17.6 C
Uberlândia
domingo, maio 19, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosLavouras mais produtivas: fórmulas de fertilizantes sem enchimento

Lavouras mais produtivas: fórmulas de fertilizantes sem enchimento

Créditos Shutterstock

Francimalba Francilda de Sousa
Engenheira agrônoma e doutoranda em Engenharia Agrícola – Unesp
ff.sousa@unesp.br

Estudos comprovam que a fertilidade do solo é responsável por cerca de 60% da produtividade agrícola. A escolha por formulações equilibradas e tecnológicas deve ser feita com atenção, o que pode aumentar ou diminuir a eficiência da entrega do elemento ao solo e às plantações.

Outro motivo para que o produtor rural analise a formulação comprada e recebida é o fato de muitas indústrias fazerem uso de enchimentos (cargas), ou seja, adição de material inerte ao fertilizante para ajuste da fórmula, porém, sem valor nutricional às plantas.

Como ter um solo saudável?

Poucos solos fornecem um balanço de nutrientes com o qual as plantas se desenvolverão em todo seu potencial sem a adição de elementos que estejam naturalmente deficientes.

A evolução da agricultura é constante e a fertilidade do solo é muito importante para que o conceito de “solo saudável” seja definitivamente incorporado, associando as práticas efetivas de revolvimento do solo, nutrição adequada e a manutenção da cobertura permanente do solo com outras tecnologias, que somadas a estes princípios, caracterizam uma definição de solo saudável, em todos seus aspectos.

Estudos comprovam que a fertilidade do solo é responsável por cerca de 60% da produtividade agrícola e, por esse motivo, os agricultores devem ser criteriosos na compra dos adubos e fertilizantes, e ter ciência do que está sendo, de fato, adquirido.

Nutrientes fundamentais para as plantas

As plantas necessitam de todos os nutrientes disponíveis no solo, sendo que um solo bem nutrido irá contribuir para um bom desempenho no plantio. Com isso, os macronutrientes mais importantes para o desenvolvimento das plantas são o nitrogênio, o potássio e o fósforo.

Além desses, são também essenciais para as plantas o cálcio, o magnésio e o enxofre. Quanto aos micronutrientes, os principais para elas são: boro, cloro, molibdênio, cobre, ferro, zinco e manganês.

Fertilizantes com enchimento

Os fertilizantes com enchimento contam com a adição de material inerte ao fertilizante para ajuste da fórmula, porém, sem valor nutricional para as plantas. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) estabelece a concentração máxima de 10% de enchimento na tonelada do produto final dos fertilizantes minerais destinados à agricultura.

A instrução normativa também apresenta especificações dos materiais que podem ser utilizados, tais como granilha, silicato, quartzo, argila, turfa e calcário granulado.

A melhor maneira para saber se o fertilizante tem ou não enchimento é, antes mesmo da concretização da compra, solicitar ao fornecedor a abertura da fórmula para conhecer a composição das matérias-primas.

E é direito do cliente saber todos os detalhes da formulação que está comprando. Para os agricultores que já adquiriram dos adubos, a orientação é conferir a etiqueta e, se necessário, questionar o fornecedor.

Créditos Shutterstock

Além disso, sempre fazer a adubação das culturas tendo em mãos a análise de solo, corrigir o pH do solo na faixa considerada ideal para as culturas para que os nutrientes aplicados sejam absorvidos, não aplicar o mesmo fertilizante e a mesma dose em todas as glebas da propriedade, realizar o manejo da adubação pensando na rotação de culturas e no sistema de cultivo, sempre observar a fonte, a dose, o momento e o local certo para aplicação do fertilizante.

Com relação ao momento adequado de aplicação, está associado à demanda da planta.

Faça as contas

Considerando uma formulação com 10% de enchimento, ao comprar dez toneladas, por exemplo, o agricultor pagará por uma tonelada de material inerte, ou seja, sem benefício nutricional para lavoura.

O prejuízo será notado em campo: o solo deixará de receber uma tonelada de nutrientes que poderiam gerar alta de produtividade e rentabilidade. Com isso, deixa-se a desejar em relação à viabilidade na compra de fertilizantes com enchimento.

A escolha por formulações equilibradas e tecnológicas deve ser feita com atenção, o que pode aumentar ou diminuir a eficiência da entrega do elemento ao solo e às plantações.

Escolha correta

A recomendação é escolher fertilizantes com mistura granulada, em que os nutrientes estão em composição adequada em um mesmo grânulo. Para altas de produtividade e rentabilidade, a escolha do agricultor sempre deve se concentrar em fertilizantes multinutrientes, que associam macro e micronutrientes de maneira equilibrada para atender às mais diversas plantações.

Eficácia do fertilizante

Os fertilizantes podem se tornar mais eficientes pela diminuição da liberação dos nutrientes, inibindo a conversão para formas que são menos estáveis nos solos, ou aumentando a disponibilidade dos nutrientes para as plantas.

O uso dessas alterações para aumentar a eficiência de uso dos fertilizantes depende dos benefícios potenciais em termos agronômicos, econômicos, e fatores ambientais.

Investimento

O custo dos adubos e fertilizantes dependem das condições do mercado internacional, tendo em vista que a maior parte deste insumo é importada.

Os fertilizantes representam o principal custo operacional dos produtores agrícolas brasileiros e tiveram os preços disparados nos últimos meses. Por isso, os agricultores consideraram reduzir o uso do insumo neste ano.

Em 2021, os insumos chegaram a representar até 30% do total gasto pelo agronegócio no Brasil, segundo dados da CNA (Confederação Nacional da Agricultura).

O custo com fertilizantes para o produtor de soja do Brasil aumentou 60% em 2022/23, enquanto o produtor de milho primeira safra deverá ter um aumento médio nas despesas de 85%, com a disparada nos preços dos adubos que deverá resultar em uma queda no consumo no País.

ARTIGOS RELACIONADOS

Adubação biológica proporciona mais produtividade com maior rentabilidade

O solo compactado ao longo dos anos faz com que as plantas agricultáveis (soja, milho, girassol, trigo, cana-de-açúcar, citricultura, café, hortaliças, pastagens e outras)...

Organominerais fornecem matéria orgânica para o solo

Glaucio da Cruz Genuncio Professor de Fruticultura da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) glauciogenuncio@gmail.com Elisamara Caldeira do Nascimento Doutora em Agronomia e professora da Sesitec - MT Talita...

Correto manejo de adubação da abóbora tetsukabuto

A abóbora tetsukabuto apresenta características mercadológicas e produtivas atrativas aos olericultores, principalmente do Estado de Minas Gerais, polo produtor da cultura no Brasil, como a rusticidade, precocidade, valor agregado compensatório, elevado potencial produtivo (8 a 15 ton ha-1, a depender da cultivar), uniformidade dos frutos, resistência ao manuseio e tempo de prateleira extenso.

Gesso enriquece as camadas subsuperficiais do solo

  Ernani Lopes Possato Engenheiro florestal e doutor da Universidade Federal de Uberlândia " Campus de Monte Carmelo epossato@yahoo.com.br O gesso contém sulfato em sua composição, e por...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!