22.6 C
Uberlândia
domingo, junho 23, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesSegmento de insumos avança e procura por soluções regenerativas do solo

Segmento de insumos avança e procura por soluções regenerativas do solo

Divulgação

Os segmentos de insumos e de defensivos agrícolas no Brasil chegam a 2023 impulsionados por um crescimento importante do faturamento anual em 2022, da ordem de 52,79% e 77,02%, respectivamente, segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP. As tecnologias destinadas à agricultura regenerativa estão entre as que vêm apresentando avanço significativo, o que deve se manter neste ano.

Dados do Programa de Regeneração do Solo (Regenera), desenvolvido em diversas propriedades atendidas pela Cultura Agromais, apontam uma maior captação de carbono e redução de temperatura no solo nas lavouras onde foram aplicadas soluções regenerativas, como as plantas de cobertura. “A temperatura é uma das principais causas da diminuição da atividade biológica do solo, afetando diretamente o desenvolvimento das culturas. A regeneração, por meio da massa-verde das plantas de cobertura, consegue trazer mais conforto térmico para o ambiente, pois evita a incidência direta do sol no solo. Além disso, melhora a condição físico-química da área, dentre outros benefícios”, informa César Oliveira, CEO da Cultura Agromais, distribuidora de insumos.

Segundo ele, as soluções da agricultura regenerativa ainda contribuem  para a redução dos gases de efeito estufa, direta e indiretamente, pois retira o CO2 do ar e agrega em forma de material orgânico. “O agricultor percebeu o valor da tecnologia para conseguir atender a  demanda crescente da indústria e do consumidor final por produtos de qualidade e sustentáveis.  Este é um caminho sem volta para o agronegócio brasileiro e em 2023 devemos ter novos recordes de safra e a adoção ainda maior de soluções tecnológicas”, assegura.

Um indicador do crescimento esperado para a agricultura este ano é a estimativa do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), que deve crescer 8,3% em 2023, superando o faturamento de R$ 814,77 bilhões em 2022. De acordo com Oliveira, apesar das oscilações de preço dos insumos em decorrência da escassez da oferta de matéria-prima gerada pela guerra entre Ucrânia e Rússia, o produtor não deixou de adotar o manejo correto das lavouras para manter sua produtividade com rentabilidade.

Para atender a demanda do mercado por soluções tecnológicas, a Cultura Agromais manterá seu plano de expansão no país. A empresa inaugurou quatro unidades em 2022, totalizando 10 unidades em Minas Gerais e São Paulo. Até 2026, a estimativa é contar com 15 lojas da distribuidora de insumos no Brasil. “Planejamos um crescimento focado na filosofia de atuar sempre próximos ao cliente, entendendo, acompanhando e entregando produtividade com rentabilidade, com um atendimento individualizado, e com soluções direcionadas para a saúde do solo, que é o grande patrimônio do agricultor”, esclarece o CEO da Cultura Agromais.

Desde 2005 atuando no segmento de distribuição de insumos, a empresa oferece modernas soluções agronômicas e tecnológicas para lavouras, desde cuidado do solo, nutrição das plantas, combate a pragas e análises, além de oferecer soluções financeiras aos produtores rurais.

ARTIGOS RELACIONADOS

Equilíbrio e produtividade no café

Adubação diminui abortamento de flores e frutos em até 90% e novos cafezais estão mais resistentes a intempéries.

Manejo e monitoramento para controle da lagarta

A estiagem prolongada e a demora da chegada do frio neste inverno aumentaram a pressão de lagartas nas lavouras de trigo nas regiões das Missões e...

Novidades em mecanização para o preparo do solo

Vinicius Evangelista Silva Engenheiro florestal. Msc. e especialista em Nutrição e Manejo " Eldorado Brasil - Três Lagoas (MS) José Geraldo Mageste Doutor e professor da...

Açaí ganha o seu primeiro Zoneamento Agrícola de Risco Climático

O zoneamento permite quantificar os riscos relacionados a problemas climáticos e identificar as melhores regiões e épocas para a produção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!