Fertilizante de liberação lenta favorece mudas de banana

0
136

Autor

Ivan Marcos Rangel JuniorEngenheiro agrônomo e doutorando em Fitotecnia – Universidade Federal de Lavras (UFLA)juniorrangel2@hotmail.com

Banana – Crédito: Shutterstock

Considerada uma das frutas mais consumidas no mundo, a bananicultura representa uma das mais importantes atividades agrícolas dentro da fruticultura, entretanto, os desafios e adversidades enfrentados pelos produtores são muitos, principalmente no tocante ao manejo nutricional, especialmente das mudas.

Atualmente, o tipo mais recomendado de mudas é a micropropagada. Esse tipo de muda possui inúmeras vantagens, entre elas o desenvolvimento uniforme alinhando o ciclo das plantas e sincronizando a colheita, alta qualidade genética, ausência de patógenos, dentre outras.

Nessa tecnologia, as plantas passam por uma fase denominada de aclimatação, que é uma das etapas mais importantes para o sucesso da técnica. No processo de aclimatação, as plantas deverão passar por um processo de adaptação ao ambiente com umidade relativa muitas vezes mais baixa e com uma condição autotrófica, se adequando com a absorção e translocação de água e nutrientes.

Nesse momento, a disponibilização de nutrientes para que a planta continue seu perfeito desenvolvimento se torna essencial.

No mercado, encontramos uma gama de fertilizantes das mais variadas composições e formas de disponibilização de nutrientes. Entre eles, vêm se destacando os fertilizantes denominados como de liberação lenta ou controlada, que têm por objetivo disponibilizar de forma fracionada, ao longo do tempo, os nutrientes presentes em sua composição por difusão. Isso garante o balanço nutricional adequado às exigências da cultura, com exemplares que podem levar até nove meses para seu completo consumo.

A grande vantagem dos fertilizantes de liberação lenta ou controlada está na sua capacidade de fornecer nutrientes ao longo do tempo de forma continuada, dispensando as operações de reaplicação, como é feito, em alguns casos, na adubação convencional, reduzindo as perdas de nutrientes por lixiviação, os efeitos nocivos de salinidade, garantindo a manutenção da fertilidade e reduzindo a mão de obra nas operações dessa natureza.

Viabilidade

A utilização de fertilizantes de liberação lenta ou controlada para a bananeira na fase de aclimatização tem sido realizada com sucesso, segundo estudos, e pode ser uma prática de grandes vantagens na produção de mudas de banana em larga escala.

Para a produção de mudas de bananeira, recomenda-se a aplicação de 3,0 a 8,0 gramas por litro, de acordo com o recipiente onde as mudas serão transplantadas. Dentro desse intervalo, a quantidade ideal deve ser avaliada de acordo com o fabricante e a formulação do produto.

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.