26.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 23, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesPlantação de girassol bate recorde de 46.393 hectares em 2023

Plantação de girassol bate recorde de 46.393 hectares em 2023

Finalizada a época do plantio de girassol, Caramuru comemora crescimento de 149% da área plantada no período de 2020 para 2023

Nativo da América do Norte e Central, o girassol é amplamente cultivado no Brasil. Das suas sementes, é extraído o óleo e farelo de girassol. Cada vez mais cultivado para a produção de alimentos de consumo final e animal, a escolha do cultivo da planta vem registrando alta com o passar dos anos. Finalizada a época do plantio de girassol, a área plantada nos últimos quatro anos registrou crescimento de 149%, um aumento de 18.600 hectares em 2020 para 46.393 em 2023. Os registros são as somas de 32.693 hectares em Goiás, 10.932 em Minas Gerais (Triângulo Mineiro) e 2.768 no Mato Grosso (Vale do Araguaia). A área total de hectares plantados foi de 46.393 hectares.

 Foto: CNA


O mercado de óleo de girassol está projetado para atingir milhões de dólares até 2028. De acordo com a produção mundial, o girassol ultrapassa 20 milhões de toneladas anuais de grãos. Em todo o mundo, as indústrias de alimentos, energia e química utilizam óleo derivado de sementes. No entanto, um dos motivos que impulsionam o crescimento do mercado é o quão amplamente ele é usado no negócio de alimentos.


“O girassol é uma cultura de ampla capacidade de adaptação às diversas condições climáticas. Nos últimos anos, vem se apresentando como opção de rotação de culturas nas regiões produtoras de grãos, principalmente após a soja na região Centro-Oeste”, explica Túlio Ribeiro , Coordenador de negócio girassol da Caramuru. “A maior tolerância à seca, a menor incidência de pragas e de doenças, além da ciclagem de nutrientes, principalmente potássio, são alguns dos fatores que têm possibilitado sua expansão e consolidação como cultura e economicamente viável nos sistemas de produção”, afirma Túlio.


O óleo de semente de girassol é o quarto óleo vegetal mais popular consumido em todo o mundo, de acordo com um estudo publicado na Oilseeds & Fats Crops and Lipids 2020. O óleo é rico em ácido linoleico, ácido oleico e outros componentes vitais que reduzem os níveis de colesterol prejudiciais no corpo. Isso aumentou gradualmente seu uso como óleo saudável de cozimento e fritura. Além disso, maionese, queijo, cremes e cosméticos veganos podem ser feitos com este óleo. Assim, essas variáveis trabalham juntas para aumentar a demanda durante o período previsível. A Caramuru através da Marca Sinhá está lançando uma linha de snacks a base de milho onde também será utilizado o óleo de girassol, reforçando o compromisso da empresa com essa cultura tão importante para o Brasil.


Para Célio Garcia Diretor de Originação e Armazéns Gerais, da Caramuru, o girassol é uma oleaginosa com grande potencial energético. Por isso, é uma ótima alternativa para a rotação de culturas nas regiões produtoras de grãos. “Ninguém quer perder a lucratividade, seja na safra verão ou na safrinha. O girassol é uma cultura que se desenvolve bem na maioria dos solos brasileiros e pode ser cultivado em praticamente todo o país”, comenta o executivo.

Girassol na Caramuru

O negócio Girassol iniciou na Caramuru em 1997, com envolvimento de parcerias, principalmente com a EMBRAPA e com produtores de grãos, com alta tecnologia. De acordo com a empresa, por muitos anos o girassol vinha da Argentina e o Brasil só importava óleo de girassol do país vizinho. O câmbio era extremamente favorável para importação e não incentivava a geração de produção aqui no Brasil. Com o passar dos anos e a grande expectativa de crescimento do mercado, a Caramuru lançou o desafio e o negócio foi avançando passo a passo para a consolidação.

“Em 2001, a Caramuru inaugurou a unidade de extração e refino de óleos especiais, milho e girassol. A fábrica, instalada no complexo industrial de Itumbiara, em Goiás, é a única no país a utilizar girassol 100% nacional. Participa no mercado desde 1997, com vendas de óleo de girassol, sendo uma das primeiras empresas a incentivar a produção de girassol no Centro-Oeste do Brasil.

A Caramuru no início era a única empresa a produzir óleo de girassol no Brasil. Um projeto singular e único que envolveu muito esforço da equipe Companhia. “As repercussões positivas do investimento na fábrica de girassol, significaram a substituição de importação e a inserção do Brasil no mercado exportador de óleo e farelo de girassol, exportação inusitada para o Brasil”, conta Célio Garcia. Com a fábrica de girassol, a Caramuru criou oportunidades e novas fontes de rendas aos produtores rurais e ao mesmo tempo promoveu a rotação de cultura e a redução de dependência da monocultura, já que a produção do girassol acontece na safra de inverno, no intervalo da safra de verão.

Em 2022, a Caramuru originou 37.000 toneladas de girassol. A fábrica tem capacidade de extração e preparação de 500 toneladas/dia de girassol e de 600 toneladas/dia de refino. 

ARTIGOS RELACIONADOS

Novo portfólio será apresentado no Mega Cana 2023

Encontro promovido em conjunto por Canacampo e Siamig mostra tecnologias herbicidas, inseticidas e bioestimulantes naturais voltados à nutrição de plantas

O girassol e a rotação de culturas

Por que rotacionar com o girassol? Você conhece as vantagens? Veja todos os dados e informações sobre a rotação de cultura no girassol.

Ervas daninhas causam 70% de perdas ao girassol

O girassol é uma oleaginosa de características agronômicas bastante diversificadas, pois as plantas possuem boa resistência à seca, ao frio e ao calor.

Uso de biofertilizante promove incremento de 8 sc/h

Tradecorp apresenta excelentes resultados durante a participação em eventos no Mato Grosso do Sul e em Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!