18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Novidade - Alface frisée conquista mercado

Novidade – Alface frisée conquista mercado

Jean de Oliveira Souza

Engenheiro agrônomo e pós-doutorando em Agronomia – Melhoramento Vegetal no Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (CCA/UFPB)

jsoliveira1@hotmail.com

 

Alface frisée é novidade no mercado
Alface frisée é novidade no mercado

A alface, Lactuca sativa L., é uma hortaliça de origem asiática que chegou ao Brasil por volta do século XVI, sendo trazida pelos portugueses. Esta folhosa é bem aceita pelos consumidores de todo o mundo devido ao seu sabor agradável e refrescante, facilidade de preparo e, principalmente, constituir-se em excelente fonte de fibras, cálcio e vitamina A.

No Brasil, a alface é utilizada como componente básico de saladas, tanto para uso doméstico quanto comercial. O seu cultivo é um dos mais expressivos em importância econômica.

Diversidade

A diversidade de cultivares de alface no mercado pode ser explicada pela busca desenfreada dos centros de pesquisas e empresas privadas em desenvolver um material genético que seja adaptado às condições climáticas de cada região; menos suscetível a pragas e doenças, compatível aos diferentes níveis tecnológicos dos sistemas de cultivo, à preferência do produtor e, não menos importante, à demanda do consumidor.

A definição dos tipos ou grupos de alface é imprescindível, pois à medida que as características morfológicas e fisiológicas entre os tipos são diferenciadas, ocorrem contribuições para a conservação pós-colheita e manuseio.

As cultivares de alface são divididas em seis tipos ou grupos, com base na formação de cabeça e tipo de folha, em: repolhuda-manteiga, repolhuda-crespa (americana), solta-lisa, solta-crespa, mimosa e romana.

Mercado

Embora haja predominância no mercado consumidor para a alface do tipo crespa, estudos apontam para a existência de um mercado crescente e promissor para um segmento ainda pouco explorado para novos tipos de alface e com grande potencialidade de crescimento, tais como a alface frisée.

Essa alface tem sua origem do cruzamento de vários tipos de escarolas. É uma planta parecida com escarola, porém, com folhas mais franzeadas. Esse segmento de alface, chamado de “frisée“, vem ganhando destaque no mercado brasileiro, principalmente pela possibilidade de cultivo no verão, além de apresentar características muito atrativas.

Condições para o plantio

Cultivares com essas características têm sido desenvolvidas no Brasil, adaptadas às nossas condições, ou seja, além da crocância da frissé, ela é também tropicalizada, podendo ser plantada o ano todo, com destaque para cultivo no verão, caracterizado por períodos chuvosos com excelente adaptação para cultivo hidropônico, estufa e campo aberto.

Essa alface possui excelente pós-colheita, é uniforme, com folhas crocantes, apresenta excelente textura, sabor e excelente atratividade no preparo de saladas. O número de folhas, tamanho e peso variam em função do ponto de colheita e época de cultivo.

Pode ser cultivada em espaçamento mais adensado, resultando em ganhos de produtividade por área. Outro grande destaque da alface frisée consiste na facilidade do desmembramento, no qual as folhas são separadas em um único corte, além de oferecer aspecto visual e sabor atrativo; características que são bastante apreciadas no mercado das hortaliças minimamente processadas.

Essa matéria você encontra na edição de janeiro 2016  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

Inicio Revistas Hortifrúti Novidade - Alface frisée conquista mercado