26.6 C
Uberlândia
quarta-feira, abril 17, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesICL investirá mais de R$ 100 milhões no desenvolvimento e expansão 

ICL investirá mais de R$ 100 milhões no desenvolvimento e expansão 

Novo investimento, que ocorrerá até 2025, chega como novo aporte além dos R$ 70 milhões direcionados no último ano às operações da empresa no Brasil

Depois de quase dois anos da aquisição da Divisão Agrícola da Compass Minerals América do Sul pela ICL, que, com o encerramento da marca Fertiláqua, fortaleceu Aminoagro, Dimicron e Maximus, a empresa, de origem israelense, se prepara para um novo ciclo de investimentos no Brasil.

Em uma de suas unidades em Jacareí (SP), a companhia está aumentando a capacidade de produção de seus fertilizantes com tecnologia de liberação controlada da linha Polyblen, em 20%. O investimento está sendo feito em duas etapas. A primeira foi iniciada em julho de 2022, com incremento de 10% de capacidade. A segunda, com aumento de mais 10%, está ocorrendo no primeiro trimestre deste ano. “Este é nosso plano de curto prazo. No médio prazo, a ICL está projetando dobrar a capacidade de produção de Polyblen”, informa o CEO Gustavo Vasques. O projeto da duplicação já está em andamento, a previsão é que sejam investidos R$ 100 milhões na nova unidade produtiva que deverá entrar em operação até 2025.

Ainda sobre expansão, com o crescimento de demanda, a ICL está se antecipando e planejando aumentar a sua capacidade produtiva para outro produto, Sulfurgran, até 2024. O valor do investimento ainda está em análise, mas deve ser um dos maiores da ICL no Brasil nos próximos anos.

Integração dos negócios agro

Ao longo de 2022, a companhia investiu R$ 70 milhões, dobrando o valor que foi investido em 2021 em suas operações no Brasil, com projetos de expansão e integração dos negócios agro. Somente em sua fábrica em Suzano (SP), foram R$ 20 milhões, na implementação de uma nova instalação para reação e secagem via Spray Dryer, máquina utilizada na indústria para transformar líquidos que contêm sólidos em solução, suspensão ou emulsão. “Isso possibilitará um aumento significativo na nossa capacidade de produção de fertilizantes hidrossolúveis. Esse investimento permitirá que a ICL continue atendendo à demanda crescente por fertilizantes foliares nos próximos cinco anos”, explica Vasques. A nova planta já entrou em operação neste ano.

Alinhada com a estratégia global de investimentos em digitalização, cybersecurity e automação de processos industriais, a nova planta tem tecnologia de ponta com um sistema integrado de controle e supervisão. “Queremos nos antecipar ao que poderia ser um problema no futuro. Ou seja, com a demanda crescente por fertilizantes foliares, estar cada vez mais preparados para atendê-la. Com esse investimento, temos potencial para que nos próximos cinco anos possamos suportar toda a demanda”, completa.

Novos produtos

Em 2022, a ICL trouxe três lançamentos para a safra 2022/2023: Phusion Poly, fertilizante fosfatado para solo que, em um único grânulo, traz nove nutrientes — fósforo, potássio, cálcio, enxofre, magnésio, boro, zinco, cobre e manganês –, atendendo à demanda nutricional da cultura; Keep Green, biofertilizante voltado à cultura do café que pode trazer um incremento de até cinco sacas por hectare; e Kelmax Dry, uma nova tecnologia desenvolvida e com patente requerida pela empresa, que traz ao mercado uma nova forma de aplicação de nutrientes e precursores hormonais, exclusiva para uso no tratamento de sementes industrial.

Os produtos foram desenvolvidos nos centros de inovação tecnológica da empresa em Iracemápolis (SP) e Cruz Alta (RS), ambos credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como instituições de pesquisa no País. “Ter dois espaços credenciados como centros de pesquisa permite ainda mais agilidade no desenvolvimento de tecnologias únicas e no seu lançamento ao mercado, contribuindo assim com o aumento na produção de alimentos de qualidade”, comemora Vasques.

A ICL vem inovando constantemente por meio da inclusão de soluções inovadoras em seu portfólio. Atualmente, em torno de 40% de seu faturamento vêm de produtos lançados há menos de cinco anos. Suas pesquisas vêm sendo desenvolvidas nas seguintes áreas: eficiência de uso de nutrientes, mitigação de estresses, fertilidade do solo e agricultura digital.

ARTIGOS RELACIONADOS

Syngenta investe na expansão de capacidade produtiva

Conclusão da aquisição de subsidiária da Ultrafine agora nomeada Kubix, faz parte dos esforços para apoiar o crescimento da agricultura no país.

Granja de postura precisa investir em biossegurança

Descubra como estruturar uma granja de postura eficiente e rentável

Por que investir em análise microbiológica do solo

Investir em análise microbiológica do solo é o primeiro passo para o sucesso da sua produção agrícola.

Nova lei do agro facilita acesso do setor aos investimentos do exterior

Estima-se que a mudança pode liberar recursos da ordem de R$ 5 bilhões por ano para o agronegócio, ampliando o acesso de produtores e agroindústrias ao crédito principalmente do exterior

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!