23.1 C
São Paulo
quinta-feira, janeiro 27, 2022
- Publicidade -
- Publicidade -
Inicio Revistas Grãos Mato Grosso atinge mais de 83% das áreas semeadas com soja

Mato Grosso atinge mais de 83% das áreas semeadas com soja

Soja – Créditos: shurtterstock

De acordo com o mais recente boletim atualizado do Instituto Mato Grossense de Economia Agropecuária (IMEA), o Mato Grosso atingiu 83,15% das áreas semeadas com soja até 29 de outubro.

O último boletim da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), do dia 23 de outubro, mostra que 41% das áreas de soja foram instaladas em Mato Grosso do Sul e em Goiás, 45%.

Sul

De acordo com o Departamento de Economia Rural do Paraná (Deral), até o dia 25 de outubro, 60% de soja já foi instalada no estado. O milho está na reta final com 93% e o trigo com 82% da área praticamente colhida.

Veja o vídeo (aqui) enviado pela produtora Simone Vargas, de Campina do Simão (PR). A colheita do trigo segue em ritmo acelerado em sua propriedade.

Colheita de trigo no PR .

Em Santa Catarina, 29,4% das áreas de soja instaladas, até 23 de outubro, segundo mostra o último boletim da Conab. Ainda de acordo com o órgão, 86,6% das áreas de milho e 85% do arroz também já foram semeados no estado. Com relação a colheita do trigo, o estado atinge 20% das áreas.

De acordo com a Associação Riograndense de Empreendimentos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), no Rio Grande do Sul, já forma colhidos 28% do trigo. O plantio da soja segue lento com 5% e o milho alcança 75% da área semeada. Já, a cultura do arroz conta com 40% das áreas de arroz instaladas, de acordo com o último boletim do dia 24 de outubro, divulgado pela Conab.

Sudeste

Em São Paulo, a colheita do trigo também avança nos campos com 85% das áreas do cereal já finalizadas, de acordo com o último boletim do dia 23 de Outubro da Conab.

Com relação a soja, o órgão informa que o plantio das áreas alcança 40% e das áreas de milho, 55%. Em Minas Gerais, 15% das áreas de soja foram semeadas e o milho 10%.

Nordeste

Maranhão e Piauí iniciaram o plantio da soja com 3% das áreas instaladas até 23 de outubro. Ainda de acordo com a Conab, em Tocantins, 13% das áreas de soja estão em andamento. Na Bahia, foram plantadas 6% das áreas de soja e 0,5% das áreas de milho.

Tendência de chuva

O plantio no Brasil avança bem mais rapidamente que no ano passado. Só para ter uma ideia ano passado neste mesmo período o estado de Mato Grosso tinha aproximadamente 54% da área plantada. Hoje, são 85% de toda a área instalada.

Destaque para a chuva forte prevista sobre o Matopiba nesta semana. Muitas áreas com aumento da umidade do solo em pelo menos 20%. Até a quinta-feira da semana que vem, a chuva mais intensa alcançará Minas Gerais, Goiás, Espírito Santo e sul da Bahia.

No Sul, o enfraquecimento da precipitação ajudará no término da instalação e melhora dos tratos culturais. Até o fim do primeiro decêndio de novembro, a chuva forte migrará completamente para o Norte e Nordeste, além de Mato Grosso, Goiás e norte de Minas Gerais. O centro e sul do Brasil vão passar por um período mais seco e com maior amplitude térmica.

Como planejar uma safra e monitorar sua fazenda?

Otimizar o plantio, ficar de olho no clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra.

O Agroclima PRO é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações.

Faça parte da maior comunidade AGRO! O canal oficial da Climatempo no Telegram fornece conteúdos diários e exclusivos sobre o Clima e previsão para a agricultura. Quero fazer parte !

Sobre a Climatempo

Com solidez de 30 anos de mercado e fornecendo assessoria meteorológica de qualidade para segmentos estratégicos, a Climatempo é sinônimo de inovação. Foi a primeira empresa privada a oferecer análises customizadas para diversos setores do mercado, boletins informativos para meios de comunicação, canal 24 horas nas principais operadoras de TV por assinatura e posicionamento digital consolidado com website e aplicativos, que juntos somam 20 milhões de usuários mensais.


Em 2015, investiu na instalação do LABS Climatempo, no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP), que atua na pesquisa e desenvolvimento de soluções para tempo severo, energias renováveis (eólica e solar), hidrologia, comercialização e geração de energia, navegação interior, oceanografia e cidades inteligentes. Em 2019, a Climatempo passou a fazer parte do grupo norueguês StormGeo, líder global em inteligência meteorológica e soluções para suporte à decisão, e dois anos depois, em 2021, uniu-se à Somar Meteorologia, formando a maior companhia do setor na América do Sul. A fusão das duas empresas impulsiona a Climatempo a ser protagonista global de fornecimento de dados e soluções para os setores produtivos do Brasil e demais países da América Latina, com capacidade de oferecer informações precisas de forma mais ágil e robusta.

O Grupo Climatempo segue presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 35 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país.

Inicio Revistas Grãos Mato Grosso atinge mais de 83% das áreas semeadas com soja