21.6 C
Uberlândia
quinta-feira, maio 30, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosMercado de sementes de sorgo cresceu 23% em 2023

Mercado de sementes de sorgo cresceu 23% em 2023

Em 2023, o mercado de sementes de sorgo floresceu, registrando um crescimento notável de 23%, sinalizando a ascensão promissora desse cereal no agronegócio.

Recém-concluído, o estudo FarmTrak Sorgo, da Kynetec Brasil, constatou no ciclo 2023 uma elevação de 23% do mercado de sementes de sorgo granífero, da ordem de R$ 289 milhões (2022) para R$ 357 milhões.

Conforme a pesquisa, o cereal, semeado como alternativa à sucessão da soja ou em substituição ao milho segunda safra, também registrou aumento de 7% em área plantada, para 1,25 milhão de hectares, ante 1,17 milhão de hectares.

O levantamento traz o estado de Minas Gerais na posição de principal produtor de sorgo granífero, com 385 mil hectares cultivados ou 31% da área nacional, seguido de Goiás, 373 mil hectares ou 30% e São Paulo, 264 mil hectares ou 21%. Bahia e Mato Grosso somam 9% cada, 235 mil hectares no total.

Em valor, Minas Gerais girou R$ 109 milhões das vendas de sementes do cereal. Já Goiás e São Paulo responderam por R$ 106 milhões e R$ 75 milhões.

Investimento

Conforme o analista de inteligência de mercado da Kynetec, Rafael Perrucci, o FarmTrak Sorgo apurou, ainda, investimento médio de R$ 283 por hectare na compra de sementes do cereal na safra 2023. “Os produtores utilizaram uma densidade média próxima a 202 mil plantas por hectare, equivalente a nove quilos de sementes por hectare”, compara.

Por estado produtor, diz Perrucci, a Bahia detém a maior densidade média em número de plantas de sorgo granífero: cerca de 208 mil por hectare, enquanto o menor indicador do gênero vem do Mato Grosso: 197 mil por hectare.

Na análise pertinente ao ciclo dos híbridos, o FarmTrak Sorgo revela que mais de 60% da área cultivada utilizaram materiais precoces. Outra tendência relevante do estudo se observa no aumento da adesão aos superprecoces, que preencheram em torno de 25% da área cultivada (312,5 mil hectares).

Conforme Perrucci, os agricultores utilizaram, em média, 1,9 híbrido por propriedade. Neste indicador, ele adianta, se destacam a Bahia, com a média de 2,5 híbridos por propriedade e São Paulo: 2,1 híbridos por propriedade.

Para Rafael Perrucci, além de constituir alternativa no plantio em sucessão à soja e ao milho segunda safra, o sorgo granífero avança no país porque implica menor custo de produção e há oferta de cultivares mais rústicas frente a seca e variações climáticas.

A planta serve de matéria-prima para produção de ração animal e outros insumos para avicultura, pecuária de corte, pecuária de leite e suinocultura, por exemplo.

Dados da Conab reforçam que o cultivo do sorgo granífero cresce no Brasil há 30 anos, a uma média anual de 8%, saindo de 150 mil hectares para 1,4 milhão de hectares. “A cultura evoluiu bastante na adoção de tecnologia e em produtividade, que passou de 1,8 tonelada por hectare para 3,4 toneladas por hectare, uma alta de 81%”, finaliza Perrucci.

ARTIGOS RELACIONADOS

Estratégias no enfrentamento do déficit hídrico

Pesquisas da Embrapa Milho e Sorgo (MG) desenvolveram estratégias que promovem ...

Algas otimizam germinação da cebola

A germinação de sementes vegetais é um evento bioquímico que depende de muitos fatores. Os principais fatores externos são disponibilidade de água, de oxigênio e temperatura, que são fundamentais para as sequências metabólicas que ocorrem na germinação, quando as enzimas presentes são ativadas e novas são sintetizadas. Então, as células presentes se multiplicam e se modificam.

Já conferiu o Anuário do Café 2022?

No Anuário do Café 2022 você confere todas as informações de mercado e economia que norteiam o segmento. Assim, como produtor você pode se planejar e como consumidor é possível saber mais sobre o que você está levando para casa. Não deixe de ler!

Como preservar a qualidade do produto?

A empresa AO Embalagem Ltda, especialista em embalagens especiais para o segmento alimentício, participará pelo segundo ano consecutivo da Semana Internacional do Café. “Entendemos ser este...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!