21.6 C
Uberlândia
segunda-feira, junho 24, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiPotássio: Elemento essencial para bananas de qualidade

Potássio: Elemento essencial para bananas de qualidade

Autora

Renata Amato Moreira Doutoranda em Agronomia/Fitotecnia – Universidade Federal de Lavras (UFLA)renata_amato@hotmail.com

Banana – Crédito: Shutterstock

A bananeira é muito exigente em nutrientes, sendo o potássio (K) o elemento mais requerido pela cultura. Este corresponde a aproximadamente 62% do total dos macronutrientes e 41% do total dos nutrientes da planta.

A utilização de solos pouco férteis e a não manutenção dos níveis adequados de nutrientes durante a vida da planta são responsáveis pela baixa produtividade da bananeira. Todas as suas formas estão disponíveis, sendo a principal forma encontrada no solo a mineral. Além desta, o K trocável está disponível na forma de cátion e na solução do solo.

Para o ótimo crescimento vegetal, o requerimento em K está em aproximadamente 2% a 5% na matéria seca, e sua absorção pelas raízes da bananeira é feita pela forma iônica K+, que aparece na solução do solo. Grande parte do K total da planta está na forma solúvel (mais de 75%), portanto, a sua redistribuição é facilitada no floema.

Desta forma, o elemento é redistribuído das folhas mais velhas para as mais novas e para as zonas de crescimento, assim, os sintomas de deficiência aparecem primeiro nas folhas velhas.

Em falta

A deficiência de potássio caracteriza-se pelo amarelecimento rápido e murchamento precoce das folhas mais velhas – o limbo se dobra na ponta da folha, com aspecto encarquilhado e seco. O cacho é a parte da planta mais afetada pela falta de K, pois reduz a produção de matéria seca.

Com o baixo suprimento de K, a translocação de carboidratos das folhas para os frutos diminui e mesmo quando os açúcares atingem os frutos, sua conversão em amido é restrita, produzindo frutos pequenos e cachos impróprios para comercialização, com maturação irregular e polpa pouco saborosa.

Para os frutos

O potássio é um nutriente importante não só na translocação de fotoassimilados e no balanço hídrico, mas também na produção de frutos, aumentando a resistência destes ao transporte e melhorando a durabilidade, pelo aumento do teor de sólidos solúveis totais e açúcares e redução da acidez da polpa.

O K não faz parte de compostos orgânicos e, portanto, não desempenha função estrutural na planta, mas contribui nos processos de respiração, fotossíntese, síntese de clorofila e na regulação do conteúdo de água nas folhas e também tem sido atribuído à nutrição potássica, à tolerância das plantas à seca e à geada.

Esta característica faz com que seja praticamente descartado o murchamento da bananeira em situações de estresse hídrico quando houver suprimento de H2O no solo e de K na planta. Esta baixa perda de água pela bananeira é devido à redução na taxa de transpiração, controlada pela abertura e fechamento dos estômatos.

[rml_read_more]

O magnésio

Aliado a elevadas doses de potássio exigidas pela banana, a aplicação de magnésio é fundamental, pois evita o surgimento de ¨azul da bananeira¨, que é a deficiência de magnésio induzida pelo excesso de K, quando se faz irrigação com águas calcárias ou a calagem foi feita de forma inadequada (uso de calcário com baixa porcentagem de MgO).

O efeito da interação entre potássio, cálcio e magnésio é importante para esses três cátions serem absorvidos pelo sistema radicular da bananeira, e para isso devem estar balanceados. Quando ocorrer uma supercalagem (Ca e Mg são altos) os sintomas de K são evidenciados.

O efeito do desbalanço entre nitrogênio e potássio causa problemas na pós-colheita da bananeira, pois leva a queda de frutos amadurecidos no cacho. O baixo suprimento de K favorece o acúmulo de N amonical e o excesso de N atrasa a emergência do cacho, produzindo cachos com pencas espaçadas e facilmente danificadas no transporte. Assim, a relação N/K mais favorável nas folhas de bananeira, na época do florescimento, deve ficar em torno de 0,65 a 1,0.

A fonte de K mais utilizada na cultura da bananeira é o cloreto de potássio (KCl 58% de K2O), que tem como vantagem o baixo custo, porém, apresenta um maior índice salino. O sulfato de potássio também é utilizado (50% de K2O e 16% de S) – seu índice salino é bem menor, porém, seu custo é duas vezes maior e sua solubilidade em água é três vezes menor.

Outra opção é o nitrato de potássio (KNO3 – 44% de K2O e 13% de N), que apresenta alto preço e solubilidade em água semelhante ao KCl.

Sendo assim, o K participa de muitos processos, tornando-se um nutriente essencial, atuando no metabolismo da planta, além de conferir maior resistência ao ataque de pragas e doenças nas plantas. Silva e Simão, (2015) observaram que para a máxima eficiência física de produção da bananeira ‘Prata Anã’ seja atendida, são necessárias doses elevadas de K2O, como a média de 880 kg ha-1.

Ainda, a incidência do mal-do-panamá na bananeira ‘Prata Anã’, cultivada em solo com disponibilidade desbalanceada de Ca, K e Mg, pode ser significativamente reduzida pela adubação potássica.

ARTIGOS RELACIONADOS

Uso de fitorreguladores no abacateiro

A aplicação de fitorreguladores é um manejo que vem ganhando cada vez mais visibilidade ...

Calagem, gessagem e nutrição da goiabeira

Talita de Santana Matos Doutora em Agronomia Elisamara Caldeira do Nascimento Doutora em Agronomia e professora - Sesitec - MT Rafael Campagnol Professor de Olericultura " Universidade Federal...

Soluções de Inteligência Artificial para Monitoramento de Lavouras

Startup israelense fecha parceria com a empresa química líder em inovação para oferecer aos agricultores uma solução digital pioneira no monitoramento, prevenção e tratamento...

Orientações sobre o manejo nutricional do repolho

No Brasil, atualmente o repolho vem sendo consumido com bastante frequência nas saladas sendo servido refogado, in natura e em outras formas a partir da receita culinária e do paladar pessoal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!