28.6 C
Uberlândia
quarta-feira, junho 19, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiPêssego - Características e principais cultivares

Pêssego – Características e principais cultivares

Givago Coutinho

Doutor em Fruticultura e professor efetivo do Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado)

givago_agro@hotmail.com

Herick Fernando de Jesus Silva

Engenheiro Agrônomo e doutorando em Fitotecnia ” Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

herickfernando@gmail.com

Crédito Frutplan
Crédito Frutplan

Visando sempre altos ganhos em produtividade, o cultivo do pessegueiro deve ser planejado e o sucesso está diretamente ligado a isso, além do manejo correto no campo e das etapas anteriores à implantação do pomar, principalmente no que se refere à escolha correta da cultivar a ser utilizada no plantio.

Segurança

A escolha correta da cultivar garante ao produtor a segurança de optar por um material que apresente boa adaptação à região de cultivo, alto nível de produtividade e frutos de qualidade, finalidade do cultivo (consumo de mesa ou indústria) e mercado consumidor. Além de tudo, que demonstre resistência ou tolerância a doenças e pragas que eventualmente possam ocorrer na cultura.

Portanto, a escolha da cultivar é um ponto importante na hora de implantar um pomar de pessegueiros. Vale ressaltar que a cultivar escolhida não onera o processo de implantação do pomar, que será o mesmo. A diferença entre eles, contudo, se a escolha for correta, é que o retorno econômico pode ser além daquele esperado pelo produtor.

Assim, fica evidente a importância de se estudar cultivares e características de cada uma antes de implantar o pomar, diminuindo, a partir desse momento, os possíveis riscos de insucesso na atividade.

Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

Origem das cultivares

Atualmente, mais de 90% das cultivares de pessegueiro para consumo fresco no Brasil são oriundas dos programas nacionais, ficando o restante por conta de cultivares mexicanas e americanas oriundas, principalmente, da Flórida.

A totalidade das cultivares de pessegueiro para indústria é brasileira.De maneira geral, são todas provenientes dos programas de melhoramento da Embrapa Clima Temperado, com algumas exceções de outras instituições de pesquisa, como o Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Difusão de Tecnologia de Santa Catarina (Epagri).

Dentre as de maior destaque no cenário nacional estão: Chimarrita, Chiripá, Marli e Joia. Essas cultivares predominantemente apresentam epiderme rosa – avermelhada, polpa branca e sabor doce-acidulado.

Crédito Pixabay
Crédito Pixabay

Características de cada cultivar

As cultivares são classificadas em frutos de mesa e para indústria. Essa divisão é feita baseada nas características da polpa. Os frutos destinados à mesa devem ser visualmente mais atrativos, devendo ter casca mais colorida, polpa abundante, doce e pouco ácida.

Já aqueles destinados para a indústria podem ter polpa mais ácida, mais amarelada e caroços pequenos. O número de cultivares é bastante diversificado, dentre os quaisse podem destacar alguns de acordo com a destinação.

Cultivares de mesa

 90% das cultivares de pessegueiro para consumo fresco no Brasil são oriundas dos programas nacionais - Crédito Pixabay
90% das cultivares de pessegueiro para consumo fresco no Brasil são oriundas dos programas nacionais – Crédito Pixabay

ÃœCharme: é uma cultivar de baixa exigência em frio. Os frutos têm polpa doce, fundente, branca e película muito colorida e atrativa. O plantio da cv. Charme é recomendado para áreas com cerca de 300 horas de acúmulo de frio hibernal (temperatura <7,2°C). As plantas são de vigor médio e produtivas e a plena floração ocorre na segunda dezena de agosto. Os frutos são redondo-oblongos ou ovalados, epiderme branco-esverdeada, com 50 a 80% de vermelho escuro. A polpa é branca-esverdeada, livre do caroço e com traços de vermelho junto ao mesmo. Produz frutos de tamanho médio (5,5 a 6,0 cm de diâmetro), com peso médio entre 80 e 105 gramas. O teor de sólidos solúveis tem variado entre 10,8° – 14,4°Brix.

ÃœChimarrita: a planta é de vigor médio, de forma aberta e altamente produtiva. Produz muito bem em anos onde o acúmulo de frio hibernal atinge 200 horas. Apresenta suscetibilidade a doenças foliares após a colheita, requerendo o adequado manejo fitossanitário para evitar a queda antecipada das folhas antes da dormência. A forma do fruto é redonda, sem ponta, com sutura muito levemente desenvolvida. O tamanho é grande, com peso médio normalmente superior a 100 g. A polpa é branca, fundente, firme, semi-aderente. O sabor é doce, sendo o conteúdo de sólidos solúveis variável entre 12 a 15°Brix e a produtividade em torno de 50 kg/planta.

ÃœChiripá: planta com exigência de frio entre 400 e 500 horas. Em alguns locais, apresenta problema de secamento de ramos finos, o que se acredita estar relacionado à falta de adaptação ou à adaptação marginal. A plena floração ocorre ao final de agosto ou na primeira semana de setembro e a colheita inicia-se no final de dezembro ou na primeira semana de janeiro. O fruto é de forma redondo-ovalada, com sutura desenvolvida e pequena ponta. A película é creme, com até 30% de vermelho, a polpa é firme, branca com vermelho junto ao caroço e livre deste. O sabor é doce, com baixa ou quase ausente acidez, com sólidos solúveis em torno de 15°Brix. A produtividade, na maioria dos anos, é de 50 kg/planta.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de dezembro 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

ARTIGOS RELACIONADOS

Controle de tripes do feijoeiro com Beauveriabassiana

  Nilton Gomes Jaime Engenheiro agrônomo, M.Sc. e consultor da Cerrado Consultoria Agronômica ngjconsultor@yahoo.com.br NiltonCezarBellizzi Engenheiro agrônomo, doutor e professor da Universidade Estadual de Goiás   O tripes é um...

Gehaka anuncia nova versão do medidor de umidade de café

Autoridade em medidores de umidade de grãos, a Gehaka lança o G610i, novo equipamento da família G600 e G600i, referências no mercado e instrumentos...

Colheita do café: Produtores devem redobrar os cuidados

Em tempos de pandemia pelo novo coronavírus (Covid-19), o cafeicultor precisa redobrar os cuidados para proteger os colaboradores A colheita de café começou em todo o...

Temperatura acima da média favorece temporais em áreas produtoras de cana-de-açúcar

Segundo a Climatempo, El Niño atuará sobre a região até o mês de abril Responsável por muitas das mudanças climáticas que aconteceram neste ano, o...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!