18.1 C
São Paulo
segunda-feira, agosto 8, 2022
-Publicidade-
Inicio Destaques Relação entre o glyphosate e o manganês na soja

Relação entre o glyphosate e o manganês na soja

Edson Aparecido dos SantosDoutor e professor do curso de Agronomia – Universidade Federal de Uberlândia (UFU)edsonsantos@ufu.br

Foto: Shutterstock

O herbicida glyphosate é o principal produto fitossanitário utilizado no mundo. Um dos principais fatores responsáveis por essa importância é a utilização em aplicações pós-emergentes na cultura da soja geneticamente modificada para resistência ao produto – a soja RR.

O herbicida inibe uma enzima relacionada à síntese de aminoácidos aromáticos nas plantas sensíveis. Com isso, diversos eventos diretos e indiretos dessa inibição proporcionam a morte da planta em alguns dias ou semanas. Dentre tais eventos, podem ser destacados: a diminuição da clorofila, da fotossíntese e da produção de aminoácidos, a paralisação de crescimento, o amarelecimento, a necrose e a clorose.

A soja geneticamente modificada para resistência ao glyphosate foi um dos principais feitos da ciência para revolução na produção agrícola. Com essa tecnologia, é possível realizar a aplicação do glyphosate em área total e controlar todas as plantas daninhas, o que promoveu a economia de produtos, otimização de operações e maior lucratividade à atividade, bem como menor impacto negativo ao meio ambiente.

A modificação das plantas se deu graças à inserção de genes da bactéria Agrobacterium sp. na soja, por esse motivo, a soja RR é um organismo transgênico.  O gene da bactéria é capaz de codificar uma variante da enzima insensível ao glyphosate.

Apesar da conhecida tolerância da soja RR ao glyphosate, a aplicação na parte aérea das plantas pode provocar diversos danos à cultura ou a organismos relacionados à sua produtividade.

O glyphosate pode prejudicar a movimentação do manganês nas plantas de soja transgênica ao interferir em rotas metabólicas diversas. Além disso, o glyphosate é prejudicial às bactérias fixadoras de nitrogênio simbiontes com a soja e atua na população de organismos redutores e oxidantes de manganês na área das raízes, o que diminui a oferta do micronutriente e pode gerar sintomas como amarelecimento das folhas, especificamente entre as nervuras e primariamente em folhas novas.

Questão de manejo

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

Inicio Destaques Relação entre o glyphosate e o manganês na soja