27.7 C
São Paulo
quinta-feira, maio 26, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Cultivo protegido agrega valor à berinjela

Cultivo protegido agrega valor à berinjela

Berinjela – Crédito: shutterstock

A espécie cultivada de berinjela no Brasil é a Solanum melongena L., originária da Índia, Birmânia e China. A planta, de ciclo perene, pertence à família das solanáceas, porém, é cultivada como anual por produtores de hortaliças (inicio de colheita 90-100 dias).
É uma espécie de clima tropical bastante exigente em elevada temperatura, sendo favorecida pelo calor. O plantio é recomendado para o início da primavera, entretanto, em regiões de clima quente com inverno suave, pode ser cultivada o ano inteiro.
O ambiente protegido, além de possibilitar a produção em regiões de clima ameno e proteção contra geadas, agrega valor, pois resolve grande parte dos problemas de manejo, como redução da umidade, o que reduz problemas de doenças e pragas, elevando a produtividade e qualidade.

Produção brasileira

No Brasil, a berinjela é cultivada em praticamente todos os Estados da Federação, com exceção do Amapá, Maranhão e Piauí. No entanto, não conseguimos registros oficiais atuais sobre a produção da berinjela no Brasil.
Contudo, informações de algumas entidades estaduais de extensão rural são de que a área cultivada em 2005 foi de 700 hectares nos Estados de MG, PR e DF, com produção de 18.500 toneladas e produtividade média de 27,4 t ha-1.
Em Minas Gerais, numa região de cultivo de berinjela em área de 195 hectares, a produção foi de 5,7 mil toneladas e a produtividade, de 29,2 t ha-1 (Emater-MG, 2005). No Paraná, a produção foi de 11,4 mil toneladas em uma área de 454 ha, com produtividade de 25,0 t ha-1 (Emater-PR, 2005).
No Distrito Federal, em uma área de 49,0 hectares, com produtividade de 28,0 t ha-1, foram colhidas 1,4 mil toneladas (Emater-DF, 2005). No Estado de São Paulo, maior produtor nacional de berinjela, segundo o Instituto de Economia Agrícola (IEA), a área cultivada em 2004 foi de 1,3 mil hectares, com produção de 46 mil toneladas e produtividade média de 35,4 t ha-1.

Brasil frente ao mundo

No mundo, a berinjela é cultivada numa área de aproximadamente 1,6 milhão de hectares. Em 2013, a produção estimada foi de 49,4 milhões de toneladas. A China, maior produtor mundial, contribuiu com 57% da produção global, seguida pela Índia com 27% da produção mundial.
Egito com 1.300.000 toneladas, Turquia com 854 mil toneladas e Irã com 676 mil toneladas, foram os demais maiores produtores de berinjela no mundo. No entanto, o Brasil, com produção de berinjela de aproximadamente 50 mil toneladas anual, não se encontra ranqueado entre os maiores produtores mundiais.

Em destaque

Os principais Estados produtores brasileiros são SP, MG, RJ e ES, os quais correspondem a 83% do total comercializado nas Ceasas (ProHort). Desses, São Paulo é o maior produtor do país, com 42% da safra.
As cidades que mais enviam berinjela para o Entreposto Terminal de São Paulo (ETSP) são: Elias Fausto, com área cultivada de 118 hectares, representando 27% da produção do estado, seguido por Mogi Guaçu com 114 hectares, representado 17%.
Dados da CEAGESP de 2017 mostram que a berinjela foi o 30° produto mais comercializado, com 31.413 toneladas. Confirmando esses valores, nos atacados brasileiros o valor médio de volume comercializado entre 2016-18 foi de 40,8 mil toneladas, ao preço de R$ 3,00/kg.

Crescimento em %

Com os dados disponíveis da produção de berinjela por órgãos oficiais, não é possível estimar um crescimento da cultura nos últimos anos, pois o último senso de cultivo da berinjela foi de 2012, divulgado pelo programa LUPA da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI-SP).
Nesse levantamento, São Paulo registrou produção de 1.324 toneladas, o que representa estabilidade de crescimento em relação aos dados do Instituto de Economia Agrícola (IEA) de 2004 da produção de berinjela.

Sazonalidade

A berinjela é uma espécie hortícola que cresce e produz bem em condições de temperaturas elevadas, possibilitando maior oferta nas estações de primavera-verão. Maior produção, assim como maior consumo da berinjela, se localizam na região sudeste do Brasil.
Nessa região, devido ao clima predominantemente tropical, é possível a cultivo da berinjela o ano inteiro, evitando cultivo em locais de temperatura baixa nas estações de outono/inverno.
Dados de sazonalidade dos produtos comercializados no ETSP em 2017 mostraram que o mês de novembro foi o de maior comercialização, enquanto fevereiro, março e dezembro foram intermediários e os meses de janeiro, março, abril, maio, junho, julho, agosto, setembro e outubro apresentaram menor comercialização do produto.

Custo de produção e rentabilidade

Considerando espaçamento de cultivo de 1,5 m x 1,0 m, que resulta numa população de 6.666 plantas por hectare e custo de produção aproximado de R$ 2,50 por planta, totalizaria o valor de R$ 16.600,00 por hectare.
Com produtividade média de 30 t ha-1, correspondente a aproximadamente 2.500 caixas de 12 kg por ha (caixa padrão da CEASA para comercialização da berinjela), com valor médio de mercado de R$ 15,00 a caixa, o produtor conseguiria receita bruta de R$ 37.000,00 por hectare, o que significaria rentabilidade aproximada de R$ 20.835,00 por hectare.

Para 2021

Uma tendência que já está presente e continua forte para 2021 é o uso de híbridos, o que confere elevada produtividade, qualidade, uniformidade de fruto e rentabilidade ao produtor, representando uma das metas prioritárias para a cadeia agrícola da berinjela.
Uma novidade no portfólio dos híbridos são as mini-berinjelas. Variadas em suas cores e sabores, desde coloração roxa à roxa com listras brancas, todas são altamente produtivas e seguem forte no mercado gastronômico de 2021.
A berinjela possui também um enorme potencial de crescimento devido a vários fatores. Um deles é pela cultura proporcionar produção em pequena escala com grande ganho por unidade cultivada, sendo muito superior às tradicionais hortaliças. O segundo é em decorrência da busca incessante dos consumidores por receitas e alimentos saudáveis e medicinais, sendo a berinjela uma grande oportunidade para diversificar os negócios de hortifruticultores.
Pesquisas mostram que consumidores estão mais conscientes sobre quais alimentos podem ser benéficos à saúde, valorizando a produção local. Com baixo preço de custo, grande versatilidade culinária, baixíssima caloria, alta eficiência na redução do colesterol ruim e tratamento de diabetes, rica em antioxidantes que combatem os danosos radicais livres (nasunina, antocianina que confere a cor roxa a pele do fruto), entre outros benefícios, a berinjela tem seu mercado em expansão a cada dia.

Autoria:
Roberto Botelho Ferraz Branco
Doutor em Horticultura e pesquisador – IAC – Centro de Horticultura
robertobranco60@gmail.com
Sally Ferreira Blat
PhD e pesquisadora – IAC – Centro de Horticultura
sally@apta.sp.gov.br

Inicio Revistas Hortifrúti Cultivo protegido agrega valor à berinjela