24.6 C
Uberlândia
domingo, maio 26, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioAnimaisAviculturaPara garantir produtividade nas granjas, fique de olho na colibacilose

Para garantir produtividade nas granjas, fique de olho na colibacilose

Crédito Zoetis

O consumo de produtos provenientes da avicultura — especialmente a carne de frango e o ovo — é popular entre os brasileiros, graças a fatores como qualidade nutricional, custo e disponibilidade. Em média, cada brasileiro consome 43 kg de carne de frango por ano, in natura, segundo a Embrapa. Dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), também apontaram que em 2021 o brasileiro consumiu, em média, 255 ovos ao longo do ano. Sabendo disso, os cuidados sanitários nas granjas devem ser reforçados com o objetivo de evitar perdas produtivas e prejuízos econômicos importantes.

Apontada como principal causa de perdas na avicultura brasileira na atualidade, a colibacilose é causada pela Escherichia coli. A bactéria em sua forma patogênica causa prejuízos em todos os elos da cadeia de produção avícola, desde as aves no topo da pirâmide, poedeiras comerciais, matrizes, avós e bisavós, com elevado potencial genético, até as aves que chegam ao abatedouro para serem processadas e comercializadas.

O aumento da contaminação de aves pela E. coli, especialmente daquelas destinadas a consumo humano, pode vir a ser um grande problema também para a saúde pública. A Escherichia coli pode causar no homem danos similares aos causados nas aves, principalmente infecções entéricas, causando sintomas como diarreia, febre ou cólicas estomacais ou sistêmicas.

“Tendo em vista a importância do controle da colibacilose na saúde animal e na humana, é nosso dever, como profissionais da área avícola, elaborar e executar planos de contenção eficazes contra a potencialização e a proliferação desse patógeno na avicultura. Para isso, a vacinação é a opção mais segura e efetiva, aliada às boas práticas durante o processo”, avalia o médico-veterinário Dircélio Nascimento Jr., Assistente Técnico de Aves da Zoetis.

No mercado brasileiro, há duas opções de vacinas para E. coli, as vivas e as inativadas. As vacinas vivas têm a vantagem de simular a mesma rota de infecção que a E. coli patogênica sem causar prejuízos às aves. Isso é uma grande vantagem pelo fato de a vacina viva proteger as aves pelo estímulo de imunidade local (imunidade de mucosa). “A escolha da vacina correta e boas práticas de aplicação no campo certamente trarão bons resultados zootécnicos e financeiros para as empresas”, observa Dircélio.

Para outras informações sobre a doença, acesse o Painel da Avicultura.

Sobre a Zoetis

Como empresa líder mundial em saúde animal, a Zoetis é movida por um propósito singular: fortalecer o mundo e a humanidade por meio da promoção do cuidado com os animais. Depois de mais de 70 anos trazendo inovações na maneira de prever, prevenir, detectar e tratar doenças em animais, a Zoetis continua a apoiar aqueles que criam e cuidam de animais em todo o mundo — de pecuaristas a veterinários e tutores de animais de estimação. Todo o seu portfólio de medicamentos, vacinas, diagnósticos e tecnologias terapêuticas, e aproximadamente 12.100 funcionários fazem a diferença em mais de 100 países.
Em 2021, a Zoetis obteve um faturamento de US$ 7,8 bilhões. Para outras informações, clique aqui.

ARTIGOS RELACIONADOS

Não há linhas de chegada para o bem-estar animal

O termo bem-estar animal refere-se aos estados físicos, mentais, emocionais e coletivos de um animal.

Como a tecnologia beneficia o mercado de saúde animal

Empresas do setor, como a pioneira nessa jornada, MSD Saúde Animal, aplica as novas tecnologias e produtos para desenvolver ainda mais os setores de animais de produção e de companhia.

Exportação de frango para Argélia pode começar em 2024

País abriu mercado para frango brasileiro em outubro. Negociações para redução de tarifa já estão em curso no governo e poderão ser próximas de zero.

“Avicultura, o futuro é agora!”: Conferência FACTA WPSA-Brasil 2022 é realizada em Campinas

O evento debaterá os impactos sociais, ambientais e corporativos do setor avícola nesta quarta e quinta-feira, em Campinas (SP)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!