26.6 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesProdução de cana-de-açúcar sofre com estresses hídrico

Produção de cana-de-açúcar sofre com estresses hídrico

A cana-de-açúcar enfrenta desafios sérios com estresse hídrico e redução na biomassa devido às condições climáticas adversas.

A utilização de produtos biológicos para proteção e desenvolvimento da cana-de-açúcar tem sido uma das mais eficazes soluções para auxiliar os produtores a obterem alta produtividade e rentabilidade, aliado também ao viés da sustentabilidade, que o setor está aplicando ao negócio. Nesse sentido, a mais nova tecnologia da Biotrop, empresa dentre as líderes do setor, que desenvolve e fabrica soluções biológicas e naturais para diversos cultivos, promete ser uma grande aliada. Trata-se do Stimutrop Premium: tecnologia desenvolvida para a estimulação de crescimento, que favorece o enraizamento, promovendo maior obtenção de água e energia.

Créditos: Biotrop

O inovador bioinsumo, que tem tecnologia patenteada pela Biotrop, foi desenvolvido especificamente para a cultura da cana-de-açúcar, e é formulado a partir da biossíntese e estabilização do ácido indolacético (AIA), que apresenta efeitos em diversas funções fisiológicas da planta, como o estabelecimento inicial e melhoria do sistema radicular, além de ser responsável pelo crescimento e desenvolvimento. Sua composição possui também fotoproteção e maior estabilidade na prateleira, preservando a concentração do hormônio vegetal. Essa inovação garantiu à Biotrop o prêmio de Melhor Inovação em Formulação pela comissão do Crop Science Awards, prestigioso concurso internacional da indústria de insumos.

O Ácido Indolacético é uma auxina, um hormônio de crescimento que promove o alongamento celular diferencial e funciona como regulador do crescimento dos vegetais. Na formulação do Stimutrop Premium, o hormônio é obtido por vias biológicas, eliminando a necessidade de fontes sintéticas, sendo, portanto, uma tecnologia amigável ao meio ambiente.

O bioinsumo promove estímulo ao perfilhamento e ao aumento da espessura dos colmos, além de favorecer a conversão de CO2 em biomassa vegetal através do sequestro de carbono.  “É um produto único, que vai entregar excelentes resultados para o setor sucroenergético”, conclui Éderson.

O produto já está disponível ao mercado, podendo ser acessado via distribuidores Biotrop de todo o país. O lançamento oficial foi realizado no mês de junho e disponibilizado no Youtube da empresa (https://www.youtube.com/biotropbr) em live com informações detalhadas sobre o produto. Saiba mais sobre a solução também no site: https://biotrop.com.br.

ARTIGOS RELACIONADOS

Vietnã produz 29,7 milhões de sacas de café robusta

A produção mundial de café prevista para a safra 2021-2022 foi estimada em 164,8 milhões ...

Uso de bioinsumos impede perdas na produção de frutas devido à crise hídrica

Segundo maior produtor de frutas do Brasil e com três municípios entre os maiores ...

Produção de energia com resíduos da agropecuária

No Brasil, a biomassa é a principal fonte de energia renovável. Ela gera calor, energia elétrica e pode ser transformada em biocombustível sólido como...

Estresse hídrico afeta potencial produtivo da cana-de-açúcar

O estresse hídrico emerge como uma sombra sobre os canaviais, impactando diretamente o potencial produtivo da cana-de-açúcar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!