25.6 C
Uberlândia
quarta-feira, junho 19, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioAnimaisBovinosEstação de Monta: como obter os melhores resultados

Estação de Monta: como obter os melhores resultados

Imagem Ilustrativa – Semex Brasil Fazenda Cachoeirão / Divulgação

No Brasil, a pecuária de corte tende a respeitar um cronograma de produção demarcado pelas fases de cria, recria e engorda, sendo a cria a etapa que merece maior atenção por parte dos pecuaristas, pois representa o início de um novo ciclo. Para auxiliar em seu planejamento, muitas fazendas seguem a estação de monta, estratégia estabelecida pela fazenda no qual todas as fêmeas aptas à reprodução serão inseminadas, garantindo que todos os bezerros nasçam no mesmo período. “Esses partos em períodos concentrados, coincidem com a época de máximo crescimento natural dos pastos (período chuvoso), trazendo maior disponibilidade forrageira, com o objetivo principal de beneficiar as matrizes paridas”, complementa Antonio Carlos, gerente de corte taurino da Semex Brasil.

A estação de monta dura, em média, entre 90 a 120 dias, e alguns especialistas afirmam não haver um período fixo. Alguns fatores devem ser analisados previamente para definir o período de estação de monta, como época de melhores pastagens, visando garantir o aporte nutricional adequado; período em que os bezerros nascerão; e época em que serão desmamados. “Esse período deve ser traçado e definido conforme as características da região, da propriedade e conforme o sistema de produção e estratégia do pecuarista e sua equipe, podendo ser mais curto, assim imprimindo uma pressão de seleção mais forte ou mais longa”, ressalta André de Souza e Silva, gerente de corte zebu da Semex Brasil.

Antonio Carlos comenta ainda que a redução da estação reprodutiva no gado zebu para períodos menores que os tradicionais de 120 dias traz diversos benefícios. “Primeiramente, ocorre a maior concentração de nascimentos em época ideal, quando a qualidade e a quantidade da forragem atendem aos requisitos nutricionais das matrizes e, consequentemente, maior homogeneidade e peso dos animais à desmama. Isso irá refletir em carcaças padronizadas e fêmeas com o mesmo perfil genético”, conclui.

Cuidados que todo pecuarista deve ter

A estação de monta está inserida em um sistema de produção mais amplo, ou seja, depende de outras etapas que precisam ser adequadamente planejadas e executadas. O planejamento bem feito é crucial para alcançar os objetivos traçados pela fazenda. André de Souza e Silva apresenta alguns pontos que precisam estar em dia para um resultado positivo, confira:

– Fêmeas em Idade Reprodutiva: devem dispor de nutrição adequada (pastagens e mineralização), para estarem em estado corporal adequado na estação de monta;

– Calendário Sanitário em Dia: principalmente vacinas contra doenças reprodutivas;

– Mão-de-obra Capacitada: treinamento, capacitação e atualização da equipe para executar todas as tarefas definidas para estação e monta;

– Acompanhamento: ter suporte e acompanhamento de um médico veterinário;

– Insumos garantidos: importante mencionar que para o sucesso da estação de monta, o pecuarista precisa fazer o correto planejamento de suas compras, considerando a quantidade de insumos que irá necessitar (protocolos, doses de sêmen, materiais de manejo, dentre outros necessários para a atividade).

“Agora, falando especificamente de genética, o pecuarista deve definir o seu ano pecuário, considerando todas as etapas e fazer a definição do período de compras. Período esse que antecede em alguns meses a estação de monta. Assim ele tem condições de definir e garantir doses dos reprodutores que irão ser utilizados dentro de sua propriedade,” comenta André.

Antonio ainda reforça que o sucesso da estação de monta depende de uma série de cuidados ligados às doenças infecciosas que podem afetar o sistema reprodutivo de machos e fêmeas, diminuindo a taxa de prenhez, causando abortos e levando à produção de bezerros com desempenho inferior. “De qualquer maneira, o sucesso da estação de monta e/ou outras atividades requerem planejamento, genética superior, equipe, currais adequados, profissionais experientes e suplementação nutricional”, finaliza.

Semex Brasil encerra o ano com oportunidade única para garantir alto potencial genético com preços e condições especiais

O pecuarista que deseja potencializar a genética de corte da sua propriedade terá uma excelente oportunidade durante o Beef Friday Semex. A ação, que acontecerá no dia 17 de novembro, trará touros bem avaliados em seus sumários, com provas equilibradas e destacadas para inúmeros índices.

A ação promete novidades, pois funcionará em formato diferenciado, que oferecerá aos pecuaristas muito mais conteúdo. Além da comercialização de touros, terá um bate-papo com convidados especiais. Guilherme Silveira, Gestor da Silveira Consultoria e Gestão Pecuária, tratará sobre Ganhos Financeiros com genética na pecuária de corte, e Ériklis Nogueira, Pesquisador Embrapa Pantanal/Gado de Corte, falará sobre Prenhez Potencializada – Estratégias para Impulsionar os Resultados.

Durante a ação, serão comercializados sêmens de touros nacionais (zebus) importado (taurinos), escolhidos pontualmente pelos gerentes de corte da Semex Brasil. Tudo com ofertas exclusivas e diferenciadas para que os clientes possam garantir maior produtividade e eficiência no rebanho e alavancar a estação de monta. A ação será transmitida às 19h (horário de Brasília) pelo Lance Rural, Canal do Campo, e Mídias Sociais da Semex Brasil.

ARTIGOS RELACIONADOS

Semana de Integração Tecnológica

A KWS Sementes está presente na 13ª Semana de Integração Tecnológica (SIT) ...

Avanços genéticos serão debatidos em curso

Evento da ABHB e Embrapa Pecuária Sul terá discussões sobre como as tecnologias contribuem para aumentar a rentabilidade do produtor.

Produtores gaúchos de leite ainda sofrem dificuldades por causa da estiagem

Segundo a Gadolando, falta de silagem aumenta os custos aos criadores mesmo em momento de preços mais elevados

Períodos úmidos são ideais para mastite ambiental 

Mais importante doença da pecuária leiteira, a mastite tem alto nível de contágio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!