24.6 C
Uberlândia
sábado, abril 13, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosReguladores de crescimento induzem floração da macieira

Reguladores de crescimento induzem floração da macieira

Reguladores de crescimento podem ser utilizados para induzir a floração da macieira fora de época.

Givago Coutinho
Doutor em Fruticultura e professor – Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado)
givago_agro@hotmail.com

A macieira é uma fruteira originária de regiões de clima temperado – alterna períodos de desenvolvimento vegetativo e de repouso ao longo do ciclo produtivo anual. Seu ciclo compreende duas fases bem distintas: repouso e crescimento vegetativo.
O período de dormência é conhecido como endodormência, caracterizada como a paralisação do desenvolvimento da gema na tentativa de sobrevivência, quando as condições ambientais são desfavoráveis ao crescimento, a exemplo de baixas temperaturas e o déficit hídrico. É considerada uma dormência profunda.
Entretanto, a dormência não consiste em um mecanismo adquirido rapidamente pelas plantas. Trata-se de um processo de desenvolvimento gradativo que se inicia no outono e aumenta de intensidade até alcançar a endodormência.

Foto: Shutterstock

Exigências da cultura

Na prática, a maioria das cultivares comerciais de macieira necessita de 600 a 800 horas de frio invernal, com horas de temperatura abaixo de 7,2°C para superar a dormência e reativar seu metabolismo, vegetando e dando início à frutificação.
Assim, em regiões tropicais e subtropicais não ocorrem horas de frio suficientes para satisfazer as exigências térmicas. Dessa forma, não ocorre frio suficiente para a quebra de dormência das gemas, sendo necessário um tratamento químico para uniformizar a brotação e floração.

Reguladores de crescimento

Neste sentido, são utilizados compostos reguladores de crescimento vegetativo, que atuam no controle do vigor excessivo e propiciam a produção, tornando o cultivo da macieira uma alternativa viável aos pomicultores.
Conforme mencionado, em regiões onde não ocorre frio suficiente para a quebra de dormência das gemas em fruteiras temperadas, como é o caso da macieira, é necessário a aplicação de produtos químicos visando uniformizar a brotação e floração.
Este tratamento é efetuado à base de reguladores de crescimento. Além disso, como a intensidade de frio varia de um ano para outro, é necessário se estabelecer a época de aplicação, além das doses dos produtos, anualmente.

Manejo

De maneira geral, recomenda-se o uso de óleo mineral em combinação com a cianamida hidrogenada (1,0 – 1,2), em pulverização, no fim do período de dormência das plantas, estádio fenológico de gema inchada ou ponta de prata. A ação do produto é localizada, assim a pulverização deve atingir todos os ramos da planta.
Outro parâmetro a ser observado são as variações referentes a condições climáticas e de altitude, para determinar a melhor dose na aplicação do produto. A época mais adequada para aplicação é no início do inchamento das gemas, no estádio de ponta verde ou gema prateada, o que geralmente ocorre entre 20 e 30 dias antes do início da brotação normal.

Controle do vigor excessivo

Via de regra, quando não há uma boa penetração de luz no interior da planta, ocorre, consequentemente, uma redução na taxa de fotossíntese realizada e, nesse caso, a redução também se reflete na indução floral. Isso ocorre devido ao menor acúmulo de carboidratos para a gema.
Assim, produtos que atuam retardando o crescimento dos ramos e possibilitam a melhoria na penetração da luz auxiliam para que a indução floral ocorra de maneira mais homogênea nos ramos.

Produção de frutos

Conforme já previamente mencionado, em regiões onde não ocorre frio suficiente para a quebra de dormência das gemas em fruteiras temperadas, como é o caso da macieira, a brotação e floração não ocorrem de maneira uniforme.
Assim, é necessária a aplicação de produtos químicos à base de reguladores de crescimento para uniformizar a produção.

Tabela 1. Reguladores de crescimento registrados para a cultura da macieira.

