18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Mercado Movimento Enough completa dois anos e aposta em tecnologia e sustentabilidade para...

Movimento Enough completa dois anos e aposta em tecnologia e sustentabilidade para aplacar a fome do mundo

 

Planeta terá 9 bilhões de pessoas em 2050, estima a ONU, e precisará produzir 60% mais proteína animal para alimentar sua população

 

Proteína animalCom tecnologia acessível e sustentável é possível produzir mais proteína animal gerando menos impactos para o meio ambiente e para a sociedade. Essa é a principal premissa do movimento Enough, lançado em 2013 pela Elanco, divisão de saúde animal da Eli Lilly and Company, e que busca encontrar soluções práticas de segurança alimentar para um mundo cada vez mais populoso.

O movimento não poderia ser mais propício diante do cenário apontado pelo relatório anual da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), divulgado em maio desse ano. Segundo o órgão, a cada dia, 200 mil pessoas somam-se ao contingente populacional e elevam a demanda global por alimentos. São cerca de 70 milhões de novas bocas, ávidas por comida, todo ano. Até 2050, serão 9 bilhões de habitantes no planeta. O aumento populacional vai exigir também alimentos de alta qualidade, especialmente em relação à proteína animal. Isso quer dizer que haverá aumento de 60% na demanda por proteínas como carne, leite e ovos para atender à necessidade nutricional desta imensa população. Atualmente, são produzidos cerca de 4 trilhões de quilos de alimento por ano, sendo quatro entre dez de origem animal.

A estimativa da ONU para o Brasil é de que tenhamos 238,2 milhões de habitantes em 2050 ” atualmente, somos 207,8 milhões de brasileiros. A desnutrição, porém, já faz parte da nossa realidade. Segundo a FAO, 3,4 milhões de pessoas são subalimentadas no país. Isso quer dizer que concentramos no Brasil quase 10% de todos os desnutridos da América Latina. Há cerca de 60 mil crianças menores de um ano subnutridas, sendo o Norte e o Nordeste as regiões onde a situação é mais crítica.

“Nunca houve tanta urgência em discutir a segurança alimentar e soluções inovadoras para suprir a necessidade por alimentos. O acréscimo de mais animais não é a resposta. Precisamos de produção sustentável“, analisa Jeff Simmons, Presidente Mundial da Elanco.

“Nós como indústria temos a grande responsabilidade de fazer a diferença e de buscar soluções para produzir mais com menos recursos“, aponta Gustavo Tesolin, Diretor-Presidente da Elanco no Brasil.

Para mudar essa realidade e suprir as necessidades futuras, o Movimento Enough se basea em quatro pilares principais, que oferecem uma abordagem moderna para combater o problema global de insegurança alimentar:

“¢ Inovação: evolução da tecnologia e das práticas de gestão animal permitem a produção mais eficiente e consciente dos recursos de alimentação nutritiva;

“¢ Escolha: os consumidores têm o direito de escolher os alimentos que se encaixam em seu orçamento, gosto e necessidades nutricionais, enquanto os agricultores devem poder escolher os métodos de produção que funcionam melhor para eles e seus animais de criação;

“¢ Acesso: o alimento deve passar de locais de fartura para locais de necessidade, facilitando o acesso à alimentação nutritiva a preço acessível para aqueles que mais precisam.

“¢ Nutrição: a dieta de todos deve atender, além das necessidades calóricas simples, a quantidade de proteínas e nutrientes que sustentam o crescimento e desenvolvimento saudáveis em crianças e a saúde em adultos.

Para comemorar o segundo aniversário do Enough, foi criado um relatório digital interativo, que pode ser acessado em www.enoughmovement.com e que promove a discussão sobre as implicações globais e a realidade da segurança alimentar atual e futura. O relatório foi apresentado por Jeff Simmons no The Atlantic Food Summit, em 29 de outubro, em Washington, Estados Unidos.

Algumas iniciativas traduzem o movimento Enough no Brasil. A Elanco tem parcerias com as ONGs Associação Prato Cheio, Banco de Alimentos, Casa de David e United Way para prover recursos e realizar doação de mantimentos e atividades de voluntariado por seus funcionários. Também faz parte do escopo do Enough o trabalho de conscientização do próprio publico interno da empresa, com uma diversificada programação anual. No Dia do Servir, por exemplo, colaboradores voluntários arrecadaram esse ano mais de mil litros de leite, que foram doados ao Banco de Alimentos, entre dezenas de outras ações realizadas pelo Brasil. Já na campanha Live Below the Line, projeto global que estimula os colaboradores a viverem por cinco dias com uma ração diária de US$ 1,5, funcionários brasileiros podem todos os anos se desafiar e vivenciar a realidade de mais de 2 bilhões de pessoas que sobrevivem com esse valor em todo  o  mundo.

A Elanco se comprometeu, ainda, a ajudar a garantir a segurança alimentar em 100 comunidades até 2017 em diversos países, por meio da capacitação de profissionais e doação de insumos, alimentos e recursos. Além disso, firmou parceria com a Heifer International para acabar com a fome de 100 mil famílias nos próximos anos em diversas comunidades do planeta.

Inicio Mercado Movimento Enough completa dois anos e aposta em tecnologia e sustentabilidade para...