26.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 23, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasMaior safra de cebola dos últimos anos em SC deve resultar em...

Maior safra de cebola dos últimos anos em SC deve resultar em recorde no valor de produção

Boas notícias para os agricultores de Santa Catarina no ramo de cebolas.

A safra de cebola, em Santa Catarina, está em fase de comercialização e com boas notícias para os agricultores. A produção da safra 2022/23 chegou a 551 mil toneladas da hortaliça, a maior dos últimos seis anos. Com os bons preços recebidos em comparação com a última safra, a expectativa é que o valor total da produção supere R$ 1 bilhão, o que é um recorde para o Estado.

Conforme o analista de socioeconomia e desenvolvimento rural do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), Jurandi Gugel, esse resultado é histórico para o segmento.

Um dos motivos da boa safra foi a produtividade, que superou 31 mil quilos por hectare, a melhor desde 2012/13. Para efeito de comparação, a produtividade da safra 2021/2022 foi de aproximadamente 28 mil quilos por hectare. Conforme dados disponíveis no Observatório Agro Catarinense, a área plantada, na safra atual, foi de 17,6 mil hectares, ante 17,5 na safra anterior. Ou seja, enquanto a área plantada aumentou cerca de 0,6%, a produtividade avançou aproximadamente 11%.  

Condições climáticas

Conforme Jurandi, a boa produção foi alcançada, especialmente, devido aos aspectos climáticos favoráveis. Ele explica que, apesar de um problema de baixas temperaturas na segunda quinzena de outubro e primeira quinzena de novembro , a partir da metade daquele mês e até o final do ciclo da cultura as temperaturas foram elevadas e com muito sol. “Isso permitiu que a produção se desenvolvesse muito bem, formando bulbos de maior calibre e boa sanidade, qualidades que agradam o mercado e os consumidores”, diz o analista.

Preço

A colheita da safra 2022/23 foi concluída  em  janeiro e os resultados mantiveram Santa Catarina na posição de maior produtor brasileiro da hortaliça. “Esta safra só não foi maior que a de 2016/17, quando nós produzimos, praticamente 600 mil toneladas”, conta Jurandi. 

Sobre os preços, ele afirma que no final de outubro e começo de novembro os produtores chegaram a vender cebola por mais de um dólar o quilo, o que é um valor bem acima do registrado na mesma época nas duas safras anteriores. “Com o passar dos meses, com a oferta maior da safra catarinense no mercado, o valor foi se adequando a patamares mais equilibrados entre oferta e procura, havendo redução de preços. De qualquer forma, nos meses de janeiro, fevereiro e início de março sempre estiveram acima do custo de produção estimado para Santa Catarina. Então, no conjunto, nós temos uma situação muito positiva para o produtor”, explica Jurandi.

ARTIGOS RELACIONADOS

Plano Safra 2020/21 tem juros de custeio de 2,75% a 6%

Os financiamentos podem ser contratados de 1º de julho de 2020 a 30 de junho de 2021.

Brasil bate recordes em produção de energia renovável

As novas fontes de energias renováveis têm um importante papel no abastecimento ..

Produção recorde de soja não aliviará demanda crescente

StoneX calcula exportações brasileiras em 82 milhões de toneladas e demanda doméstica em 48 milhões de toneladas

Cenoura ficou mais cara, mas continua com preços atrativos na maior parte do país

Entre as cinco hortaliças mais consumidas pelos brasileiros, apenas a cenoura teve alta generalizada no atacado em janeiro. O aumento chegou a 22,15% na...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!