Quebra da dormência

O principal produto utilizado para quebra da dormência das gemas e indução da brotação em fruteiras de clima temperado é a cianamida hidrogenada, cujo nome comercial é Dormex®.
Além deste, o Erger®, que é um fertilizante mineral, vem sendo testado em fruteiras temperadas, a exemplo das macieiras. A aplicação de ethephon cerca de cinco a seis semanas após a plena floração pode contribuir para melhorar a floração em plantas jovens ou adultas em alternância.
Além da cianamida hidrogenada, há diversos outros compostos que atuam na indução da brotação em macieira, contudo, nem todos são utilizados comercialmente. A tabela a seguir apresenta os compostos utilizados comercialmente para este fim, conforme Petri et al. (2013) (Tabela 2).

Tabela 2. Produtos e concentrações para indução da brotação em macieira.

Para retardar o crescimento dos ramos e assim proporcionar a indução floral mais homogênea e melhoria na penetração da luz, é recomendado o prohexadione-calcium, cujo nome comercial é Viviful®.

Mais benefícios

Dentre os principais objetivos do uso de indutores de brotação, podemos citar:
Maior uniformidade da brotação e da floração;
Aumento na taxa de brotação de gemas axilares e a formação de estruturas de frutificação (esporões);
• Concentração do período de floração;
• Aumento na área foliar fotossinteticamente ativa;
• Antecipação da floração e da maturação dos frutos;
• Auxilia a promover a compatibilidade da floração entre cultivares comerciais produtoras de frutos e aquelas utilizadas como polinizadoras.

Além desses, os reguladores que retardam o crescimento dos ramos podem proporcionar outros benefícios, como:
• Aumento da frutificação, da qualidade e vigor das gemas;
• Maior equilíbrio entre vegetação e produção;
• Diminuição dos gastos com poda;
• Maior produtividade.

Diferenciação e indução floral em macieira

A indução e a diferenciação de gemas floríferas na macieira têm início logo após a floração do ano anterior. Como a formação das gemas floríferas ocorre durante o ciclo vegetativo, fatores relacionados ao cultivo e também ao clima podem influenciar de forma positiva ou negativa no desenvolvimento floral do próximo ciclo.
Em condições de inverno ameno, quando as exigências em frio não são suficientes para a quebra da dormência das gemas, normalmente ocorre variação na data de início da floração entre os anos. Assim, as cultivares de menor exigência em frio tendem a ter o florescimento mais cedo.
A macieira possui estruturas próprias de floração, sendo as principais as brindilas, os esporões e os dardos.


Curiosidades

As principais cultivares de macieira produzidas no Brasil são dos grupos ‘Gala’ e ‘Fuji’, ou seus clones coloridos, que em conjunto respondem por aproximadamente 90% da produção brasileira de maçãs.
De acordo com Pio et al. (2014), as principais cultivares de macieira recomendadas para regiões subtropicais e tropicais são ‘Eva’ (IAPAR 75), ‘Julieta’ (‘IPR Julieta’), ‘Condessa’, ‘Baronesa’ e ‘Rainha’ (IAC 8-31), sendo as duas últimas com restrição, sendo indicadas apenas para regiões mais frias e com maiores altitudes.
Vale ressaltar que a macieira não se autofecunda, necessitando assim de polinização cruzada, feita principalmente por abelhas. Cerca de 10 a 30% das flores polinizadas efetivamente frutificam em função da cultivar, densidade floral, condições ambientais, entre outros.
O estímulo de indução floral é recebido pelas folhas, que transmitem às gemas, que por sua vez se diferenciam em gemas florais. É necessário o plantio de cultivares polinizadoras de maneira intercalada com a cultivar principal.

ARTIGOS RELACIONADOS

Indução floral no abacaxizeiro

A indução floral no abacaxizeiro desempenha um papel crucial no ciclo de produção, influenciando a formação e desenvolvimento das inflorescências, impactando diretamente a qualidade e quantidade da colheita.

Crescimento anual de 15% de doses de inoculantes biológicos

Entregas das empresas associadas somaram um valor acima de 423 milhões de reais no ano passado, de acordo com a Associação Nacional de Produtores e Importadores de Inoculantes.

Cresce incidência de percevejos

Área tratada com defensivos aumentou 13% no mesmo período.

Floração no tomateiro

O tomate (Lycopersicon esculentum Mill.) é uma planta da família das Solanáceas, mesma ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!