23.7 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosPepinos híbridos oferecem maior produtividade

Pepinos híbridos oferecem maior produtividade

A escolha por pepinos híbridos não é apenas uma opção, é um caminho para colheitas abundantes e produtividade elevada.

Silvia Marcela Ferreira Monteiro
Engenheira agrônoma, mestra em Produção Vegetal e doutorando – Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
silviamarcela.monteiro@gmail.com

Adriel da Silva Alves
Engenheiro agrônomo, mestre em Ciências e doutorando – UFSC
adriel.alves@posgrad.ufsc.br

Jorge Andrés Bentacur González
Engenheiro agropecuário, mestre em Ciências e doutorando – UFSC
jorgeandres86@gmail.com

O pepino é uma planta exigente em calor, sendo a temperatura ótima para o seu desenvolvimento entre 25 e 30°C. O frio limita o crescimento e a frutificação, reduzindo o tempo de colheita e a qualidade dos frutos.

Foto: Silvia Marcela Monteiro

Portanto, o calendário de produção do pepino no Brasil varia conforme a região, por conta do clima predominante. A produção mais expressiva é no verão, especialmente nas regiões sudeste e sul, onde o inverno é mais rigoroso.

Nas regiões norte e nordeste, onde o clima é mais quente e úmido, a produção pode ser realizada durante todo o ano, desde que sejam adotadas práticas adequadas de manejo.

Maior vigor, produtividade e resistência

Os híbridos são obtidos por meio do cruzamento entre duas linhagens puras, que apresentam características superiores às dos pais, como maior vigor, produtividade, qualidade e resistência a doenças.

Essa resistência pode ser conferida por genes que atuam na defesa da planta contra os agentes patogênicos, como fungos, bactérias, vírus e nematoides. Alguns exemplos de híbridos de pepino que oferecem maior tolerância a doenças são o Robusto e o Kybria, da linha Topseed Premium, da Agristar do Brasil.

O Robusto possui tolerância a oídio, mancha angular, mosaico amarelo e mosaico comum, enquanto o Kybria possui tolerância a oídio, mancha angular, mosaico comum e nematoides.

Clima x produtividade do pepino

O clima é um fator importante que afeta a produtividade do pepino, pois influencia o desenvolvimento vegetativo, a floração, a frutificação e a incidência de doenças da planta. O excesso de calor pode causar abortamento de flores e frutos, além de aumentar o risco de doenças.

O fotoperíodo e a intensidade luminosa também afetam a expressão do sexo em pepino, favorecendo o desenvolvimento de flores femininas em dias curtos e baixas temperaturas e de flores masculinas em dias longos e altas temperaturas.

Já a umidade relativa do ar ideal para o pepino está entre 70 e 90%, sendo que valores muito elevados favorecem o aparecimento de doenças e valores muito baixos prejudicam a polinização.

Portanto, o clima adequado para o cultivo de pepino é aquele que oferece temperaturas moderadas, umidade relativa do ar controlada e boa luminosidade. Essas condições podem ser obtidas em ambiente protegido, como estufas, ou em regiões com clima quente e úmido, desde que sejam adotadas práticas adequadas de manejo.

Vantagens dos pepinos híbridos

Os pepinos híbridos possuem frutos mais uniformes, com baixa porcentagem de defeitos, sabor agradável, livre de amargor e com maior durabilidade pós-colheita. Sem contar que são mais adaptados às condições climáticas adversas, como temperaturas extremas, erros de irrigação e manutenção, e possuem maior tolerância ao estresse.

Ainda, os pepinos híbridos requerem menos uso de defensivos agrícolas, reduzindo os custos de produção. Portanto, são uma opção vantajosa para os produtores e consumidores, pois oferecem maior rendimento, qualidade e segurança alimentar.

Qualidade da produção

Para obter uma boa qualidade de frutos de pepino híbrido, é importante escolher uma variedade adequada ao tipo de cultivo, seja para consumo in natura ou para processamento.

Algumas variedades de pepino híbrido são: Durango, Amir, Robusto, Kybria, entre outras. Cada uma delas possui características específicas, como formato, cor, tamanho, quantidade de espinhos, resistência a doenças e pragas, etc.

