21.6 C
Uberlândia
sábado, junho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMercadoDia de Campo Florestal vai apresentar alternativas para produtores rurais

Dia de Campo Florestal vai apresentar alternativas para produtores rurais

Promovido pela Faculdade Ciências Agronômicas (FCA), o evento marca os 50 anos da Unesp e vai abordar soluções e alternativas para pequenos e médios produtores

 

Plantar floresta é um bom negócio. Essa é a conclusão dos especialistas que vão apresentar técnicas e novidades para pequenos e médios produtores rurais no 11º Dia de Campo Florestal que acontece no próximo dia 26 de agosto em Botucatu, cidade paulista localizada a 220 quilômetros de São Paulo.

O evento faz parte das comemorações dos 50 anos da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho), realizadora do dia de campo florestal mais tradicional do país.

Por ser um investimento de longo prazo, que permite ao investidor diversificar suas atividades na propriedade rural, o plantio de espécies como eucalipto, mogno africano, cedro australiano e pinus pode ser uma renda extra ou até mesmo o principal negócio do produtor.

E é nesse sentido, o que o 11º Dia de Campo Florestal terá, entre outras novidades, especialistas em manejo florestal para múltiplo uso, uma técnica que permite a comercialização para diversas aplicações como geração de energia, produção de celulose, madeira serrada e painéis.

“Hoje existe material genético já estabelecido no mercado para obtenção de uma madeira muito mais versátil que oferece ao produtor, opções na hora de vender. Além disso, as técnicas de manejo possibilitam um melhor aproveitamento das áreas e, com isso, otimizar também a rentabilidade“, ressalta Guto Freitas, da Apoio Florestal, um dos co-realizadores do Dia de Campo.

Quem prestigiar o evento vai conferir de perto as explicações e demonstrações com picador móvel de madeira; desrama semiautomática; manejo integrado de pragas; desbrota; plantio de mogno africano, cedro australiano, eucalipto e pinus; inventário florestal e combate a formigas.

Pela manhã, antes da ida ao campo, palestras como “Novas tecnologias para produção florestal“ com o coordenador de silvicultura da Klabin, Maurício Motter e “Produtividade florestal“ com o gerente florestal a Lwarcel, Ariel Fossa vão apresentar cases de sucesso e boas práticas.

Para o professor doutor da FCA, Saulo Guerrra, que coordena o evento, a expectativa é muito positiva. “Acreditamos que a edição desse ano repetirá o sucesso dos anos anteriores com a presença do público da região, mas também de outros estados“, ressaltou.

 M

Serviço:

As inscrições podem ser feitas no site http://www.diadecampoflorestal.com.br. O valor é de R$ 150 para profissionais e R$ 75 para estudantes.

ARTIGOS RELACIONADOS

Por que as lagartas pardas tiram o sono dos silvicultores?

AutorPedro José Ferreira Filho Doutor e professor da Universidade Federal de São Carlos - DCA/UFSCar, campus de Sorocaba (SP) pedrojf@ufscar.br As lagartas desfolhadoras têm...

Brasil registra 65% a mais de queimadas em 2016

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) registrou mais de 53 mil focos de incêndio neste ano no território brasileiro Desde o início do ano foram...

Casas de madeira, um novo mercado para o eucalipto de MS

A área de florestas plantadas de eucalipto em Mato Grosso do Sul já chegou a 1.000.000 de hectares, segundo dados divulgados pelo Projeto SIGA,...

Fontes alternativas de matéria orgânica

Os grandes desafios da agricultura moderna estão relacionados com a produção vegetal em quantidades que possam atender uma demanda cada vez maior, com o...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!