27.6 C
Uberlândia
sábado, abril 20, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosMamão: como realizar o correto manejo de adubação?

Mamão: como realizar o correto manejo de adubação?

Foto: Shutterstock

Fabrício Custódio de Moura Gonçalves
Engenheiro agrônomo e biólogo, doutor em Agronomia/Horticultura e professor de Engenharia Agronômica – Universidade Estadual do Piauí (UESPI).
fabriciocustodiodemouragoncalves@urc.uespi.br
Francisco de Assis Gomes Junior
Engenheiro agrônomo, doutor em Engenharia Agrícola e professor de Engenharia Agronômica – UESPI
franciscoassis@urc.uespi.br

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o Brasil é o segundo maior produtor mundial de mamão, com colheita anual próximo de 1,6 milhão de toneladas, atrás somente da Índia.

O Brasil situa-se entre os principais países exportadores de mamão, principalmente para o mercado europeu. Além disso, o mamão faz parte do consumo da maioria da população brasileira e é uma excelente fonte de nutrientes.

A fruta é uma das mais populares entre os brasileiros e é cultivada em quase todo o território nacional, com destaque para os Estados da Bahia e Espírito Santo, com quase 70% da produção nacional. 

Os Estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Minas Gerais surgem como polos emergentes, participando com 21,82% da produção; e os demais Estados com os 12,97% restantes da produção.

Apesar disso, no Brasil a maior parte da cultura do mamão encontra-se implantada em solos de baixa fertilidade (Norte do Estado do Espírito Santo e extremo Sul da Bahia). Assim, a nutrição mineral e a adubação do mamoeiro vêm sendo abordadas como prioridade nos sistemas de produção do mamoeiro.

Nutrientes essenciais

O mamoeiro se desenvolve bem em solos com baixo teor de argila, bem drenados e ricos em matéria orgânica. Considera-se adequado para o seu cultivo solos com textura areno-argilosa, cujo pH varie de 5,5 a 6,7.

Devem-se evitar solos compactados, sujeitos ao encharcamento, pois nessas condições as plantas se apresentam raquíticas e estioladas, produzindo menos frutos. Caso seja necessário o uso de solos argilosos e rasos, e/ou com presença de camadas adensadas, deve-se efetuar subsolagem a 0,50 m ou mais de profundidade.

No Extremo Sul da Bahia e Norte do Espírito Santo, os produtores efetuam o plantio do mamoeiro formando camalhões, em função de camada coesa presente nos solos de Tabuleiros destas regiões.

Dos nutrientes importantes para a cultura do mamão, temos os macronutrientes, como potássio (K), nitrogênio (N) e cálcio (Ca), que são os mais absorvidos, enquanto o fósforo (P) é o menos extraído. Dos micronutrientes, o ferro (Fe), manganês (Mn) e boro (B) são os elementos mais absorvidos, enquanto o molibdênio (Mo) é o menos absorvido.

Fontes solúveis

As fontes solúveis de nutrientes em mamoeiro visam atender a demanda da cultura de forma mais aproximada com os períodos de maior exigência de um determinado nutriente, com menores perdas por processos de lixiviação, fixação e volatilização, aumentando a eficiência do processo de adubação.

Foto: Shutterstock

Porém, assim como os fatores que influenciam os parâmetros de irrigação são acompanhados, deve-se acompanhar os parâmetros nutricionais das plantas para adequação do esquema de fertirrigação, já que as condições edafoclimáticas são variáveis para cada local e a planta é a expressão viva destas variações e de todas as interações que ocorrem com o ambiente.

As fontes de fertilizantes nitrogenados mais utilizadas são ureia, sulfato de amônio, nitrato de amônio e a solução líquida ‘uran’. Para o fósforo, as principais fontes de fertilizantes utilizadas via água são o fosfato monoamônico (MAP), fosfato diamônico (DAP) e o ácido fosfórico.

Na escolha da fonte de P, deve-se atentar para o risco da precipitação de fosfatos, devendo-se avaliar as condições da água de irrigação quanto aos teores de Ca e o pH. Quanto ao potássio, as fontes mais utilizadas são o cloreto de potássio branco e o nitrato de potássio.

Dicas importantes

Os intervalos de aplicação dos fertilizantes solúveis devem ser ajustados de acordo com a resposta do mamoeiro e a economicidade do processo. A frequência normalmente é semanal e o parcelamento é realizado de forma a seguir a marcha de absorção dos nutrientes.

Deve-se estar atento sempre para a utilização no esquema de adubação de fontes que contenham enxofre, de modo a equilibrar as relações entre Cl e SO4-2 e não provocar deficiências de S pelo uso exclusivo de adubos concentrados.

Dessa forma, essas recomendações, quando seguidas corretamente, tendem a otimizar a produtividade da cultura, pois mantêm ou melhoram as qualidades físicas, químicas e biológicas do solo, aumentando a sua capacidade de sustentar a produção do pomar de mamão por maior tempo.

Importância do enxofre

O enxofre (S) participa da composição química da papaína (enzima proteolítica) e, em termos gerais, desempenha na planta funções que determinam aumentos na produção e qualidade do fruto.

O SO42- é importante na competição com o íon Cl, comumente adicionado ao solo pelo uso de adubos como cloreto de potássio. O íon SO42- favorece a atividade de enzimas anabólicas, com consequente acúmulo de carboidratos polimerizados (amido) e de componentes nitrogenados polimerizados (proteínas).

O íon Cl em altas concentrações reduz o teor de clorofila, altera a relação açúcares solúveis/amido, atrasa o crescimento e a floração.

Na deficiência de S as folhas novas (em expansão) apresentam-se verde-claras, tornando-se uniformemente amareladas. Com o agravamento da deficiência, as folhas completamente expandidas também se tornam amareladas. Antes que os sintomas visuais nas folhas se apresentem, o crescimento do mamoeiro é prejudicado.

Após ter certeza de que a região oferece boas condições para o desenvolvimento do mamoeiro, recomenda-se que seja feita a adubação de acordo com as necessidades do solo e da planta. 

ARTIGOS RELACIONADOS

Trigo de safrinha

A fronteira agrícola para as culturas de safrinha no Cerrado tem o tamanho, no mínimo ....

Ameaça e oportunidade para o cultivo do girassol no Brasil são tema de Reunião de Pesquisa Girassol

A XXI Reunião Nacional de Pesquisa de Girassol (RNPG) e o IX Simpósio Nacional sobre a Cultura do Girassol serão realizados conjuntamente nos dias...

Expo Horta entra em sua 4ª edição com muito sucesso

O dia 18 de agosto foi marcado pela Expo Horta, evento que reuniu em Uberlândia (MG), na Fazenda Lages Olhos D'água, os principais produtores...

Podridão parda – Alerta geral para pessegueiros

Givago Coutinho Doutor em Fruticultura e professor efetivo do Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado) givago_agro@hotmail.com Herick Fernando de Jesus Silva Engenheiro Agrônomo e doutorando em Fitotecnia "...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!