Por exemplo, o pepino híbrido Durango é do tipo beit alpha, mais adocicado e digestivo que os pepinos convencionais, com coloração verde escuro e ótima uniformidade. O pepino híbrido Amir é do segmento conserva/picles, com alta qualidade de frutos, boa pós-colheita e alta adaptabilidade em ambiente protegido.

Dessa forma, os pepinos híbridos podem aumentar a qualidade da produção, proporcionando maior rentabilidade, competitividade e responsabilidade social aos produtores.

Tolerância a doenças

As principais doenças que os pepinos híbridos são mais tolerantes são:      

Oídio: causado por fungo que provoca o aparecimento de um pó branco nas folhas, caules e frutos do pepino, reduzindo a fotossíntese, o crescimento e a qualidade da planta. Os pepinos híbridos Robusto e Kybria possuem tolerância a essa doença, o que permite uma maior produtividade e qualidade dos frutos mesmo em épocas de chuva;

Mancha angular: causada por uma bactéria que provoca manchas angulares, de coloração marrom, nas folhas do pepino, podendo levar à queda prematura das mesmas e à exposição dos frutos ao sol, o que prejudica a sua coloração e conservação. Os pepinos híbridos Robusto e Kybria também possuem tolerância a essa doença.

Mosaico amarelo: causado por um vírus que provoca o amarelecimento e o enrugamento das folhas do pepino, além de deformações e manchas nos frutos, reduzindo drasticamente a produtividade e a qualidade da planta.

Nematoides: parasitam as raízes do pepino, causando lesões, galhas, necroses e redução da absorção de água e nutrientes, afetando o desenvolvimento e a produção da planta.

Produtividade

A adaptação do pepino em diferentes estações é importante para a produtividade, pois permite que a cultura seja explorada em diferentes condições climáticas, ampliando as possibilidades de mercado e de renda para os produtores.

No entanto, existem cultivares de pepino que apresentam maior tolerância ao frio ou ao calor, permitindo que a cultura seja plantada em diferentes épocas do ano, conforme a região.

Por exemplo, o pepino tipo japonês ou aonaga, que possui frutos alongados, lisos e de cor verde-escura, é mais tolerante ao frio do que o pepino tipo caipira, que possui frutos cilíndricos, espinhosos e de cor verde-clara com listras.

Assim, o pepino tipo japonês pode ser cultivado no inverno nas regiões sudeste e sul, enquanto o pepino tipo caipira é mais indicado para o verão nessas regiões. Nas regiões norte e nordeste, onde o clima é mais quente e úmido, a produção de pepino pode ser realizada durante todo o ano, desde que sejam adotadas práticas adequadas de manejo, como irrigação, tutoramento, poda, polinização e controle de pragas e doenças.

Desafios

Em geral, o produtor de pepino está sujeito a variações nas safras em função das adversidades climáticas. Nesse sentido, os híbridos possuem maior estabilidade de produção, fazendo com que o produtor fique menos sujeito a perdas de ano para ano. 

Outro fato é que pepinos híbridos podem ser mais precoces, entrando em produção antes, fazendo com que o produtor aproveite épocas de entressafras para maior lucratividade. A maior qualidade do fruto possibilita maior valor comercial aos produtores.

ARTIGOS RELACIONADOS

Aqua do Brasil: Soluções naturais para a agricultura

Os produtos da Linha Química Verde possuem diferentes combinações de ingredientes ativos naturais, resultando em alta performance, zero resíduo, com selo verde e certificação orgânica.

Aprosoja/MS revisa estimativa de produtividade após estiagem

Segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho de MS – Aprosoja/MS, cerca de...

Filme difusor de luz é indicado para culturas de porte alto

Ivonete Fátima Tazzo Doutora e pesquisadora da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação, Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária (SEAPI) ivonete-tazzo@fepagro.rs.gov.br Tamires Barros da Silva Especialista e bolsista...

Os diferentes modos de agricultura e a relação com os fertilizantes

Em meio ao desejo de preservar o meio ambiente, no sentido de sustentabilidade na produção agrícola e da evolução das novas práticas, surgiram outros modelos alternativos de produção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!