20.6 C
Uberlândia
domingo, maio 19, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasDATAGRO Grãos reduz projeção da safra 2023/24 de soja do Brasil para...

DATAGRO Grãos reduz projeção da safra 2023/24 de soja do Brasil para 146,3 mi de t

No total das duas safras de milho, País tem produção potencial de 114,9 mi de t, aponta consultoria

Imagem ilustrativa de soja/Embrapa Soja

A DATAGRO Grãos, em seu sétimo levantamento sobre a safra 2023/24 de soja do Brasil, ratifica o 17º ano consecutivo de incremento da área semeada com a oleaginosa, apesar de a estimativa ter sido reduzida para 45,530 milhões de hectares, ante projeção anterior de 45,565 mi de ha, o que representa um aumento de 1,9% ante a temporada 2022/23, quando foram semeados 44,684 mi de ha. A intenção de plantio, divulgada em julho do ano passado, apontava 45,724 mi de ha – apenas 194 mil ha de diferença com o atual número. 

O clima irregular levou a consultoria a reduzir, mais uma vez, a expectativa de produtividade média, de 3.236 kg/ha apontados em fevereiro para 3.214 kg/ha, 10,5% inferior ao recorde de 3.589 kg/ha da temporada 2022/23. “E com chances de novas revisões, ainda dependendo das chuvas nesses próximos dois meses”, comenta Flávio Roberto de França Junior, economista e líder de conteúdo da DATAGRO Grãos.  

Com isso, a expectativa de produção passou de 147,310 milhões de toneladas para 146,336 mi de t. Em caso de confirmação, esse volume ficaria 8,7% aquém da safra recorde colhida em 2022/23, de 160,234 mi de t – ainda assim, a segunda maior da história. 

Estimativas também recuam para o milho de verão e inverno 

O levantamento da DATAGRO Grãos confirma a retração na área semeada de milho de verão e a tendência de forte recuo na área de inverno 2023/24 no Brasil. A projeção para a área de verão até foi elevada de 4,007 para 4,032 mi de ha – 2,652 mi de ha no Centro-Sul e 1,380 mi de ha no Norte/Nordeste –, 220 mil ha a menos do que o apontado na intenção de plantio, o que representaria uma retração de 10,5% ante a temporada anterior. 

“Apesar da redução nos custos de produção, o recuo ocorre pela forte retração nos preços do milho no ano passado, proporcionalmente maior do que na soja, e sinalização de renda apertada/negativa em 2024”, comenta França Junior.  

Considerando bom nível de tecnologia e padrão de clima parcialmente irregular, a 1ª safra de milho tem potencial de produção de 24,040 mi de t – 18,240 mi de t do Centro-Sul e 5,800 mi de t do Norte/Nordeste –, 13,7% inferior à prejudicada safra colhida em 2023, de 27,864 mi de t. 

Para a safra de inverno 2024, a tendência de retração na área praticamente se manteve desde fevereiro. “Combinando fraca sinalização para as margens de lucro, com os problemas no plantio da soja”, destaca o líder de conteúdo da DATAGRO Grãos

No total Brasil, a projeção é de 16,927 mi de ha, 9,1% abaixo dos 18,620 mi de ha de 2023. Seriam 14,067 mi de ha do Centro-Sul e 2,860 mi de ha do Norte/Nordeste. 

Considerando clima limitado ainda pela influência do El Niño, o potencial de produção da 2ª safra foi levemente ajustado, de 91,330 para 90,877 mi de t, 16,3% aquém das 108,595 mi de t da safra recorde de 2023 – 81,925 mi de t do Centro-Sul e 8,952 mi de t do Norte/Nordeste. 

No total das duas safras, o Brasil tem previsão de área para 2023/24 de 20,959 mi de ha, 9,4% abaixo dos 23,126 mi de ha de 2023, e produção potencial agora de 114,917 mi de t, 15,8% inferior à safra recorde de 2022/23, quando foram colhidas 136,459 mi de t. 

ARTIGOS RELACIONADOS

Especialista orienta agricultores de soja e milho para o controle de lagartas

As culturas de milho e soja enfrentam um inimigo comum nesta fase do ano: as lagartas.

Agroconsult reduz projeção para safra brasileira de soja diante de queda na produção do Rio Grande do Sul

Técnicos do Rally da Safra constatam bom desempenho de lavouras em estados como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, mas cenário ruim no Sul supera resultados positivos

Silo bolsa

Ao longo dos últimos anos, o Brasil vem se destacando no cenário mundial como um ...

FMC promove encontro online com lideranças da cadeia do arroz

A FMC, empresa de ciências para agricultura, promove mais uma edição do Tecnoarroz Líderes com foco na troca de informação e conteúdos técnico para a cadeia de arroz irrigado e soja no sul do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!