22.6 C
Uberlândia
quinta-feira, abril 18, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosNutrientes essenciais no cultivo da rúcula

Nutrientes essenciais no cultivo da rúcula

Os nutrientes essenciais são a chave para o cultivo saudável e abundante da rúcula, garantindo folhas verdes, saborosas e cheias de nutrientes.

Glaucio da Cruz Genuncio
Professor de Fruticultura/Agronomia – Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT)
glauciogenuncio@gmail.com
Elisamara Caldeira do Nascimento
Pós-doutora em Agricultura Tropica – UFMT e coordenadora de Geração de Demanda Agro Amazônia
elisamara.nascimento@agroamazonia.com
Mayco Mascarello Richardi
Mestre em Agricultura Tropical – UFMT
alysondamatasantos@gmail.com

No cultivo da rúcula, são 14 elementos minerais indispensáveis, por serem essenciais. Assim, devem obrigatoriamente ser aplicados na produção da rúcula, em quaisquer sistemas (a campo, fertirrigado ou hidropônico). São eles: N, P, K, Ca, Mg e S (macronutrientes) e B, Fe, Cu, Mn, Zn, Ni, Mo e Cl (microelementos).
Vale ressaltar que a rúcula é mais exigente em Mg, Mo, Fe e B. Assim, necessita de uma adubação diferenciada, quando comparada às demais hortaliças folhosas para obtenção de maiores produções e produtividades.

Crédito: Weber Velho

Quando fazer a aplicação de fertilizantes?

Isso dependerá da disponibilidade de alguns nutrientes no perfil, identificados via análise do solo. Correção do Al tóxico e, indiretamente do pH (dependendo do método de calagem) e, a partir disto, recomendação com base no método de tabela (Manuais de adubação) ou a partir da análise da curva de absorção de cada elemento (método muito utilizado em fertirrigação e hidroponia).
A adubação da rúcula a campo se dá no período de plantio, sem parcelamentos, consultando o manual de adubação do seu Estado ou fazendo a consulta ao agrônomo de sua confiança.

Hidroponia

Para a hidroponia, algumas variáveis conjuntas devem ser analisadas, como a frequência de aplicação, que satisfaça valores de vazão próximos de 2,0 a 2,5 L min-1 no sistema NFT, no qual se aplica a solução nutritiva em intervalos compreendidos entre 10 a 20 minutos entre aplicações diárias.
No período noturno, recomendam-se duas a três aplicações até duas horas da manhã. Este manejo garantirá uma oxigenação de 12 mg L-1 de O2.
A análise visual das plantas é condição sine qua non para a necessidade de possíveis correções. Por ser tratar de uma cultura de ciclo curto (40 dias), a análise do tecido foliar é menos recorrente no manejo nutricional da rúcula.

Importância dos nutrientes na produção de rúcula

São três:

  1. Atendimento à não possibilidade de substituição deste elemento por outro da tabela periódica;
  2. Atendimento na participação do elemento em questão no metabolismo vegetal, sendo que os elementos essenciais supracitados não podem ser substituídos ou suprimidos e;
  3. Uma vez ausente, o produtor deverá ter a ciência que o elemento essencial afetará o crescimento e/ou o desenvolvimento da rúcula em seu ciclo.

Os fertilizantes ideais

Para escolha do fertilizante ideal, é preciso avaliar a disponibilidade no mercado local ou regional, custo do frete e sistema de cultivo. Por exemplo, a campo, pode-se utilizar ureia, superfosfato simples e cloreto de potássio, por exemplo.
Porém, em fertirrigação ou hidroponia, os fertilizantes devem atender também aos critérios de pureza, alta solubilidade e índice salino, fatores, com outra avaliação quanto ao seu custo-benefício.
Entre os principais problemas relacionados à adubação inadequada da rúcula estão: aumento do ciclo, surgimento de pragas e doenças, além da possibilidade de cianose, caso ocorra excesso de NO₃ nas folhas da rúcula, principalmente em crianças.

PH adequado para o cultivo da rúcula

Para manter adequado para a rúcula, recomenda-se calagem ou ajuste do pH em solução nutritiva, geralmente com ácido fosfórico.
Voltamos a ressaltar a importância da análise foliar e do solo. Com base nestas informações, toma-se o devido manejo nutricional, podendo ser corretivo ou não, principalmente para micronutrientes, como é o caso da deficiência de Fe.

ARTIGOS RELACIONADOS

Implantação de sistema hidropônico potencializa produção de 30 a 50%

  Técnica de cultivo sem solo pode ser utilizada em centros urbanos e traz alimentos com maior qualidade e frequência   O crescimento da população mundial é...

Aprenda a cultivar e preparar jurubeba

Você já ouviu falar de jurubeba? Os frutos dessa planta de sabor amargo são utilizados na fabricação chás, bebidas alcóolicas e conservas.

Palmito – do extrativismo ao profissionalismo

O palmito é um cultivo considerado novo no Brasil, pois até cerca de 25 anos atrás só ...

Produção de hortaliças folhosas no Brasil

As principais hortaliças folhosas são alface, repolho, couve, rúcula, espinafre, almeirão, agrião, acelga, chicória e outras de folhas comestíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!