23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosPanorama da produção de melancias no Brasil

Panorama da produção de melancias no Brasil

A produção de melancias no Brasil está em ascensão, com regiões como o Nordeste se destacando como importantes polos de cultivo.

Ewerton Delgado Sena
Engenheiro agrônomo – Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA)

Sinara de N. Santana Brito

Harleson Sidney Almeida Monteiro
harleson.sa.monteiro@unesp.br
Engenheiros agrônomos e mestrandos em Agronomia/Horticultura – Universidade Estadual Paulista (UNESP)

O uso de tecnologias garante aumento de produtividade
Foto: Shutterstock

O cultivo de melancia é uma cadeia de produção de grande importância para vários países dentro de seus programas agrícolas. Nesse sentido, é relevante a importância socioeconômica dessa hortaliça. Somente no setor produtivo, a cultura da melancia gera, por ano, de três a cinco empregos diretos por hectare e o mesmo número de empregos indiretos, seja na mão de obra, desde o preparo da área para plantio, distribuição final do produto, além de abranger diversos setores, como serviços e transporte, durante o ciclo de produção até a fase do pós-colheita.

A melancia é uma das principais frutas em volume de produção mundial e encontra-se entre os dez produtos hortifrutícolas mais exportados. De acordo com o Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA), o volume exportado da fruta gerou cerca de US$ 43,8 milhões.

Os principais produtores mundiais de melancia, de acordo com o Agrianual de 2022, são: China (60,4%), Turquia (3,8%), Índia (2,5%), Brasil (2,3%) e Argélia (2,2%), correspondendo a 71% da produção mundial, como podemos observar na Tabela 1.

Importância econômica

A produção brasileira de melancia ocupa uma área de 93.630 hectares e produção de 2.141.970 toneladas de fruto, como mostrado na Tabela 2. A região nordeste do Brasil está no topo da cadeia produtiva da melancia em área plantada e quantidade produzida, correspondendo a 37,5% da produção nacional.

Apesar de ser responsável por apenas 2,3% da produção mundial, o Brasil possui elevado potencial de produção, visto que algumas regiões estão gradativamente aumentando sua produtividade, associado aos fatores edafoclimáticos e condições de solo, que variam entre as regiões do país.

Condições para o cultivo

No Brasil, a melancia é o terceiro fruto mais apreciado no mercado nacional, e uma das culturas mais plantadas pela agricultura familiar, por sua praticidade e curto tempo, com ciclo, desde a produção até a colheita, de 80 a 110 dias. Ainda, é uma vertente importante para o agronegócio e que tem se fortalecido e crescido no mercado mundial.

Foto: Shutterstock

O cultivo da melancia se adapta bem às zonas quentes e semiáridas, com alta luminosidade e temperaturas do ar entre 18 a 30°C, não tolerando temperaturas abaixo de 10°C.

A melhor época para o desenvolvimento da melancia é durante o período seco, pois nos períodos úmidos ela é mais suscetível a doenças, além de regiões com clima tropical, subtropical e temperadas.

Pelo Brasil afora

Por apresentarem características climáticas que são favoráveis ao desenvolvimento da planta e do fruto, as regiões brasileiras são adequadas para o cultivo da melancia, pois apresentam precipitação pluviométrica adequadas e favoráveis por ciclo e temperaturas, dentro da faixa ideal para a cultura.

Embora nos últimos anos a área tenha diminuído, a produção tem aumentado a arrecadação advinda da comercialização da fruta (Tabela 3).

Tabela 3. Área plantada, colhida e produção nos anos de 2019, 2020 e 2021 com a cultura da melancia no Brasil.

Tecnologias

O crescimento do cultivo demanda investimentos em tecnologias a fim de garantir o desenvolvimento da atividade agrícola e acréscimo na produtividade. Para tanto, Estados que compõem as regiões de maior produção têm investido em implementação de tecnologias agrícolas como fertirrigação, melhorias no manejo de área e aplicação de insumos.

No Rio Grande do Norte e Ceará, empresas operam com alto nível tecnológico no que se refere à irrigação, usando inclusive fertirrigação, híbridos, mulching, manta agrotêxtil, manejo fitossanitário adequado, controle biológico e também instalações de colmeias de abelhas para potencializar a taxa de polinização da lavoura.

Fotos: Shutterstock

Além disso, observam-se cuidados pós-colheita para evitar danos à fruta, e também assistência técnica especializada. Tais fatores corroboram para que o do Rio Grande do Norte e Goiás sejam os maiores produtores de melancia do Brasil.

O Estado do Pará tem, a cada ano, aumentado sua produção, mesmo que com diversos problemas climáticos enfrentados, com aumento de 5% na produção nos últimos anos. Esse avanço tem contado com o incentivo do poder público, por meio das secretarias de agricultura e extensão rural do estado e por meio do uso de novas tecnologias.

Outra tecnologia bastante usada na produção de melancia é a rotação de culturas. O cultivo rotacionado possui diversos benefícios, entre eles o uso da biomassa da cultura anterior como palhada, o que melhora a condição de solo, visto que a biomassa se decompõe lentamente, liberando nutrientes que são absorvidos pela próxima cultura.

