20.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 22, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasProdutor mineiro faz transição entre pecuária e grãos

Produtor mineiro faz transição entre pecuária e grãos

Área irrigada de mais de 850 hectares e uso de ferramentas de inteligência artificial fazem parte do planejamento tecnológico do grupo agrícola para os próximos anos.

Na vastidão do Alto São Francisco, no município mineiro de Várzea da Palma, uma propriedade tem entrelaçado o tradicionalismo do agronegócio brasileiro com as inovações tecnológicas para garantir resultados crescentes. Desde sua fundação em 1985, a Recan Pedras tem trilhado um caminho de evolução contínua, impulsionado pelo desejo de superar desafios e otimizar a produção no campo.

O grupo empresarial adquiriu a Fazenda Barra em 1990, com foco exclusivo na pecuária de corte. Durante quase três décadas, a criação de bovinos foi o carro chefe da equipe, que com dedicação e bom manejo, trabalhava para fornecer carne de qualidade e atender à demanda crescente em todo o país. Ao longo dos anos, no entanto, a Recan Pedras se lançou, com discernimento e informação, a novos desafios.

Fazenda Barra – Treinamento em manutenção de pivôs realizado pela Pivodrip
Créditos: Divulgação

Em 2017, a Fazenda Barra abraçou uma transformação significativa: uma transição de grande porte, migrando suas atividades principais para a produção de grãos. Hoje, o foco da empresa é a produção e comercialização de cereais – em especial, milho e soja. Essa transformação apresentou novas demandas, e apostando em produtividade e dinamismo, a equipe passou a investir ainda mais em tecnologia.

No mesmo ano em que iniciaram a produção agrícola, a Recan Pedras começou o desenvolvimento de um amplo projeto de irrigação. Com assistência da Pivodrip, revenda Valley da região, instalaram, inicialmente, dois pivôs, que supriam 144 hectares da área produtiva da fazenda. Ao longo dos anos, novos e mais ousados investimentos foram feitos.

O Coordenador de Telemetria da Pivodrip, Arthur Luiz, pondera sobre o papel da tecnologia e da consultoria em irrigação durante o processo de transição da Fazenda Barra. “Desde 2017, temos acompanhado o notável crescimento produtivo da Fazenda Barra e da Recan Pedras. A transição da pecuária de corte para a produção de grãos, com a implementação dos pivôs centrais, foi um marco significativo. A partir desse momento, a Pivodrip teve a satisfação de contribuir com essa evolução, fornecendo soluções de irrigação da Valley que permitiram otimizar o manejo hídrico e garantir uma irrigação precisa para as culturas de milho e soja”, comenta.

Hoje, a Fazenda Barra conta com cinco pivôs, somando uma área irrigada de 320 hectares. Os resultados do projeto de irrigação passaram a ser validados por números cada vez mais surpreendentes, como conta Lucas José de Sá, Gerente Agrícola da Recan Pedras.

“Desde o primeiro ano, já começamos com altas produções. Hoje, a média da Recan está em 85 sacas de soja e 196 sacas de milho por hectare. Já são três anos consecutivos com essas médias. Com os dois pivôs mais antigos, tem quatro anos que temos produções superiores a 200 sacas de milho. Em 2023, conseguimos também tirar 98 sacas de soja por hectare”, comemora o produtor.

Ao longo dos últimos seis anos, para garantir bons resultados e o sucesso das operações, a equipe da Fazenda Barra passou a ver a tecnologia como um braço direito. Um bom exemplo disso é o fato de que, há mais de dois anos, passaram a contar com a Telemetria para tornar a vida no campo mais prática, produtiva e assertiva. Aos olhos de Lucas, os resultados são nítidos.

“A maior vantagem tem sido o manejo. Sou eu que monitoro os pivôs, faço as programações. Antes, eu tinha que ir, todos os dias, de centro a centro de pivô, programar eles e conferir. Hoje, pelo telefone, eu faço a programação. Quando dá o horário de ligar, eu confiro em casa se o pivô ligou ou não. Se houve alguma queda de energia, automaticamente eu já vejo pelo telefone, religo os pivôs. Quando dá algum problema, vejo a voltagem dos pivôs e já ligo para a companhia elétrica. Então a Telemetria nos trouxe conforto, agilidade no manejo de operações, e economia”, reflete Lucas.

Segundo Arthur Luiz, do ponto de vista técnico, a junção de soluções Valley se converteu em um ponto determinante para o crescimento produtivo da fazenda. “A integração de novas tecnologias no campo tem sido altamente positiva e impactante. A adoção dos pivôs centrais, a telemetria e outros recursos da Valley proporcionaram uma gestão mais eficiente da irrigação, trazendo resultados visíveis em termos de aumento da produtividade e da eficiência no uso de recursos naturais, como a água e a energia elétrica. A implementação das soluções tecnológicas permitiu à equipe da Recan Pedras aprimorar o controle das operações, e, assim, otimizar a produtividade das culturas de milho e soja”, diz.

IA para gerar resultados

Com inovação e dinamismo como alicerces, a Recan Pedras se prepara para integrar mais tecnologias à rotina da Fazenda Barra. Trata-se da família Insights®, que oferece uma análise avançada dos dados de campo, fornecendo informações e recomendações valiosas para o manejo mais eficiente da irrigação. Baseado em inteligência artificial, as soluções usam imagens aéreas e de satélite para explorar virtualmente problemas de saúde da cultura relacionados à aplicação de água ou outros problemas da lavoura.

Em breve, a equipe realizará os primeiros testes com a tecnologia. De acordo com Lucas, a equipe está investindo na família Insights para, mais uma vez, integrar tradição à modernidade. “Temos que acompanhar as tecnologias, né? Tudo hoje é tecnificado, e nós queremos fazer esses testes para aperfeiçoar nossas operações mais ainda. Nossas principais expectativas com a utilização da família Insights são melhorar o manejo e tentar reduzir o custo de energia diário. Tendo esses equipamentos, nós vamos conseguir aprimorar mais a irrigação noturna”, comenta. E a busca por excelência, produtividade e modernização é constante. Para o futuro, a equipe da Fazenda Barra planeja um total de 11 pivôs com telemetria instalados em seu projeto de irrigação, totalizando uma área irrigada de 853 hectares. A cada dia, a propriedade se consagra como um exemplo inspirador de como a tecnologia é a chave para o sucesso no campo, impulsionando o agronegócio brasileiro rumo a um futuro mais produtivo e sustentável.

ARTIGOS RELACIONADOS

Bahia Farm Show será palco de leilão de gado com padrão genético de alta qualidade

A participação dos pecuaristas demonstra a força da feira internacional de tecnologia agrícola na integração de todo o setor do agronegócio.

Carrapatos: a hora de combater é agora!

Seja na fazenda de leite ou na fazenda de corte, os prejuízos causados pelas infestações destes parasitas vão muito além do que é enxergado

Brasil exportará animais Brahman para o Camboja

Animais da raça Brahman selecionados por criatórios do Brasil serão exportados em breve para o Camboja, país do sudeste asiático.

É o momento de prevenir as clostridioses nas crias

Proteger os bezerros das clostridioses previne perda de animais e reflete na qualidade produtiva da fazenda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!