18.6 C
Uberlândia
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiMercado e manejo da cebola branca

Mercado e manejo da cebola branca

Daniel Pedrosa Alves

Doutor em Genética e Melhoramento e pesquisador da Epagri

danielalves@epagri.sc.gov.br

 

Crédito Miriam Lins
Crédito Miriam Lins

A coloração da casca da cebola é um caráter complexo, governado por cinco genes que interagem de diferentes formas. Basicamente existem no mercado cebolas com três colorações de casca: branca, amarela e roxa. A intensidade de cada uma dessas cores gera mais uma gama de variantes para a coloração dos bulbos de cebola.

Segundo a literatura, a variação na cor é derivada da composição química dos bulbos, sendo que aqueles com coloração mais escura possuem mais teor de quercetina. Desta forma, bulbos com casca roxa possuem mais quercetina que bulbos de casca amarela e estes, por sua vez, possuem maior quantidade de quercetina comparados com bulbos de casca branca.

Entretanto, mesmo apresentando menor conteúdo de fenólicos totais, a cebola de casca branca possuiu maior ação antioxidante comparada à cebola roxa.

De forma geral, as cebolas de casca branca possuem elevado teor de sólidos solúveis (açúcares) e alta pungência. A soma dessas características permite que essas cebolas alcancem um mercado diferenciado – a indústria de cebolas desidratadas e/ou em conserva.

Para a indústria

Se uma lavoura de cebola se destina à indústria, é preconizado que a cultivar escolhida some as seguintes características: alto teor de matéria seca, pungência alta, teor baixo de açúcares redutores e preferencialmente polpa e escamas brancas. Essa combinação permitirá um alto rendimento industrial e um produto de alta qualidade.

Tanto o consumo como a produção de cebola de casca branca no Brasil é pequeno. Por esse motivo, praticamente toda a cebola deste tipo disponível nos mercados é importada da Espanha ou Holanda.

Custo e lucro

Em geral, a cebola de casca branca possui maiores preços de venda, podendo ser um nicho a ser explorado por alguns agricultores. Todavia, os produtores devem estar atentos ao fato de esse tipo de cebola possuir baixa aceitação por parte dos consumidores brasileiros.

Além do mais, as cebolas de casca branca tendem a apresentar maiores perdas pós-colheita, tornando necessária a venda logo após a colheita, independente do preço ofertado.

O custo de produção da cebola não varia de acordo com a coloração da casca. Desta forma, o investimento por parte do agricultor para o cultivo de cebola de casca branca será o mesmo que para a produção de cebolas com outras colorações. Um fato interessante é que, em geral, cebolas brancas são mais tolerantes ao encharcamento do solo se compradas às cebolas com casca roxa.

Outro ponto de importância é a cura das cebolas de casca branca. Deve-se evitar o contato direto da luz com esses bulbos, que comumente leva ao inicial esverdeamento dos bulbos, reduzindo a atratividade do produto.

Essa matéria você encontra na edição de janeiro 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Estufas: cultivo de pepino japonês

Segundo a Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSEM), foram comercializadas em 2017 aproximadamente 34,3 milhões sementes de pepino japonês. Considerando uma densidade populacional média de 25 mil plantas por hectare, a área cultivada com esse tipo de hortaliça foi em torno de 1,37 mil hectares.

As novidades no melhoramento da cebola

A produção de cebola no Brasil é realizada nas regiões sul (50,0%), sudeste (21,6%), nordeste (24,5%) e centro-oeste (3,8%). As diferenças regionais relacionadas às cultivares, área plantada, produtividade e uso de tecnologias de produção são consideráveis.

Fazendas modelo da “Capital do Espinafre“ atraem produtores brasileiros em tour no Texas (EUA)

Durante visitas, agricultores terão oportunidade de conhecer novas técnicas de cultivo em HF e grãos Sinônimo de desenvolvimento e inovação, os Estados Unidos estão entre...

Abacate: hora de escolher as mudas

Como são formadas as mudas? Como escolher? As recomendações para o abacate em artigo da Campo & Negócios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!