23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesManejo e produtividade do milho

Manejo e produtividade do milho

Saiba como novas tecnologias herbicidas podem contribuir para safras ainda maiores e mais competitivas

Cada vez mais eficazes, seletivas e seguras, novas tecnologias herbicidas estão revolucionando o manejo de daninhas na cultura do milho, contribuindo para diminuição de plantas resistentes, aumentando a produtividade, maior qualidade e, consequentemente, maior rentabilidade na lavoura.

Antevendo um movimento global de substituição dos tradicionais ativos utilizados para este controle, a IHARA, empresa de pesquisa e desenvolvimento especializada em defensivos agrícolas, saiu na frente e lançou o produto SONDA, uma tecnologia exclusiva e única no Brasil, voltada para o manejo em pós-emergência no cultivo do milho. Completando dois anos de mercado, o produto já é destaque, pela alta eficiência no combate das principais plantas daninhas como o amendoim-bravo, corda-de-viola, picão-preto e trapoeraba, que afetam de forma significativa a produtividade da cultura do Milho.

Créditos: Divulgação

O gerente de Marketing Regional da IHARA, João Tomás, explica que, por ser uma nova tecnologia – e portanto, sem resistência adquirida -, o SONDA pode ser aplicado em doses menores que outros herbicidas do mercado, porém, a eficiência no controle dos principais detratores de produtividade continua garantida. Além desses benefícios, o produto proporciona ainda mais economia, maior segurança ambiental, menos desperdício, menor uso de embalagens, redução em logística e armazenamento e manejo mais sustentável. Essa tecnologia se destaca ainda pela alta seletividade e menor lixiviação, com segurança, conservação de qualidade do solo e do desenvolvimento da cultura.

“Sonda apresenta espectro de ação mais amplo do que as demais tecnologias disponíveis hoje no mercado, com uma poderosa ação sistêmica de alta eficiência e excelente efeito residual. Mesmo na aplicação em pós-emergência, sua ação continuada resulta em um efeito também pré-emergente no ciclo posterior”, destaca Tomás.

O segredo dos campeões

O efeito prolongado e persistente para novas safras foi fator decisivo para a aprovação do produto na lavoura de um grande campeão de produtividade. Para Rodolfo de Camargo, produtor de milho em Cascavel (PR), a adoção da nova tecnologia IHARA trouxe importante incremento aos resultados colhidos na sua última safra verão: uma média de 250 sacas de milho por hectare, numa região de produtividade média sempre inferior a 200 sacas.

“Adotamos o Sonda intercalado com o herbicida convencional. Constatamos que ele realmente deixa maior residual dentro da cultura. E isso contribuiu bastante, inclusive na colheita”, conta Rodolfo. Ele explica a presença de daninhas atrapalham esse trabalho, pois entram na máquina, dificultam a separação e fazem com que a colheita demore mais e se torne mais onerosa. “É importante que o produtor se informe sobre as novas tecnologias, que trazem benefícios ao seu trabalho e em seus resultados”.

João Tomás destaca ainda que, além de conseguir colher no limpo, a permanência do pós-emergente nas etapas iniciais do ciclo seguinte é vantajosa para o produtor também como contribuição extra ao manejo da pré-emergência, fundamental para a redução da matocompetição e o bom estabelecimento da cultura. “A agricultura brasileira alcançou um nível de altíssima tecnificação e competitividade. O produtor investe em inovação e tecnologia porque sabe o quanto tudo isso se traduz em sustentabilidade, produtividade, rentabilidade. Nos cuidados e tratos culturais, mesmo os menores detalhes contam muito no resultado final. Este é o segredo das safras campeãs”.

Já o campeão, Rodolfo, concorda: “O milho é apaixonante exatamente porque é uma cultura que responde ao investimento. Não tem milagre, é uma construção de pequenas decisões, planejamento com antecedência, monitoramento, visão técnica e gestão”.

Na Sol Soluções Yanmar, você encontra o que há de mais moderno no segmento de máquinas agrícolas e construção civil. Acesse agora e confira: https://www.solagricola.com.br/

ARTIGOS RELACIONADOS

Produção de milho: quais as estratégias?

O milho é considerado uma cultura estratégica para o alicerce da agricultura brasileira.

Fosfitos no manejo de doenças do cafeeiro

Os fosfitos têm se destacado no manejo de doenças do cafeeiro, oferecendo uma alternativa eficaz e sustentável no controle fitossanitário.

Indução de defesa e tolerância em culturas

Como diz o ditado, prevenir é melhor que remediar, e no que se refere ao tratamento de patologias em plantas, essa máxima também é válida. Quando se fala em prevenção de doenças, automaticamente se pensa em vacina.

Tratamento de sementes no manejo de nematoides

O tratamento de sementes é uma estratégia eficaz para o manejo de nematoides, protegendo as plantas desde o início e garantindo um cultivo saudável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!