28.6 C
Uberlândia
domingo, maio 19, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesSeleção de sementes para tomates estaqueados: chave para o sucesso

Seleção de sementes para tomates estaqueados: chave para o sucesso

Materiais híbridos reúnem características ideais para as lavouras de tomaticultores brasileiros, como firmeza de fruto e resistência a doenças

Tomate Malibu F1
Agristar do Brasil – Superseed

Para determinar a forma de cultivo de uma hortaliça, é necessário considerar a sua finalidade. No caso dos tomates mesa, sem processamento, o tipo de produção predominante é a estaqueada, que gera mais de 1 milhão de toneladas por ano, de acordo com Censo Agropecuário de 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Dessa forma, a escolha de sementes que se adaptam a essa realidade é fundamental para o êxito da cultura.

Segundo esse recenseamento, os estados que responderam por cerca de 70% da produção brasileira de tomate estaqueado foram São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná. “Porém, existem outras áreas, como Rio Grande do Sul e Santa Catarina, que também se destacam nessa forma de cultivo da tomaticultura”, explica o Especialista em Tomates e Pimentões da Agristar do Brasil, Thiago Teodoro.

O doutor e professor de fruticultura da Universidade Federal do Mato Grosso, Glaucio da Cruz Genuncio, indica que emprego de pacote tecnológico aumenta a segurança para os produtores. O monitoramento e a tomada de decisão a partir dos dados recolhidos é condição importante para ganhos produtivos e manutenção do cultivo na lavoura.

“Os híbridos, por exemplo, fazem parte das tecnologias que vieram para a fazer a diferença no momento do cultivo. Eles unem as características mais demandadas para o sucesso da cultura do tomate, oferecendo aos agricultores as ferramentas adequadas para alavancar a produtividade da produção estaqueada e a rentabilidade dessa atividade”, reforça Teodoro.

Híbrido da linha Superseed para tomaticultura em estacas

Seguindo a tendência da predominância do cultivo em estacas, a linha Superseed da Agristar apresenta em seu portfólio de sementes o tomate Malibu F1, lançado em 2023 para o mercado de mesa, no segmento de salada, com a proposta de oferecer um alto potencial produtivo ao tomaticultor.

“Esse é um material que pode ser cultivado o ano todo e garante uma segurança ainda maior no período de chuvas, por apresentar excelente enfolhamento e boa sanidade foliar sob efeito de precipitações”, pontua o especialista.

O seu alto pegamento e as pencas sequenciais com internódios curtos são fatores determinantes para a produtividade do Malibu. Em relação à qualidade da cultivar, a resistência ao vira-cabeça e a firmeza para o transporte são diferenciais para o tomaticultor.

“A tolerância ao vira-cabeça em algumas regiões é essencial para garantir uma maior proteção durante o seu ciclo de cultivo, eliminando possíveis percas de campo e garantindo uma maior produtividade em sua área,  proporcionando benefícios significativos aos agricultores.”, conclui Thiago Teodoro.

ARTIGOS RELACIONADOS

Controle eficiente da traça-das-crucíferas

Um guia completo de controle da traça-das-crucíferas, que está entre as principais pragas de hortaliças como couve, brócolis, repolho e outras.

Bejo Sementes, 20 anos de muita experiência

A Bejo Sementes acaba de completar 20 anos de presença no Brasil, e para comemorar a data ..

Como usar as cadeias curtas na sua produção?

Como as cadeias curtas podem ajudar na produção agrícola e quais os seus tipos.

Agrex inaugura marca própria de sementes

Dimatre começa a operar com capacidade de produção de 600 mil sacas de soja produzidas com a mais moderna tecnologia do ramo no Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!