28.6 C
Uberlândia
domingo, maio 19, 2024
- Publicidade -
InícioSem categoriaFazenda da Região do Cerrado Mineiro é destaque prêmio da Specialty Coffee...

Fazenda da Região do Cerrado Mineiro é destaque prêmio da Specialty Coffee Expo 2024

Divulgação

A propriedade rural Três Meninas, de Monte Carmelo, na Região do Cerrado Mineiro, foi uma das finalistas do Prêmio de Sustentabilidade da Specialty Coffee Expo 2024 (SCA), realizada de 12 a 14 de abril, em Chicago, nos EUA.

A fazenda do casal Paula e Marcelo Urtado, que também é embaixador da Região do Cerrado Mineiro, adota práticas inovadoras desde 2016, promovendo um ambiente propício para a produção de café carbono neutro e ganhando mais independência no uso de produtos, além de mais resiliência.

Em colaboração com universidades e institutos de pesquisa, o casal desenvolveu técnicas para lotes excepcionais e microlotes exclusivos, utilizando tecnologia de ponta para pós-colheita e estudos em fermentação controlada. Certificações atestam o compromisso da Fazenda Três Meninas com a sustentabilidade, refletido em práticas agrícolas que promovem equilíbrio ambiental, como corredores de biodiversidade, uso de fertilizantes orgânicos e meliponários.

“Estarmos entre os seis finalistas do Prêmio de Sustentabilidade da SCA, junto com a Sancoffee, é um reconhecimento mundial das nossas práticas regenerativas e mostra que nosso trabalho tem impacto positivo no meio ambiente e na sociedade. Além de produzir cafés excelentes, o Brasil é um produtor de café especial que impacta positivamente o meio ambiente”, destaca Marcelo Urtado.

Ainda segundo Marcelo, a presença de uma única fazenda entre os finalistas deste Prêmio é surpreendente, especialmente considerando que geralmente são grandes corporações com certificação BCorp, emitida pelo B Lab para identificar empresas que seguem determinados padrões de transparência, responsabilidade e desempenho. “Isso destaca o impacto significativo gerado por nossa propriedade e suas práticas, tornando-a uma referência global na agricultura moderna e contribuindo ao mesmo tempo para a posição e imagem da Região do Cerrado Mineiro”, afirma.

Marcelo também participou de um painel organizado pela SCA, onde foram discutidos os valores extrínsecos da qualidade do café, como seu impacto e história. Esses critérios agora estão sendo considerados na nova avaliação proposta pela SCA.

Durante o debate, um comprador inicialmente interessado no café colombiano mudou sua preferência para o café da Três Meninas. “Essa resposta positiva demonstra um impacto significativo, considerando a Colômbia como um clássico entre os cafés mais desejados. Estamos extremamente satisfeitos com esse reconhecimento, especialmente vindo de um mercado tão competitivo”, ressalta Paula Urtado.

Para Juliano Tarabal, diretor executivo da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, esta conquista reforça o foco dos cafeicultores da região em buscar cada vez mais práticas regenerativas que preservem e protejam o bioma do cerrado.

ARTIGOS RELACIONADOS

Prêmio da Região do Cerrado Mineiro chega em sua 11ª edição

Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Cooperativas do Sistema RCM e Sebrae Minas promovem premiação que reconhece os melhores cafés em qualidade, responsabilidade e rastreabilidade

Região do Cerrado Mineiro sedia abertura da safra de café

Minas Gerais é o maior estado produtor do grão e tem estimativa de crescimento de 25% para este ano

Região do Cerrado Mineiro participa do Seminário sobre Indicações Geográficas para o Mercosul

O evento acontece em Belo Horizonte, nos dias 20 e 21 de março

Troféus são destaque no Prêmio da Região do Cerrado Mineiro

Iniciativa reconhece ações de envolvimento com o meio ambiente, a comunidade e também as mulheres, cada vez mais atuantes no segmento do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!