26.6 C
Uberlândia
quarta-feira, abril 17, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesGraminicida surpreende em desempenho na segunda safra

Graminicida surpreende em desempenho na segunda safra

Ingrediente ativo clomazone, seletivo, sistêmico e pré-emergente, inserido em microcápsulas menores do que as tradicionais, supera tratamentos-padrão

 A equipe técnica da Sipcam Nichino Brasil conclui até o mês de dezembro novos estudos, realizados ao longo da safra 2023-24 de cana-de-açúcar, que caminha para o final, focados nos resultados entregues pelo herbicida Sirtaki® 360 CS. Conforme a companhia, a tendência, frente a dados parciais apurados, é a de que a solução novamente se sobressaia nos ensaios, em áreas comerciais, comparada a outros tratamentos adotados pelo produtor.

Créditos: Divulgação

Lançado no Brasil no mês de junho de 2022, Sirtaki® 360 CS, ressalta a empresa, é descrito como um graminicida com ingrediente ativo clomazone, sistêmico, seletivo e pré-emergente. Para a companhia, o herbicida abriu no país uma nova era para a chamada ‘formulação encapsulada’ (CS), na qual o ingrediente ativo é inserido em microcápsulas menores do que as tradicionais.

“Essa versão patenteada pela Sipcam Oxon da Itália, braço da companhia, se mostrou revolucionária, na medida em que resiste a atritos”, diz Leandro Martins, diretor de marketing. “Esta característica confere mais precisão à ação graminicida, até mesmo na palha da cana. A chuva também não interfere no desempenho do produto, ao contrário, funciona como um agente ativador do mesmo”, acrescenta Sérgio Camargo, consultor de marketing.

De acordo com os executivos, análises anteriores envolvendo o novo produto, logo após seu lançamento, já sinalizavam diferenciais tecnológicos e de desempenho, na comparação a tratamentos-padrão, com indicadores medidos nas regiões produtoras paulistas de Araras, Piracicaba e Sertãozinho.

No entorno de Piracicaba, Sirtaki® 360 CS trouxe de 93% a 95% de eficácia no controle do capim-brachiaria, desempenho acima de um tratamento-padrão tradicional do produtor, que registrou entre 88,3 e 88,7%. Em canaviais de Araras, sobre a mesma planta daninha, o graminicida da Sipcam Nichino cravou controle de 99% a 100%, ante de 93% a 96,7%.

Já em Sertãozinho, os alvos foram as invasoras capim-mombaça, capim-brachiaria e cordas-de-viola. Nesse caso, no conjunto dos ensaios, o herbicida da Sipcam Nichino entregou controle da ordem de 80% a 100%, também predominante frente ao desempenho registrado nos tratamentos-padrão. A companhia ressalta que recomenda Sirtaki® 360 CS, sobretudo, para invasoras de difícil controle: beldroega, capim-brachiaria, capim-colchão, capim-colonião, capim-marmelada, caruru, corda-de-viola e trapoeraba, entre outras.

ARTIGOS RELACIONADOS

Fertilizantes organominerais

O milho é uma cultura muito importante para a economia brasileira, sendo um dos ...

Graminicida avaliado em áreas de referência mostra nível elevado de controle de invasoras da cana

Herbicida com formulação encapsulada de última geração surpreende pela ação efetiva sobre diversas ervas-problemas do canavial

Milho segunda safra assume protagonismo com produção estimada em 89,3 milhões de toneladas

Embora o volume seja recorde, com expansão da área plantada e de investimentos em tecnologia, Rally da Safra confirma em campo quebra provocada por intempéries climáticas

Safra de feijão em reta final

Com 96% da área colhida na região de Ijuí, Rio Grande do Sul, a safra de feijão entra na reta ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!