21.3 C
Uberlândia
domingo, julho 14, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosSoja: qual a semente ideal?

Soja: qual a semente ideal?

Crédito Shutterstock

Camile Dutra Lourenço Gomes
camile.dutra@unesp.com.br
Luana de Carvalho Catelan
luana.catelan@unesp.com
Engenheiras agrônomas e doutorandas em Proteção de Plantas – UNESP
Adriana Zanin Kronka
Engenheira agrônoma, doutora em Fitopatologia e professora – UNESP
adriana.kronka@unesp.br

A escolha da semente de soja é um fator determinante no sucesso de uma lavoura, uma vez que esta contém todas as potencialidades produtivas das plantas. O uso de semente de alta qualidade permite o acesso aos avanços genéticos, como tecnologias de adaptação nas diversas regiões, e resistência a determinadas pragas e doenças, o que assegura maiores produtividades.

Atualmente, centenas de cultivares de soja estão disponíveis no mercado em todo o Brasil. Existem cultivares altamente produtivas, com maior resistência a pragas e doenças. Além disso, há cultivares resistentes a herbicidas e com ciclo (precoce, médio e tardio) adequado para os sistemas de produção de cada região.

A escolha da cultivar a ser utilizada na área leva em consideração alguns pontos, como: época de semeadura, ciclo, tipo de solo, condições de manejo e histórico da área em relação aos problemas fitossanitários em culturas implantadas anteriormente.

Além disso, deve-se escolher uma cultivar adaptada às condições edafoclimáticas da região, pois estas possuem influência direta no desenvolvimento da planta.

Desafios

O uso de cultivares que não são adaptadas a regiões de altas temperaturas e altos índices pluviométricos, como ocorre em algumas regiões do Brasil, pode interferir negativamente no desenvolvimento da cultura, reduzindo a produção e rentabilidade do produtor.

Com isso, a escolha de semente de boa qualidade e de cultivares adaptadas à região em questão é muito importante e deve ser feita cuidadosamente pelos produtores.

Além disso, é recomendável que a semeadura seja realizada utilizando semeadoras de alta precisão, para garantir a distribuição uniforme das sementes no solo, espaçadas corretamente, sem que haja aglomerações ou falhas na linha. Dessa forma, ocorrerá melhor estabelecimento do estande de plantas.

Qualidade das sementes de soja

A qualidade da semente de soja é composta por quatro atributos:

1. Qualidade fisiológica: determinada pela germinação e vigor das sementes de soja e que resulta em emergência de plântulas em campo uniforme;

2. Qualidade física: composta por sementes de soja livre de material inerte, como contaminantes, fragmentos de plantas, insetos, torrões e outras impurezas.

3. Qualidade genética: corresponde à semente de soja geneticamente pura, representando a cultivar que se deseja semear, sem misturas de cultivares e que dará origem a plantas vigorosas e produtivas;

4. Qualidade sanitária: compreende as sementes de soja livre de outras sementes de plantas daninhas e de patógenos (fungos, vírus, nematoides ou bactérias). A qualidade de uma semente de soja é determinada pela eficiência que ela apresenta em cada um desses atributos.

As sementes de soja certificadas possuem alta qualidade, além de serem uma forma de garantir ao produtor que estas pertencem à cultivar correta, com pureza genética, sem contaminantes, alta taxa de germinação e isenta de pragas e doenças.

A utilização de sementes de alto vigor proporciona germinação e emergência de plântulas mais rápidas e uniformes. Sementes vigorosas associadas às características de solo e edafoclimáticas ideais de cada cultivar resultarão em uma população de plantas com alto desempenho e potencial produtivo.

Erros na escolha da semente de soja

Um dos erros mais comuns cometidos pelos produtores é considerar somente o preço das sementes e deixar de lado a qualidade genética, física, fisiológica e sanitária das mesmas.  Sementes com valores muito abaixo dos encontrados no mercado podem indicar que algo não está certo e acabar gerando custo bem acima do esperado.

É fundamental o produtor pesquisar sobre as sementes disponíveis no mercado e priorizar a qualidade destas, visto que a semente é um insumo de relevância em toda a fase produtiva da lavoura.

Muitas vezes, a cultivar que possui um excelente desempenho no mercado não é a mais indicada para determinada área. Condições edafoclimáticas e presença de patógenos e pragas da área do produtor podem interferir na produtividade da cultivar escolhida. Dessa forma, a escolha da cultivar de soja deve ser realizada visando a adaptabilidade da mesma às condições da área de cultivo.

Diga não à pirataria

O uso de sementes não certificadas, ou piratas, é um grande problema, pois estas apresentam um padrão inferior de qualidade genética, física, fisiológica e principalmente sanitária.

Estas sementes podem apresentar baixo vigor e germinação, falha de emergência, além de serem fonte de inóculo de patógenos, como: Cercospora kikuchii (mancha púrpura), Sclerotinia sclerotiorum (mofo branco), Phomopsis spp. (seca da haste da vagem), Colletotrichum truncatum (antracnose), Xanthomonas axonopodis pv. glycines (pústula bacteriana) e Soybean Mosaic Virus SMV (vírus do mosaico comum da soja). O uso deste tipo de semente nas lavouras afeta diretamente a produtividade e qualidade dos grãos.

Relação direta com a produtividade

Conhecer a semente que está sendo depositada no solo é essencial para uma lavoura e colheita de sucesso. Na cultura da soja, sementes de alta qualidade produzem plantas com alta performance, maior taxa de crescimento, sistema radicular mais profundo e maior produção de vagens e sementes por planta, o que resulta em um melhor estabelecimento da cultura no campo, alta na produtividade por unidade de área e rentabilidade ao produtor.

A obtenção de uma lavoura com alta produtividade é possível com o uso de sementes de soja de alta qualidade e com boas práticas de manejo da cultura, podendo aumentar em até 25% o rendimento da cultura no campo.

Por outro lado, com a utilização de sementes de baixa qualidade, podem deixar de ser acrescidos 240 kg ha¹ de soja sobre a produtividade final.

Diante disso, o uso de sementes de qualidade associado a boas práticas agrícolas tende a aumentar o retorno financeiro do produtor.

ARTIGOS RELACIONADOS

Sequenciado genoma de fungo que ataca lagartas da soja

Cientistas brasileiros concluíram o sequenciamento genético de um fungo que atua como inimigo natural de lagartas que atacam a soja, o milho e o algodão.

Conheça as novas variedades de soja da BASF para a safra 2021/22

Tudo começa com a semente. É a variedade que define o potencial produtivo da lavoura de soja.

Websérie da BASF mostra toda a tecnologia por trás da semente de soja Credenz®

O Brasil é o maior produtor mundial de soja. Na atual safra, que será colhida agora no início de 2021, a produção deve alcançar aproximadamente 135 milhões de toneladas de acordo com a Conab.

Grupo Santa Clara fortalece estratégia comercial com novo diretor

O Grupo Santa Clara anuncia a contratação de Adelino Thomazini como novo Diretor Comercial. Thomazini traz uma vasta experiência nas cadeias de soja, algodão,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!