18.6 C
Uberlândia
segunda-feira, maio 27, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasProdutores de soja e milho poderão prorrogar parcelas de investimento agrícola

Produtores de soja e milho poderão prorrogar parcelas de investimento agrícola

Aprosoja Brasil orienta produtor a procurar agências bancárias de posse de laudo agronômico que comprove a frustação de safra para ter acesso a benefício

Divulgação

Durante encontro com representantes da Aprosoja Brasil para debater soluções à crise de renda no campo, o ministro da Agricultura Carlos Fávaro anunciou a prorrogação de parcelas de investimento deste ano para produtores de soja e milho, uma das demandas da associação. O anúncio foi feito na última quarta-feira (20/3), em Brasília.

O ministro e sua equipe afirmaram que já acertaram detalhes técnicos com o Ministério da Economia e que o voto para a edição de resolução deve ser apreciado na próxima reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), que deve ocorrer até o final de março.

Segundo ele, a resolução deve atender os produtores das atividades que estão enfrentando os problemas mais graves, dentre elas a soja, o milho e a pecuária leiteira e de corte. A forma de prorrogação vai depender da quantidade de parcelas a vencer. O ministro também afirmou que hoje já existe um limite de 8% da carteira de crédito que os bancos podem reprogramar sem a necessidade da resolução para atender estados ou culturas que não sejam contemplados.

Com relação à prorrogação de parcelas de custeio da safra e de recursos dos Fundos Constitucionais, embora ainda não possa ser anunciado, o ministro adiantou que a medida está sendo preparada pela sua equipe e pelo Governo. Da mesma forma, a previsão de Fávaro é de que saia ainda nesse mês.

A Aprosoja Brasil já havia solicitado uma suspensão do prazo de vencimento das parcelas por 180 dias para evitar que os produtores fiquem inadimplentes. De acordo com o presidente Antonio Galvan, mesmo os produtores que não tiveram frustração de safra também estão com problemas para pagar financiamentos por conta da baixa dos preços pagos à soja e ao milho.

“O preço hoje pago pelo produto não comporta o custo de produção e o pagamento dos investimentos. A gente vai buscar esse alongamento das parcelas com base no Manual de Crédito Rural. Por mais que em muitos casos não sejam recursos púbicos, todo mundo que financia a agricultura brasileira sabe que os riscos são muito grandes. E pedimos encarecidamente que o Ministério promova uma mudança no próprio seguro agrícola, que é questionado há muitos anos e não atende as nossas necessidades”, afirmou.

Enquanto aguarda a edição da resolução do Conselho Monetário Nacional, a entidade orienta os produtores a procurarem sua agência bancária, munido dos documentos necessários e a entregarem solicitação de prorrogação das parcelas que não tenha condição de honrar.

“A nossa orientação é para que o produtor não deixe a parcela vencer, mas vá logo à sua agência bancária e solicite a prorrogação dessas parcelas mediante a apresentação de um laudo comprovando a frustração de safra, como previsto no Manual de Crédito Rural. E caso tenha dificuldade com a gerência do banco para entregar o pedido, avise a Aprosoja e nós iremos cobrar a diretoria do banco sobre o por que não estão cumprindo o Manual de Crédito”, alertou.

Participaram do encontro presidentes e diretores da Aprosoja dos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Piauí, Bahia e Tocantins. Acompanharam também o secretário de Política Agrícola Neri Geller, o Assessor Especial Carlos Ernesto Augustin e o secretário de Defesa Agropecuária Carlos Goulart. 

Divulgação

Comissão de Agricultura

Ainda na quarta-feira (20/3) a comitiva da Aprosoja Brasil se reuniu com o novo presidente da Comissão de Agricultura da Câmara Federal, deputado Vicentinho Jr (Progressistas – TO) para discutir soluções ao problema do endividamento.

O parlamentar se comprometeu a promover reuniões com o ministro Carlos Fávaro e demais autoridades envolvidas e a colocar na agenda da comissão, já na próxima semana, não só o debate público sobre a crise, mas a construção de propostas legislativas.

Banco do Brasil

Em seguida os representantes da Aprosoja se reuniram com a vice-presidência de agronegócios do Banco do Brasil. Na ocasião, os executivos do BB salientaram que já estão propondo parte das demandas apresentadas pela Aprosoja ao Governo.

O BB também está aguardando a Resolução do CMN e irá orientar as agências bancárias para procederem com a prorrogação das parcelas em aberto, de acordo com a capacidade de pagamento do produtor, com base no Manual de Crédito Rural.

LEIA TAMBÉM:

ARTIGOS RELACIONADOS

Exportações de soja em 2023 registram recorde

Porém, para 2024, consultoria estima queda em volume e receita nos embarques do complexo soja do Brasil

Análise de solo

A ferramenta mais usada há tempos na agricultura, para se conhecer a fertilidade, os teores ...

Ascenza e o Soja Open Sky 2023

Assista ao vídeo e reserve a data na sua agenda: dia 20 de Janeiro, em Sorriso/MT.

Pressão da mosca-branca sobre a soja deve crescer nesta safra

Manejo de amplo espectro de controle e antiresistência é o caminho ideal para evitar prejuízos na safra de soja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!