28.6 C
Uberlândia
sábado, abril 13, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesGripe aviária: alerta sério, mas sem impacto na produção

Gripe aviária: alerta sério, mas sem impacto na produção

Brasil continua sendo considerado território livre de influenza aviária; FAESP orienta que os produtores devem redobrar atenção

Segundo boletim do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA), o Brasil registrou mais dois casos de influenza aviária. Até o momento, a doença foi identificada em sete aves silvestres no litoral do Espírito Santo e uma no Rio de Janeiro. Os registros foram em aves das espécies Thalasseus acuflavidus (trinta-réis de bando), Sula leucogaster (atobá-pardo) e Thalasseus maximus (trinta-réis real). Nenhum caso em aves comerciais ou de subsistência foi registrado.

Créditos: Divulgação

Diante dos novos casos, o MAPA assinou uma portaria publicada no Diário Oficial da União declarando estado de emergência zoossanitária em todo o território nacional. A publicação feita na noite de ontem (22) tem validade de 180 dias e tem o objetivo de evitar que a doença chegue à produção de criatórios de aves de subsistência, granjas avícolas comerciais e granjas de reprodução, além de preservar a fauna e a saúde humana, já que se trata de uma zoonose que pode infectar os seres humanos. A medida também possibilita a mobilização de verbas da União e a articulação com outros ministérios, organizações governamentais nas três instâncias e não governamentais.

Mesmo sem nenhum caso registrado no Estado de São Paulo, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (FAESP), em apoio ao plano de trabalho e ações lançadas pelo MAPA e pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo (CDA), vai fortalecer a campanha de prevenção e vigilância de influenza aviária no Estado de São Paulo.

ARTIGOS RELACIONADOS

Como produzir abacate

um bate-papo super extrovertido com o Prof. Dr. Bruno Henrique

Aspargos: compensa produzir?

Aspargos: descubra se a produção é vantajosa e aprenda como cultivar essa cultura em seu estado.

E se o Brasil produzisse 100 milhões de toneladas de grãos a menos?

Em plena pandemia do novo coronavírus, mais uma excelente notícia vem do campo. A safra brasileira de grãos que acaba de ser colhida foi recorde, atingindo 251,9 milhões de toneladas. Essa fantástica produção explica porque a oferta de alimentos mantém-se absolutamente normal num momento de extremo desafio para o país. Não só a disponibilidade interna segue no ritmo esperado, como as exportações do agronegócio continuam batendo recordes.

Piscicultura cresce 5,93%

Em um ano marcado pelas incertezas e desafios, a piscicultura brasileira teve desempenho ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!