Também ajuda a manter a umidade e qualidade química do solo, assim como o pH do solo, por conta do efeito tampão da matéria orgânica, que é incorporada ao solo pela decomposição, também melhorando a condição biológica e nutrindo a microbiota.


Desafios

Apesar de várias tecnologias já criadas para diminuir o déficit, existem dois principais percalços na produção de melancia que são:

  1. Tratos pós-colheita;
  2. Necessidade de água no momento correto de cada etapa de desenvolvimento, principalmente na região nordeste do Brasil, onde os períodos de estiagem são longos.

Soluções

A ocorrência de deficiências hídricas no cultivo da melancia pode ocasionar danos em todas as fases da cultura, resultando na produção de frutos de baixa qualidade (fora do padrão comercial).

Investimentos em sistemas de fertirrigação têm aumentado constantemente nos últimos anos, pois permitem manter a fertilidade no solo próxima ao nível ótimo durante todo o ciclo da cultura, com ganhos de produtividade e redução das perdas de nutrientes.

O pós-colheita também é um dos principais fatores que influencia diretamente no processo de comercialização da melancia, visto que o teor de água na fruta é de 92%, limitando sua vida útil. Os cuidados pós-colheita devem ser tais que permitam preservar a qualidade dos frutos por maior tempo.

Exportações

No ano de 2021, as exportações brasileiras tiveram alcance no valor de US$ 14.329, com a comercialização de 31.518 toneladas de frutos de melancia, principalmente para o Reino Unido e Países Baixos (Holanda).

Nesse sentido, a comercialização de melancia, como resultado das boas práticas de manejo, traz segurança financeira para o agricultor, visto que, além do período curto entre a semeadura e a colheita, os mercados nacionais e internacionais compõem grande parte da arrecadação.

Preços de mercado

Os envios de melancia são intensificados a partir do mês de setembro. As cotações médias (de abril a outubro) estiveram em R$ 0,66/kg para a melancia graúda (>12 kg). O volume comercializado do fruto pela Ceagesp tem passado de 118 mil toneladas do fruto, com o preço médio do fruto saindo a R$ 1,34 (R$/kg), visto que a cultura da melancia é uma fruta que está no nível de risco elevado ao produtor, devido à sazonalidade nos preços.

Devido à fácil adaptação e cultivo, a fruta pode ser cultivada nas mais diversas condições de seca e com presença de irrigação, além do que, o fruto possui grande importância para o agronegócio e é utilizado, em grande parte, por pequenos e médios agricultores, assegurando a renda familiar e garantindo estabilidade financeira para as famílias produtoras.

Seguindo o alto potencial produtivo do mercado para uma atividade ser considerada lucrativa do ponto de vista econômico, é necessário proporcionar alta rentabilidade econômica e produtiva.

Custo de produção

O custo de produção varia de acordo com a região a ser estabelecido o cultivo, do sistema de produção, do tamanho da área a ser cultivada, entre outros fatores. Em média, o custo médio de produção é de R$ 15.700/ha/ano.

Tal custo envolve operações, insumos e administração, num espaçamento de 3,0 x 1,0 m, com produtividade média de 35 t/ha, produção irrigada, com ciclo de 85 dias, tendo como referência a região do baixo São Francisco, no estado de Sergipe.

Rentabilidade

Quanto à rentabilidade na cultura da melancia, tem sido positiva. Determinadas regiões do Brasil têm alcançado rentabilidade superior a 100% do custo de produção investido. O contrário também ocorre em outras regiões, como a que fica situada nos Estados do Rio Grande do Sul e Paraná.

Lá os produtores enfrentam diversos problemas climáticos, que geram perdas diversas e pontuais na produção de melancia, e ainda assim conseguem manter e garantir rentabilidade da cultura, mesmo com redução na oferta e na qualidade do fruto. A oferta tem sido bem distribuída ao longo dos anos, resultando em melhores preços.

ARTIGOS RELACIONADOS

O produtor brasileiro também precisa ser empresário?

Todo produtor é, por natureza, um empresário, coloca o seu capital e trabalho a risco e enfrenta desafios diversos todos os anos.

Custo de produção

O custo de produção agrícola é uma ferramenta de controle e gerenciamento das ...

Controle de pragas e doenças do café

O Brasil é o maior produtor e exportador de café no mundo e a temporada 2020/2021 ...

Castanhas : As pequenas grandes notáveis

A produção mundial de amêndoas subiu de 550 mil toneladas em 2004 para 1,1 milhão de toneladas em 2016, enquanto que, para o mesmo período, a noz-europeia passou de 350 mil para 850 mil toneladas, o pistache de 425 mil para 735 mil toneladas, a castanha-de-caju de 544 mil para 754 mil toneladas, a avelã de 325 mil para 397 mil toneladas, a macadâmia de 26 mil para 54 mil toneladas, a castanha-do-brasil de 27 mil para 28 mil toneladas, e a noz-pecã evolui de 68 mil toneladas em 2004 para 118 mil toneladas em 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!