembro foram intermediários e os meses de janeiro, março, abril, maio, junho, julho, agosto, setembro e outubro apresentaram menor comercialização do produto.

Custo de produção e rentabilidade

Considerando espaçamento de cultivo de 1,5 m x 1,0 m, que resulta numa população de 6.666 plantas por hectare e custo de produção aproximado de R$ 2,50 por planta, totalizaria o valor de R$ 16.600,00 por hectare.
Com produtividade média de 30 t ha-1, correspondente a aproximadamente 2.500 caixas de 12 kg por ha (caixa padrão da CEASA para comercialização da berinjela), com valor médio de mercado de R$ 15,00 a caixa, o produtor conseguiria receita bruta de R$ 37.000,00 por hectare, o que significaria rentabilidade aproximada de R$ 20.835,00 por hectare.

Para 2021

Uma tendência que já está presente e continua forte para 2021 é o uso de híbridos, o que confere elevada produtividade, qualidade, uniformidade de fruto e rentabilidade ao produtor, representando uma das metas prioritárias para a cadeia agrícola da berinjela.
Uma novidade no portfólio dos híbridos são as mini-berinjelas. Variadas em suas cores e sabores, desde coloração roxa à roxa com listras brancas, todas são altamente produtivas e seguem forte no mercado gastronômico de 2021.
A berinjela possui também um enorme potencial de crescimento devido a vários fatores. Um deles é pela cultura proporcionar produção em pequena escala com grande ganho por unidade cultivada, sendo muito superior às tradicionais hortaliças. O segundo é em decorrência da busca incessante dos consumidores por receitas e alimentos saudáveis e medicinais, sendo a berinjela uma grande oportunidade para diversificar os negócios de hortifruticultores.
Pesquisas mostram que consumidores estão mais conscientes sobre quais alimentos podem ser benéficos à saúde, valorizando a produção local. Com baixo preço de custo, grande versatilidade culinária, baixíssima caloria, alta eficiência na redução do colesterol ruim e tratamento de diabetes, rica em antioxidantes que combatem os danosos radicais livres (nasunina, antocianina que confere a cor roxa a pele do fruto), entre outros benefícios, a berinjela tem seu mercado em expansão a cada dia.

Autoria:
Roberto Botelho Ferraz Branco
Doutor em Horticultura e pesquisador – IAC – Centro de Horticultura
robertobranco60@gmail.com
Sally Ferreira Blat
PhD e pesquisadora – IAC – Centro de Horticultura
sally@apta.sp.gov.br

ARTIGOS RELACIONADOS

Cehicon difunde tecnologias aos plasticultores

  O Cehicon é um centro de difusão de tecnologias, validação de produtos e capacitação de pessoas. A ideia nasceu da necessidade de fomentar uma...

Mini berinjela se destaca pelo sabor, visual e produtividade

  A Bilbo é um ótimo investimento para horticultores que querem apostar no mercado da gastronomia   A nova mini berinjela híbrida Bilbo é uma planta altamente produtiva, sem...

Cultivo de berinjelas em estufas

  Adriano Edson Trevizan Delazeri Consultor sênior da Hidroponic Consultoria em Hidroponia contato@hidroponic.com.br As berinjelas são vegetais perenes de vida curta, são herbáceas e suas hastes necessitam de...

Cerrado tem alta de 20% no desmatamento

Divulgado no dia 18, Relatório Anual do Desmatamento agrega dados de 2021 e confirma avanço da atividade no segundo maior bioma brasileiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!