22.6 C
Uberlândia
domingo, junho 23, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasProteção solar é sinônimo de qualidade no campo

Proteção solar é sinônimo de qualidade no campo

Por Erivelton Paes, Coordenador de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Viter, unidade de insumos agrícolas da Votorantim Cimentos.

Erivelton Paes

 A agricultura é uma das atividades mais antigas da humanidade: a “arte” de cultivar a terra, retirando do campo alimentos essenciais para a subsistência e manutenção da economia mundial. A prática do cultivo agricola foi responsável pelo desenvolvimento e ascensão da civilização humana e hoje é responsável por toda a alimentação do planeta.

De lá para cá avançamos muito na produção de alimentos, mas o aumento das temperaturas médias no planeta é um fator de preocupação para a produção agrícola. As altas temperaturas e a intensa luminosidade podem causar queimaduras em folhas e frutos, além de sérios distúrbios fisiológicos nas plantas, como diminuição da fotossíntese, degradação de enzimas e diminuição da estabilidade de membranas celulares. Todos esses fatores impactam na formação de flores e frutos e levam à queda de produtividade na lavoura.

A proteção solar para folhas e frutos é uma ferramenta que pode ajudar a solucionar este problema. A principal função de um protetor solar para plantas é proporcionar conforto térmico para a lavoura, evitando o estresse nas plantas e reduzindo a temperatura foliar. Assim, diminui as perdas na produtividade planejada pelo agricultor. Os protetores solares são recomendados para uso em diversas culturas, sobretudo as mais sensíveis à radiação solar, como, por exemplo, café, citros e alguns hortifrútis.

A Viter desenvolveu um protetor solar para folhas e frutos nacional, o Sungard. Foi um trabalho de pesquisa e desenvolvimento de três anos. Ele é mineral – a base de hidróxido de cálcio e magnésio, e a aplicação é feita por pulverização com a utilização de qualquer tipo de equipamento. Ele apresenta elevada solubilidade e deve ser aplicado sobre as plantas, este protetor solar cria uma camada física protetora que mantém a coloração dos frutos e não interfere nas trocas gasosas e fotossíntese, além de apresentar excelente aderência e permanência nas plantas.

Estudos realizados pela Santinato & Santinato Café comprovaram que o uso do Sungard reduz a temperatura foliar e melhora a qualidade da colheita dos cafezais. Para elaboração do estudo, foram realizados dois testes com o protetor solar, sendo um com aplicações no período de floração e outro durante as chuvas e altas temperaturas do verão. 

No primeiro cenário, o protetor foi aplicado no período de pré e pós-florada do café, em Patos de Minas (MG). Os resultados demonstraram melhorias significativas nos três índices extremamente relevantes para o cafeicultor: controle da escaldadura de folhas e frutos (tanto imediata quanto residual), melhoria na maturação dos grãos (aumentando quantidade de cerejas e passas) e redução de temperatura foliar.   

Já no segundo estudo as aplicações de protetor foram realizadas em São João da Boa Vista, no estado de São Paulo, e no período de chuvas. Nesse contexto, mesmo em condições mais adversas, o produto apresentou resultados positivos. Promoveu conforto térmico para as plantas, controle de escaldadura no momento de altas temperaturas e resultou em grãos de melhor qualidade.

Seguimos avançando nas pesquisas, demostrando que é possível proteger a lavoura dos efeitos nocivos do excesso de exposição solar. Com o protetor solar, o agricultor protege sua lavoura e proporciona condições adequadas para o bom desenvolvimento de cada fase das plantas e, consequentemente, uma colheita mais farta e de melhor qualidade. Proteção solar é sinônimo de produtividade no campo.

ARTIGOS RELACIONADOS

Aplicação aérea depende do clima para maior efetividade

Chuva, vento ou calor em excesso podem diminuir efetividade das pulverizações; monitoramento garante economia de recursos e eficiência no plano de voo O clima continua sendo...

Castanhal Conquista Selo “Fair Trade“

Empresa é a primeira fabricante de sacos de juta no mundo a ser certificada pela Aliança de Sustentabilidade para o Comércio Justo - FairTSA   A...

Estudo identifica mecanismo de controle de assimilação de nitrogênio em plantas

  Lucas Frungillo Mestre, doutor em Biologia Funcional e Molecular pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e pós-doutorado no Institute of Molecular Plant Science - University...

Brasil exporta 3,6 milhões de sacas de café em fevereiro

Apesar do elevado índice de atrasos nos navios com café nos portos, volume representa alta de 49% na comparação com fevereiro de 2023 e reflete atratividade dos canéforas brasileiros no mercado global

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!